Mancuello comemora vitória, lamenta lesão de Diego Alves e dá força a Muralha: "Monstro"

Meia argentino engatou a segunda partida seguida como titular com Reinaldo Rueda, comemorou a vitória de virada mas colocou os pés no chão e disse que não há nada definido

Mancuello comemora vitória, lamenta lesão de Diego Alves e dá força a Muralha: "Monstro"
(Foto: Bárbara Mendonça/ VAVEL Brasil)

A segunda virada do Flamengo na Copa Sul-Americana veio com muito sofrimento e muita entrega. Na noite de ontem no Maracanã, o Rubro-Negro derrotou o Junior de Barranquilla por 2 a 1, e leva a vantagem do empate para o jogo de volta na Colômbia, na próxima quinta-feira. Após a partida, o meia Mancuello, novamente titular, comentou sobre a importância de ganhar em casa e pediu foco na partida de domingo:

"A vantagem é que a gente conseguiu virar o jogo, importante é ganhar em casa. A gente tomou um gol, que eles viram em busca disso. Comemoramos, mas com a cabeça fria sabendo que que a chave (classificação) ainda não está fechada, temos um jogo muito duro na Colômbia na quinta-feira que vem. Agora temos que pensar no domingo em que temos outra batalha pelo caminho, onde temos que buscar a vaga na Libertadores, que é importante. Depois temos que descansar e pensar no jogo da volta".

+ Reinaldo Rueda enaltece grupo após virada do Flamengo na Sula: "Mostramos caráter, hombridade"

Antes "escanteado" por Rueda, o meia argentino voltou a ter oportunidades nesse final de ano. Mancuello revelou que foi difícil ficar sem atuar, sem entrar no vestiário para jogar, mas que sempre trabalhou para mostrar o que sabe quando tivesse uma nova oportunidade:

"Foi muito difícil (ficar sem atuar), pois o Flamengo me contratou para jogar e não estava tendo essa oportunidade. Mas sempre trabalhei de forma dura, sabendo que se tivesse essa possibilidade (de jogar), eu acreditava no que posso fazer. Logicamente fiquei com saudade de pisar no vestiário, mas agora estou desfrutando muito e dando o meu melhor", revelou Mancuello.

Por fim, o meia falou sobre a fratura na clavícula de Diego Alves, que não jogará mais em 2017. A lesão ocorreu ainda no primeiro tempo, e Alex Muralha entrou em campo. Mancuello ainda deu força ao goleiro ''monstro'' que voltará a ser titular até o fim do ano:

"É difícil. Quando algum jogador nosso se machuca é difícil, ainda mais o Diego que estava em boa fase, mas agora o "monstro" Muralha terá de tomar do gol e terá o apoio de todo mundo", finalizou.

O próximo duelo do Flamengo é contra o Santos, no domingo (26), às 19h na Ilha do Urubu. A partida será válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro poderá se garantir na Libertadores em caso de vitória e tropeço dos adversários diretos.