Flamengo vence Cruzeiro com tranquilidade e abre vantagem no G-7 do Campeonato Brasileiro

Rubro-Negro abre três pontos de vantagem do Vasco, primeiro time fora da zona de classificação para a Libertadores; Raposa é ultrapassada e perde melhor campanha do returno

Flamengo vence Cruzeiro com tranquilidade e abre vantagem no G-7 do Campeonato Brasileiro
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Flamengo
2 0
Cruzeiro
Flamengo: Diego Alves; Pará, Rafael Vaz, Rhodolfo e Renê; Willian Arão e Cuéllar; Everton Ribeiro (Min. 43, Rodinei, 2ºT), Lucas Paquetá (Min. 34, Vinícius Júnior, 2ºT) e Everton; Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda
Cruzeiro: Fábio; Ezequiel, Manoel, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Lucas Romero; Robinho (Min. 28, Jonata, 2ºT), Thiago Neves e Alisson (Min. 23, Elber, 2ºT); Rafael Marques (Min. 00, Rafael Sobis, 2ºT). Técnico: Mano Menezes
Placar: 1-0, Min. 36, Everton, 1ºT; 2-0, Min. 48, Vinícius Júnior, 2ºT
ÁRBITRO: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Daniel Paulo Ziolli. Cartões amarelos: Rhodolfo e Lucas Paquetá (Flamengo); Manoel, Henrique e Rafael Sobis (Cruzeiro)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 33ª rodada do Brasileiro, disputada nesta quarta-feira (8), na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro.

Pouco mais de um mês depois da grande final da Copa do Brasil, Flamengo e Cruzeiro se reencontraram, na noite desta quarta-feira (8), na Ilha do Urubu, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Diferentemente da competição mata-mata, o Rubro-Negro desta vez levou a melhor por 2 a 0, com um belo gol de Everton e outro de Vinícius Júnior, no fim do jogo. Foi a nona vitória da equipe carioca como mandante.

O resultado deixou o Flamengo confortável no G-7. O rubro-negro permaneceu na 7ª posição, com 50 pontos, mas abriu três de vantagem do Vasco, que está uma colocação abaixo, com 47. Já o Cruzeiro, garantido na Copa Libertadores, caiu para 6º lugar, com 51 pontos. Isso porque a equipe celeste foi ultrapassada pelo Botafogo, que venceu o Sport por 2 a 1, na Ilha do Retiro. O Glorioso também passou a ter a melhor campanha do returno, com 26 pontos - até então a marca pertencia à Raposa, com 24 pontos.

Na próxima rodada, o Flamengo encara mais um adversário do G7: o Palmeiras. O duelo acontece no domingo (12), às 17h, no Allianz Parque. Enquanto isso, no mesmo dia, às 19h, o Cruzeiro recebe o Fluminense, no Mineirão.

Fábio tenta fechar o gol, mas Everton abre placar após 'bomba'

Sem Diego, que está com a Seleção Brasileira, Reinaldo Rueda optou por Lucas Paquetá no meio-campo, atuando centralizado, enquanto Everton Ribeiro ficou deslocado à direita no meio-campo do Flamengo. Já no Cruzeiro, Mano Menezes apostou em Rafael Marques no ataque, deixando Rafael Sobis e o jovem Jonata, de 19 anos, no banco de reservas.

A Raposa começou melhor, partindo para cima e marcando forte a saída de bola do Flamengo. A reação rubro-negra veio quando Lucas Paquetá finalizou da entrada da área, obrigando Fábio a fazer uma excelente defesa. A resposta celeste veio em seguida, aos cinco minutos: Thiago Neves cobrou falta, Rafael Marques desviou e Murilo, na pequena área, quase chegou a tempo para abrir o placar. 

O Flamengo, então, passou a gostar da partida. Foram cinco finalizações nos primeiros quinze minutos. O domínio rubro-negro deixou Mano Menezes irritado. O Cruzeiro não conseguia sair jogando, muito menos pelas laterais, já que Diogo Barbosa e Ezequiel estavam presos na marcação. Naquele instante, os mandantes possuíam 71% de posse de bola, contra 29% dos visitantes. 

Assim como na final da Copa do Brasil, Fábio foi se tornando o personagem do jogo. Aos 24 minutos, o goleiro do Cruzeiro apareceu muito bem para espalmar o chute de Rafael Vaz, originado após uma cobrança de falta pela esquerda. Mas, aos 36, Renê cruzou, Felipe Vizeu escorou de cabeça e Everton encheu o pé para fazer 1 a 0 Flamengo.

Rueda aposta em Vinícius Júnior e camisa 20 retribui com gol

Sem conseguir produzir na primeira etapa, Rafael Marques foi sacado por Mano Menezes para a entrada de Sobis. Em seis minutos, o camisa 7 fez mais do que o titular: arriscou para o gol. Diferentemente dos primeiros 45 minutos, o duelo ficou mais truncado no segundo tempo. Mas a Raposa passou a sair mais para o jogo. Aos 13, Thiago Neves limpou a marcação e bateu colocado para a defesa de Diego Alves.

Vendo que o Cruzeiro voltou melhor para a etapa complementar, a torcida do Flamengo passou a pedir a entrada de Vinícius Júnior. Mas quem mexeu foi Mano Menezes: o treinador da Raposa tirou Robinho para colocar Jonata, de 1,88m. Apesar da melhora da Raposa, o Rubro-Negro quase ampliou o placar aos 33 minutos, quando Everton arriscou de longe e viu Fábio espalmar pela linha de fundo. 

No minuto seguinte, o pedido do torcedor do Flamengo foi atendido: Reinaldo Rueda promoveu a entrada de Vinícius Júnior na vaga de Lucas Paquetá, visivelmente cansado. O camisa 20, no apagar das luzes, recebeu belo lançamento de Everton, disparou e tocou na saída de Fábio para fazer 2 a 0 e decretar a afirmação do time na zona de classificação para a Copa Libertadores.