Após perda da invencibilidade como mandante, Zé Ricardo admite: "É uma dura derrota"

Técnico comentou sobre a primeira derrota na Ilha do Urubu, agradeceu o apoio da torcida no jogo, mas admitiu falhas; Zé também explicou o motivo das substituições

Após perda da invencibilidade como mandante, Zé Ricardo admite: "É uma dura derrota"
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Nesta quinta (13) o Flamengo foi derrotado por 1 a 0 pelo Grêmio na Ilha do Urubu, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado final, o rubro-negro perdeu a invencibilidade como mandante neste campeonato e caiu para a quarta colocação do Brasileiro.

Em entrevista coletiva após o final do jogo, o técnico Zé Ricardo comentou sobre a partida e falou sobre os erros cometidos pela equipe, além de agradecer o apoio da torcida rubro-negra, que mesmo com o revés incentivou o time.

"É uma derrota dura. O Grêmio é uma grande equipe, está de parabéns, soube se defender muito bem hoje. Conseguiu o gol em um vacilo nosso, um pouco confuso, mas mérito do Grêmio. Depois se fechou bem, fechou os espaços, e nós tentamos de todas as maneiras buscar abrir esses espaços. A nossa torcida nos apoiou até o final, queria agradecer à ela por essa atitude, os atletas sentiram esse agradecimento e essa força da torcida, mas infelizmente encontramos um adversário bem postado e aquilo que a gente tentou acabou não surtindo efeito" - disse.

O Flamengo iniciou a rodada na segunda colocação, atrás do líder Corinthians, com nove pontos de diferença. Com a derrota, além da perda da invencibilidade, o rubro-negro perdeu também a vice-liderança, e está a 12 pontos de distância do líder. O técnico Zé Ricardo falou sobre a briga pelo título e lamentou o início ruim do clube carioca.

"A gente trabalha jogo a jogo, infelizmente o nosso início de campeonato não foi um bom início, e realmente o que o Corinthians tem feito agora é digno de aplausos. [...] Jogar contra o Grêmio, Atlético MG, as equipes todas, são jogos difíceis. Hoje a gente fez um jogo contra uma equipe que tem um futebol bastante interessante, vem brigando pelas posições no Brasileiro assim como nós, então era um jogo que a gente precisava propor ainda mais" - disse.

O técnico também foi questionado sobre as alterações feitas no decorrer do jogo. Vale lembrar que o Flamengo terminou a partida sem volantes de ofício e com dois atacantes na área.

"Na verdade não é a primeira vez que a gente trabalha no 4-2-4, com dois homens de criação por dentro tentando buscar os canais com os dois homens de referência, no caso o Vizeu e o Damião. Mantive o Diego e o Mancuello para trabalharem na criação e tentamos trabalhar o lado do campo com o Geuvânio e o Éverton Ribeiro. Tentamos um 4-2-4 como situação final de jogo, mas infelizmente não conseguimos ter calma o suficiente para criar" - afirmou Zé Ricardo.

O Flamengo agora volta as suas atenções para o jogo contra o Cruzeiro no domingo (16), em Minas Gerais, no Mineirão, às 16h.

Flamengo