Após eliminação precoce na Libertadores, Flamengo tenta reconquistar confiança contra Atlético-GO

Equipes se enfrentam pela 2ª vez em 10 dias, dessa vez pelo Campeonato Brasileiro

Após eliminação precoce na Libertadores, Flamengo tenta reconquistar confiança contra Atlético-GO
Equipes rubro-negras se reencontram pelo Brasileiro após confronto anterior na Copa do Brasil (Foto: Gilvan de Souza/Fla Imagem)

São tempos conturbados na Gávea. Após a eliminação na fase de grupos da Libertadores ocorrida na última quarta-feira, a equipe do Flamengo volta a campo neste sábado (20) às 16h para enfrentar o Atlético-GO, em partida válida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

O Rubro-Negro carioca viu sua relação com a torcida estremecer após o fracasso inesperado no torneio continental: com protestos no desembarque no Rio de Janeiro e em redes sociais, torcedores cobraram títulos e maior comprometimento do elenco. 

As duas equipes, que também se enfrentam na quarta (24) pela Copa do Brasil, vão a campo no Estádio Serra Dourada visando obter mais 3 pontos na tabela – mas, ao Flamengo, também está em jogo o clima nos bastidores.

Diretoria do Flamengo reconhece momento de fazer cobranças, mas nega ‘caça às bruxas’

Em entrevista coletiva, o diretor de futebol Rodrigo Caetano reafirmou o compromisso rubro-negro de voltar à Libertadores na próxima temporada. O dirigente, que não havia se pronunciado desde a eliminação, avaliou o preço que foi pago pela equipe devido ao péssimo desempenho como visitante: 

“Pagamos preço enorme por não termos pontuado nos três jogos que fizemos fora do Brasil. O Flamengo precisa entender que precisa não só jogar bem fora de casa, mas também se impor. Precisamos que essa cicatriz nos lembre sempre que todo jogo é decisivo”, declarou.

Rodrigo falou ainda sobre o cenário nos bastidores da equipe rubro-negra. Perguntado sobre uma possível ‘caça às bruxas’, o dirigente afirmou: “Temos que identificar o que precisa ser melhorado. Nós não vamos recomeçar sempre, talvez esse seja o maior erro num momento desses. Precisamos fazer reposição e ajustes porque perdemos três jogos que culminaram na nossa eliminação. Vamos encontrar a explicação, e ela será interna”, completou o diretor.

Atlético-GO faz mudanças na escalação após falhas na estreia do Brasileiro

Após a goleada por 4 a 1 sofrida contra o Coritiba na 1ª rodada do Brasileiro, o técnico Marcelo Cabo resolveu efetuar modificações na equipe titular do Atlético-GO. O goleiro Kléver, que falhou em três dos quatro gols sofridos na partida, foi substituído por Felipe.

O comandante do Dragão revirou também o meio de campo e a lateral direita. Investindo em uma formação com três volantes, Marcelo traz André Castro para ocupar o lugar do atacante Walterson. Eduardo, por sua vez, foi substituído por Jonathan.

Flamengo conta com Vinicius Junior e Ederson no banco; Berrío e Vizeu estão fora

Neste sábado, o técnico Zé Ricardo poderá contar mais uma vez com a presença de Vinicius Junior e Ederson no banco de reservas. Os planos rubro-negros incluem a integração de Vinicius ao elenco profissional a partir do Campeonato Brasileiro – a joia rubro-negra de 16 anos segue no clube até que atinja sua maioridade, quando será vendido ao Real Madrid.

Ederson, por sua vez, voltou a campo pela primeira vez em 10 meses contra o Atlético-GO na Copa do Brasil. Recuperado de uma grave lesão no joelho esquerdo, o meia é uma das opções para a escalação do técnico Zé Ricardo.

Por outro lado, Berrío é desfalque de última hora na equipe rubro-negra. Após treinamento na sexta-feira, o atacante sentiu dores na coxa direita e não enfrenta o Atlético-GO. Felipe Vizeu também não viajou para Goiânia: o camisa 47, que tem sido pouco utilizado, apresentou desconforto no joelho e deu entrada no departamento médico na quinta-feira.