Por vaga na final, Flamengo e Junior Barranquilla fazem jogo decisivo na Sul-Americana

Equipes entram em campo às 22h30 desta quinta (30) em Barranquilla, Colômbia; confronto é válido pelo jogo de volta das semifinais da Sul-Americana

Por vaga na final, Flamengo e Junior Barranquilla fazem jogo decisivo na Sul-Americana
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Junior Barranquilla
Flamengo
Junior Barranquilla: VIERA, DAVID MURILLO, PÉREZ, ARIAS E GUTIÉRREZ; NARVÁEZ, PICO, CANTILLO E LUIS DÍAZ (MIER); CHARÁ E TEO. TEC: JULIO COMESAÑA.
Flamengo: césar; PARÁ, Réver, JUAN E TRAUCO; CUÉLLAR, ARÃO E DIEGO; ÉVERTON RIBEIRO, mancuello E felipe VIZEU. TEC: REINALDO RUEDA.
ÁRBITRO: Roberto Tobar (CHI), assistido por Claudio Rios (CHI) e José Retamal (CHI).
INCIDENCIAS: Partida válida pela semifinal da Sul-Americana, a ser disputada entre Junior Barranquilla e Flamengo. Bola rola às 22h30 no Estádio Metropolitano, Barranquilla, Colômbia.

Na noite desta quinta-feira (30), a Sul-Americana conhecerá seu segundo finalista: Junior Barranquilla ou Flamengo. Depois da vitória rubro-negra por 2 a 1 na última semana, as equipes vão a campo no jogo de volta para definir quem encara o Independiente (ARG) na final continental. O confronto semifinal será no Metropolitano, casa dos Tiburones e maior estádio da Colômbia.

Com a vitória no Maracanã, o Rubro-Negro chega a Barranquilla podendo jogar por um empate para garantir a vaga na final e sacramentar sua melhor campanha na história do torneio. O Junior, por sua vez, vem com força máxima e conta com o apoio de sua torcida para reverter o panorama adverso.

Especulações e mais especulações: quem assume o gol do Flamengo?

Desde que Reinaldo Rueda afirmou que não poderia garantir a titularidade de Alex Muralha no confronto decisivo, muito se especula sobre quem irá defender a meta rubro-negra diante do Junior. Será que o contestado goleiro terá uma nova chance? Ou será que César é quem vai assumir a responsabilidade de fechar o gol do Flamengo?

A única certeza da torcida até agora é o desfalque de Diego Alves, que fraturou a clavícula no primeiro confronto da semifinal. Rueda também não poderá contar com Everton, com pequena lesão na posterior da coxa, e Rafael Vaz, que ficou no Rio de Janeiro para tratar de dores.

STJD remarca julgamento de Rhodolfo e Felipe Vizeu por briga na Ilha do Urubu

Fla fez treino no Metropolitano, palco da semifinal (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Flamengo fez treino de reconhecimento no Metropolitano, palco da semifinal (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Após treino de reconhecimento no gramado do estádio Metropolitano, o treinador colombiano disse à imprensa que já definiu a escalação rubro-negra para o confronto, mas não citou quem serão os 11 titulares. Rueda ainda mostrou que está a par de todas as estratégias e características do rival do Flamengo.

"Creio que o Junior é uma equipe com jogo muito coletivo, muito ofensivo, uma agressividade ofensiva. O Junior, por ser o mandante, aproveita muito o que tem no seu entorno. A atmosfera que tem o estádio. Vai ser um jogo de altíssima concentração. Precisamos fazer um jogo muito inteligente", afirmou o técnico.

Tudo pela Sul-Americana: Junior aposta todas suas fichas em torneio continental

A poucos dias da semifinal decisiva, Julio Comesaña optou por poupar grande parte da equipe em partida no Campeonato Colombiano. Para o treinador, o foco está inteiramente direcionado para a Sul-Americana - caso avance à final, essa será a melhor campanha internacional na história do Junior Barranquilla.

O comandante dos Tiburones não fez mistério sobre a escalação; Comesaña confirmou que a equipe titular desta quinta (30) será a mesma do duelo no Maracanã. O principal desfalque segue sendo o zagueiro Jonathan Ávila, que foi substituído por Jorge Arias na defesa colombiana.

Cuéllar garante pressão máxima na Colômbia, mas alerta: "Temos que fazer jogo inteligente"

(Foto: Leo Correa/AFP via Getty Images)
Julio Comesaña, treinador do Junior Barranquilla (Foto: Leo Correa/AFP via Getty Images)

Chará e Téo Gutiérrez são as principais armas da equipe de Barranquilla; a dupla é de extrema velocidade e qualidade do meio para frente. O goleiro Sebastián Viera também mostrou ser um ponto forte do Junior, com boa atuação no confronto de ida.

Uma curiosidade: a Dimayor (entidade que organiza os campeonatos de futebol profissional na Colômbia) definiu que, caso o clube se classifique à final da Sula e às semifinais do Colombiano, a fase mata-mata da competição nacional irá se estender até o dia 20 de dezembro. A ideia é garantir que os Tiburones possam se dedicar inteiramente ao torneio continental, sem se preocupar com datas coincidentes nas duas disputas. Em toda a Colômbia, a mentalidade é uma só: tudo pela Copa.

Flamengo tem 100% de aproveitamento diante do Junior

O confronto desta quinta-feira (30) será o quarto da história entre Flamengo Junior Barranquilla - e, até agora, o retrospecto é de 100% de aproveitamento dos cariocas. 33 anos atrás, na Libertadores, as equipes faziam um duelo sem precedentes em partidas válidas pela primeira fase do torneio; o Rubro-Negro venceu ambas as partidas (2 a 1 na Colômbia e 3 a 1 no Maracanã).

Já em 2017, a vitória por 2 a 1 no Maracanã não só garantiu a invencibilidade rubro-negra, mas colocou o Flamengo na vantagem por uma vaga na final. Os cariocas chegam à Colômbia podendo administrar o resultado e jogar por um empate; um novo 2 a 1 leva a disputa para os pênaltis.

Diego, do Flamengo, revela que rejeitou 'oferta dos sonhos' do Bayern para assinar com a Juve

(Foto: Reprodução/Twitter)
(Foto: Reprodução/Twitter)