Rueda exalta diretoria rubro-negra e descarta pressa por resultados: "Não acontece tão rápido"

Treinador do Flamengo deu créditos a altos investimentos financeiros da cúpula rubro-negra; em entrevista, Rueda citou falta de entrosamento como diferencial para possíveis oscilações em campo

Rueda exalta diretoria rubro-negra e descarta pressa por resultados: "Não acontece tão rápido"
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Na noite desta quarta-feira (8), o Flamengo conquistou mais três pontos no Brasileiro ao vencer o Cruzeiro na Ilha do Urubu. Treinador do FlamengoReinaldo Rueda fez questão de tecer elogios a Vinicius Junior, autor de um dos gols, e Lucas Paquetá - os dois jogadores da base foram destaques do Rubro-Negro na partida.

''O jogo estava para Vinicius. Havia espaço, mas tinha uma situação que me preocupava, que era a de (Éverton) Ribeiro. Ele sentiu um estiramento brusco, podia perder ele e Paquetá. Por isso demorei um pouco para trocar e colocar Vinicius, e creio que entrou em um momento justo para resolver o jogo. (...) Paquetá é um jogador com muito caráter, muito generoso, esforçado. e está nesse processo de estabilizar. Muitas vezes não aguenta 90 minutos com tanta intensidade. Dizer que é substituto de Diego é prematuro'', afirmou.

Em entrevista pós-jogo, Rueda não conseguiu fugir de perguntas sobre uma possível "revanche" do Flamengo contra a Raposa após a final da Copa do Brasil. Para o treinador, os confrontos diante do Cruzeiro não devem ser comparados, tendo em vista que refletem momentos completamente distintos na equipe rubro-negra.

Flamengo x Junior Barranquilla: informações e valores de ingressos para o duelo da Sul-Americana

Vizeu e Vinicius Junior comemoram gol do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Vizeu e Vinicius Junior comemoram gol do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

''São momentos diferentes que vivemos na final da Copa do Brasil. Outro elenco. Temos seis mudanças, Réver, Juan, Berrío, Diego, Paolo, Trauco... mas graças a Deus ganhamos pelo mérito da equipe, agressividade, ordem'', completou.

Questionado sobre o retorno não tão satisfatório após altos investimentos da diretoria rubro-negra, o colombiano fez questão de reforçar o momento de transição vivido pelo Flamengo. Para Rueda, a falta de entrosamento também é um fator determinante em campo; as constantes mudanças no elenco podem se tornar obstáculos para a obtenção de bons resultados.

"Às vezes isso acontece no futebol, não só no Brasil, mas em todas as culturas futebolísticas. Às vezes, você tem que dar um tempo para que haja esse entrosamento. (...) Sobre os investimentos, creio que seja um grande mérito da diretoria. Mas no campo são os homens, não os nomes, que jogam, fazem essa equipe competitiva e trazem os resultados. (...) Muitas vezes as coisas não acontecem tão rápido", finalizou o comandante.

Flamengo agora volta a campo no próximo domingo (12). O adversário da vez no Campeonato Brasileiro é o Palmeiras; a partida, válida pela 34ª rodada do torneio, acontece no Allianz Parque

Confira outros trechos da coletiva de Rueda:

Competitividade no Brasileiro"É uma briga até a última rodada. Esse Brasileirão é muito equilibrado. Toda rodada tem essa situação. Vagas da Libertadores, quem sabe, vão ter dois ou três antecipados. Mas creio que três ou quatro vão resolver na última rodada. Temos que superar as dificuldades que temos, como perder jogadores. Não é fácil para um elenco perder cinco titulares em menos de três semanas."

Mudanças na equipe"É difícil. Nós aqui estamos nessa transição. Pudemos fazer duas escalações iguais em três meses que estamos aqui. É difícil estabilizar esse entrosamento. Hoje temos que felicitar os atletas pela entrega, pela torcida que acompanhou em um momento difícil depois de perder o jogo em Porto Alegre."