Apesar de empate em casa, Arão vê título em aberto: "No Mineirão será diferente"

Volante, eleito melhor jogador da partida, vê disputa do título em aberto mesmo jogando longe de casa

Apesar de empate em casa, Arão vê título em aberto: "No Mineirão será diferente"
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Na disputada primeira partida da final da Copa do Brasil entre Flamengo e Cruzeiro, que empataram em 1 a 1, no Maracanã, nessa quinta-feira (7), o jogador eleito o melhor da partida foi o volante Willian Arão, da equipe Rubro-Negra. O jogador havia passado por um período ruim, mas parece ter reencontrado seu bom futebol com Reinaldo Rueda e vem colecionando boas atuações nas últimas partidas.

O gol do Cruzeiro saiu após uma rebatida do goleiro Thiago, que admitiu o seu erro em uma entrevista após o término da partida ainda dentro do campo. "Ele (Thiago) com certeza vai sair mais forte dessa situação e nós também. Não tem nada perdido. Jogamos bem e tivemos a chance de fazer um resultado maior do que estava. Temos todas as condições de realizar uma grande partida”, afirmou o jogador em entrevista ao SporTV após o jogo, saindo em defesa do jovem arqueiro do Flamengo.

Envolvido em uma polêmica no lance do primeiro gol, marcado por Lucas Paquetá, Arão teria colocado a mão na bola antes de Fábio rebatê-la para o jovem da base marcar. "Se teve (mão) foi muito rápido. Tentei fazer o movimento de cabeceio, não vi o lance", explicou o volante.

Apesar do empate, Arão tem total confiança e está convicto de que o Flamengo pode bater de frente mesmo jogando em Minas Gerais. Segundo ele, a Raposa entrará com uma tendência mais ofensiva, diferentemente do que aconteceu nessa partida. "No Mineirão será diferente, eles têm que sair e abre espaço ara a gente jogar”, disse.