Geuvânio garante confiança mesmo após poucas chances no Flamengo: "Sei o que posso fazer"

Atacante pediu paciência à torcida e garantiu que quer se destacar no clube no ano que vem; camisa 23 ainda mencionou rapidamente confusão entre Vizeu e Rhodolfo

Geuvânio garante confiança mesmo após poucas chances no Flamengo: "Sei o que posso fazer"
Geuvânio em ação contra o Corinthians no primeiro turno (Foto: Staff Images/Flamengo)

Neste domingo na Ilha do Urubu, o Flamengo "carimbou a faixa" do Corinthians ao vencer por 3 a 0. Entretanto, o clima no estádio não estava dos mais tranquilos para os jogadores do Rubro-Negro. Além da briga entre Rhodolfo e Vizeu, o elenco carioca foi muito criticado e vaiado por torcedores antes da bola rolar. Camisa 23 da Gávea, Geuvânio destacou a importância do jogo e ressaltou que era um confronto para "homem de verdade". 

"Sabemos da situação que está acontecendo, realmente foi um jogo muito difícil, pelo que está acontecendo fora de campo, a cobrança da torcida e realmente para jogar esse jogo hoje, tinha que ter personalidade, tinha que ser homem de verdade, pois não é fácil entrar em uma partida dessa e jogar bem. Para jogar uma partida dessa tem que estar bem concentrado, esquecendo o que está acontecendo fora do campo", completou.

Ao passar pela zona mista da Ilha do Urubu, o jogador se defendeu de críticas da torcida por seu baixo rendimento. Para Geuvânio, as diferenças entre o futebol na China (país do Tianjin Quanjian, seu ex-clube) e no Brasil refletem diretamente no desempenho dentro das quatro linhas.

"A minha situação é bem complicada, foi um ano muito difícil para mim. Ninguém sabe da minha trajetória, mas fiquei quase um ano sem jogar, em um futebol totalmente diferente. Aqui no Brasil não tem comparação com nenhum futebol, porque (tem jogo) na quarta, domingo, viagem para lá, viagem para cá. Venho de um futebol onde descansava duas vezes por semana, não tinha essa pressão que existe no país. Isso conta muito, pois o jogador tem que estar preparado para isso. Muitas pessoas não sabem que eu vim desse futebol (chinês) e desse sistema", completou.

Rueda comemora vitória e minimiza confusão entre Rhodolfo e Vizeu: “Pequeno mal-entendido”

(Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)
(Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Seguindo a mesma linha de raciocínio, o jogador explicou o porquê de ter respondido um post de um torcedor em rede social nesta semana. Na ocasião, ao falar com o torcedor, o jogador rubro-negro "pediu" mais oportunidades para jogar e falou sobre a cobrança para que os atletas tenham alto rendimento rapidamente no Flamengo.

"Hoje estou chegando aqui no Flamengo e as pessoas querem que o Geuvânio já mostre, tipo miojo, que leva três minutos e tem que ficar pronto. Eu falei 'preciso de oportunidade' na rede social porque um torcedor falou pra mim que eu precisava de confiança, e eu tenho no meu futebol. Sei o que posso fazer, da minha qualidade e acabei o respondendo. (...) Mas é a realidade, eu estou sem jogar, o que eu vou falar? Acabou caindo no meu colo esse jogo, esse clássico, um jogo bom onde os jogadores de verdade aparecem mesmo, então eu pude aproveitar", finalizou o camisa 23.

O próximo compromisso do Flamengo é na quinta-feira (23). O Rubro-Negro recebe o Junior Barranquilla no Maracanã; o confronto é válido pelas semifinais da Sul-Americana.