Juan iguala recorde de gols, Flamengo vira sobre Junior Barranquilla e sai em vantagem

Rubro-Negro perdeu Diego Alves machucado no primeiro tempo, saiu atrás no placar, mas ganhou por 2 a 1 e joga por empate na partida de volta da semifinal da Sul-Americana; Zagueiro igualou Júnior Baiano como maior artilheiro de sua posição na história do Fla

Juan iguala recorde de gols, Flamengo vira sobre Junior Barranquilla e sai em vantagem
Vizeu marcou o segundo dos cariocas (Foto: Gilvan de Souza/CR Flamengo)
Flamengo
2 1
Junior Barranquilla
Flamengo: Diego Alves (Alex Muralha, min. 20/1ºt); Pará, Juan, Réver, Trauco; Willian Arão, Cuéllar; Everton Ribeiro (Lucas Paquetá, min. 22/2ºt), Diego, Mancuello (Vinícius Júnior, min. 8/2ºt); Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda
Junior Barranquilla: Viera; Murillo, Junior Arias, Pérez, Germán Gutiérrez; Pico, Cantillo, Mier (Luis Díaz, min. 17/2ºt); Yony González, Chará, Téo Gutiérrez (James Sánchez, min. 36/2ºt). Técnico: Julio Comesaña
Placar: 0-1, min. 21/1ºt, Téo Gutiérrez. 1-1, min. 30/2ºt, Juan. 2-1, min. 37/2ºt, Felipe Vizeu
ÁRBITRO: José Argote, auxiliado por Luis Murillo e Carlos López, todos da Venezuela. Amarelos: Éverton Ribeiro (FLA); Murillo (JUN)
INCIDENCIAS: Partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana 2017, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ. Público: 33.854 pagantes | 41.804 presentes; Renda: R$ 2.049.522,50

O primeiro tempo foi preocupante para o torcedor rubro-negro no Maracanã, mas o Flamengo buscou a virada nos 45 minutos finais e venceu o Junior Barranquilla por 2 a 1, na partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. Téo Gutiérrez abriu o placar, mas Juan e Felipe Vizeu fecharam o marcador em favor dos mandantes, que jogarão por um empate na Colômbia para avançar à final.

A partida de volta acontece na próxima quinta-feira (30), no Estádio Metropolitano de Barranquilla, às 22h30. Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo enfrenta o Santos, no domingo (26), às 19h. Pelo Campeonato Colombiano, o Junior, líder, visita o América de Cali, na segunda-feira (27), às 22h45. Jogos no horário de Brasília.

Diego Alves sai machucado e Junior sai na frente pouco depois

O início de partida foi equilibrado no Maracanã. O Flamengo teve mais posse de bola (56%), mas menos chances claras, enquanto o Junior Barranquilla, com muita qualidade em seus pontas, explorou espaços para furar a defesa rubro-negra e chegar perto do gol rival. A primeira chance foi do Fla aos 11. Mancuello recebeu de Trauco na esquerda, invadiu a área e bateu cruzado, mas acertou a rede pelo lado de fora - embora alguns torcedores tenham comemorado gol.

Aos 15, em bola lançada por Chará na área, a zaga do Flamengo se atrapalhou e a bola sobrou para González, que antecipou o goleiro e tocou por cobertura, mas Réver apareceu no meio do caminho e chutou para longe. No lance, Diego Alves se lesionou e foi substituído, com suspeita de fratura na clavícula, por Alex Muralha.

Pouco depois, os colombianos chegaram ao seu gol. Aos 21, novamente pelo lado direito da defesa flamenguista, González recebeu na área em belo passe de Mier, bateu cruzado e Téo Gutiérrez apareceu na segunda trave para completar para o gol e fazer 1 a 0. O Flamengo teve grande chance para empatar dois minutos depois. Éverton Ribeiro fez grande jogada pela direita e cruzou na cabeça de Vizeu, que subiu livre, mas mandou à esquerda do gol.

Pressionado pela desvantagem e com a crescente intranquilidade da torcida, o Flamengo teve dificuldades para conectar jogadas na metade final do primeiro tempo. Bem postado, o Junior conseguiu administrar bem a pressão dos mandantes e apostou na velocidade para ampliar sua vantagem. Aos 34, Chará recebeu lançamento vindo de Cantillo do campo de defesa, avançou para cima da defesa e finalizou forte, mas parou em Muralha. No fim, o time da casa finalizou sete vezes - uma apenas no gol -, e teve poucos argumentos para buscar o empate no Maracanã.

Juan bate recorde, Vizeu marca golaço e Fla vence de virada

Logo no primeiro minuto, Pará cruzou para a área, Diego apareceu livre no meio da área e cabeceou, mas mandou por cima da meta. Aos 5, Arão arriscou de fora da área, sem muitos problemas para a defesa de Viera. Precisando do resultado, Reinaldo Rueda mudou logo aos 8, Mancuello por Vinícius Júnior, buscando mais velocidade e ofensividade para pressionar na segunda etapa.

O Flamengo finalizou bem mais que o rival na segunda etapa - 11 a 4 -, e passou a ocupar mais o campo de ataque na segunda etapa, mesmo sem muitas chances claras. O Junior já não conseguiu buscar os mesmos contra-ataques da primeira etapa, e teve uma postura mais conservadora para manter sua vantagem. 

Sem muita criatividade, o Flamengo passou a assustar nas bolas paradas. Aos 21, em cobrança de escanteio de Éverton Ribeiro, Réver subiu muito na segunda trave e tocou no canto, mas Viera salvou o Junior. Já aos 30, Trauco bateu escanteio no meio da área, Juan se livrou da marcação e desviou forte de cabeça para vencer Viera e empatar o jogo. Foi o 33º gol marcado pelo jogador, que iguala Júnior Baiano como maior zagueiro-artilheiro da história flamenguista.

Juan iguala marca de Júnior Baiano e se torna maior zagueiro artilheiro da história do Flamengo

Enquanto o torcedor rubro-negro comemorava o empate, o Junior chegou perto do seu segundo gol. Chará recebeu na entrada da área e abriu para Díaz, que recebeu com espaço, limpou para dentro e bateu forte, mas Muralha defendeu e a zaga afastou.

Já aos 36, Trauco lançou para a área, Willian Arão ajeitou de cabeça e Felipe Vizeu pegou de primeira de pé direito e mandou no ângulo do goleiro para virar o placar no Rio de Janeiro. O Junior até teve uma boa oportunidade aos 40, quando Chará recebeu na entrada da área e arriscou chute com efeito, mas Muralha espalmou e, no rebote, o lance foi parado pela arbitragem por impedimento. Assim, mesmo sem uma grande atuação, o Flamengo buscou a virada no placar e vai para a Colômbia com uma pequena vantagem em busca da vaga à final.