Após recuperação acima da média, Ederson finaliza quimioterapia

Feliz pelo tratamento bem-sucedido, o jogador deve voltar gradualmente aos treinos

Após recuperação acima da média, Ederson finaliza quimioterapia
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

A família do meia Ederson teve, nesta quarta-feira (11), uma boa notícia: o meia rubro-negro fez sua última sessão de quimioterapia. Após ser diagnosticado com um tumor no testículo, Ederson retirou o órgão em junho, e começou o tratamento para a recuperação. E na última segunda feira (9), o meia fez sua última sessão de quimioterapia, chegando ao fim desse processo. Agora, Ederson deve entrar num processo gradual de volta aos treinos, para logo se juntar ao elenco do Flamengo.

Aliviado, o meia comentou sobre o processo, e sua volta aos gramados: "Finalmente estou chegando a fase final do tratamento, graças a Deus estou me sentindo bem. Tanto eu quanto os médicos estamos otimistas, o período mais difícil acreditamos que já ficou pra trás. Agora a expectativa é ir voltando aos poucos aos treinos, a partir da semana que vem, enquanto aguardamos o resultado dos exames que serão realizados no início de novembro."

O Dr. Márcio Tannure, que acompanhou a evolução do rubro-negro, também comentou sobre essa nova fase do tratamento: "Ele tem respondido acima da média, tem tido um resultado extremamente satisfatório. Se tudo correr bem, esperamos que já na próxima semana ele possa estar retornando de uma maneira gradual ao Flamengo."

O jogador também não deixou de agradecer ao apoio que recebeu: "Aproveito para agradecer a todos do Flamengo, que estão me apoiando muito. A todos os torcedores, pelas várias mensagens de apoio e carinho que recebi, e à minha família, que me ajudou muito neste período complicado. Não vejo a hora de fazer o que mais gosto, estar com meus companheiros treinando e me preparando para os jogos"

Lembrando que o Flamengo enfrenta nesta quinta-feira, dia 12, o Fluminense no Maracanã, às 17 horas. O jogo será válido pela vigésima sétima rodada do Brasileirão 2017.