Flamengo lança terceira camisa inspirada nas primeiras cores do clube

Em uma seleção, um torcedor que ficou responsável por montar a nova camisa do clube

Flamengo lança terceira camisa inspirada nas primeiras cores do clube
(Foto: Reprodução/Twitter)

Na manhã desta sexta-feira (21), o Flamengo postou em suas redes sociais fotos dos jogadores com a nova camisa do clube, nas cores azul e amarelo. O terceiro uniforme conta com uma espécie de pixels na manga da camisa em azul, dando impressão de ser as cadeiras do Maracanã e ela em si, toda amarela. A data de estreia em campo é no próximo jogo, contra o Coritiba no dia 22 de julho, na Ilha do Urubu.

Historicamente, o azul e o amarelo são as cores de fundação, do ainda Grupo de Regatas do Flamengo, que logo foi abandonada um ano depois, em 1986, devido a grande dificuldade de comprar os tecidos que vinham da Inglaterra. Nessa época o Flamengo era um clube primordialmente de remo. E durante as regatas a mistura de muita salinidade e a exposição ao sol desbotava muito rapidamente as cores. Assim, o uniforme do clube passou a ser uma camiseta em listras horizontais rubro-negras, com o escudo no lado esquerdo.

Na tentativa de retornar as cores, em 1997, o clube lançou pela primeira vez uma camisa predominantemente azul, com listras rubro-negras e detalhes em amarelo, mas além do uniforme não ter caído no gosto da torcida, foi também reprovado pelo conselho deliberativo e não usado em nenhum jogo oficial.

Após o episódio, a mística do azul e amarelo retornou somente em 2010, quando a Olympikus resolveu reviver a história do clube e montou o projeto do terceiro uniforme, sendo então, lançado o modelo "Tabajara".

Em 2017, a patrocinadora Adidas resolveu trazer novamente as cores do clube de forma moderna. Porém, a ideia veio de um torcedor após uma ação mundial promovido pela própria marca, onde podiam desenhar uma camisa através de uma ferramenta no site. 

André Lima, autor do terceiro manto, explicou a escolha da camisa: "Cores unem o passado do clube às arquibancadas. Da mesma forma que o azul e o ouro deram lugar ao vermelho e ao black, as arquibancadas azul e ouro, quando vazias, dão lugar ao vermelho e ao black da torcida, que as preenchem perfeitamente. Assim, homenageia-se a eterna casa, o Maracanã. O passado e o presente", concluiu.

Flamengo