Rueda assume responsabilidade após revés diante do Grêmio: "Hoje, perdi o jogo"

Treinador do Flamengo analisou falhas rubro-negras em derrota para o Grêmio; colombiano assumiu total responsabilidade e erro de estratégia em confronto

Rueda assume responsabilidade após revés diante do Grêmio: "Hoje, perdi o jogo"
(Foto: Staff Images/Flamengo)

Neste domingo (5) o Flamengo perdeu de virada para o Grêmio por 3 a 1 - a partida, válida pelo Campeonato Brasileiro, teve o gosto de um revés marcado pelas falhas defensivas do Rubro-Negro. Éverton Ribeiro abriu o placar para os cariocas, que viram o Tricolor empatar e virar a partida com gols de Everton (duas vezes) e Luan.

Os três gols gremistas no confronto tiveram início em falhas de Rafael Vaz e Pará (duas vezes). Em entrevista pós-jogo, o treinador Reinaldo Rueda fez um breve análise sobre o duelo na Arena do Grêmio e também comentou a perda de controle pela equipe rubro-negra.

"Um jogo que até o 1 a 0 estava controlado, com muita ordem da nossa parte. Um Flamengo agressivo, com grande disposição até o 1 a 0. Mas em uma situação infeliz, um erro, creio que não é possível perder o controle. Em 1 a 1 era para seguir jogando com ordem e buscar o resultado. Para a gente o 1 a 1 não era bom, mas era melhor que perder. Sobretudo perder o controle, como perdemos", declarou.

Uma das surpresas na escalação do Flamengo foi a presença de Willian Arão compondo o lado direito. Na primeira etapa, o camisa 5 auxiliava Pará a frear o ataque do Grêmio - algo que não aconteceu no segundo tempo. Na coletiva, o comandante rubro-negro citou a falta de tranquilidade após o Tricolor empatar o confronto.

"São situações circunstanciais de jogo. Até o 1 a 0, a ordem, agressividade e disposição mental estavam boas. Poderíamos fazer o 2 a 0, mas não assimilamos bem. Faltou a tranquilidade para assimilar o 1 a 1. Era trabalhar e jogar. Era uma partida controlada. Depois, se equivoca Renê, Pará. O jogador (Everton) entrou e finalizou bem", disse Reinaldo Rueda.

+ Apoio ao capitão: Guerrero chega ao Peru para reunião e é recebido por multidão de torcedores

(Foto: Lucas Uebel/Getty Images)  

O colombiano também foi perguntado sobre um possível cansaço do time devido ao duelo da Sul-Americana contra o Fluminense na última quarta (1º). O treinador rapidamente descartou a hipótese do desgaste e disse que o cansaço jamais pode ser uma desculpa para os resultados dentro de campo.

"Não é argumento cansaço. Grêmio jogou quinta a Libertadores. Não temos desculpas. Equipe com a estatura e experiência do Fla não passa por aí. Em 1 a 0 tem que respeitar, valorizar. Depois, passa pela comunicação no campo. Não podemos tomar dois gols com jogadores maduros, experientes", respondeu.

Ao final da entrevista, Rueda admitiu ter falhado na estratégia do confronto deste domingo (5), visto que seus homens de meio e de lado estavam envolvidos pelas triangulações tricolores. O colombiano assumiu total responsabilidade pela derrota.

"Hoje perdi o jogo. Eu perdi. Não sei a estratégia. O jogo era controlado, buscamos ganhar desde o começo. Estávamos conscientes de que enfrentávamos um Grêmio que teria grande circulação de posse de bola no meio, com grande vocação ofensiva. Mas o jogo até 1 a 0 a favor estava funcionando, mas depois com o 1 a 1, não pela estratégia, escalação, mas como se assimila. O 1 a 1 não é a morte. É placar para trabalhar e buscar o jogo", fianlizou o treinador.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Reinaldo Rueda:

- Ficar sentado no banco enquanto Redin, seu auxiliar, ficava à beira do gramado: "Não foi nada diferente. Hoje pedi ao professor Redin que estivesse à frente, mas não tem nada a ver com o jogo, com o placar. Isso é secundário ao jogo. Com Redin, estava 1 a 0, poderia terminar assim. Não tem nada a ver com o jogo e com o resultado."

- Situação de Guerrero: "Preferi não falar com ele. Muita gente, muita situação difícil para ele. Preferi respeitar este espaço. Ele viajou a Lima. A situação é lamentável, ruim, crítica, por tudo que significa para o Flamengo. Existem pessoas mais autorizadas no Flamengo para falar desse tema"

- Desfalques para a partida de hoje: "Não podemos falar de quem não está. Não estão Juan, Réver, Berrío, Guerrero, Diego... são cinco titulares, mas qualquer equipe do mundo sente isso. Todos sabemos do que significa Diego, mas temos que aproveitar a oportunidade e jogar desta maneira."