Vinicius Jr. bebê, 11 de setembro e FHC: o mundo na última final internacional do Flamengo

Em 2001, Flamengo perdia a final da Copa Mercosul para o San Lorenzo; neste especial, a VAVEL Brasil retrata como era o mundo ainda no primeiro ano do século XXI

Vinicius Jr. bebê, 11 de setembro e FHC: o mundo na última final internacional do Flamengo
(Imagem: Hugo Alves/Editoria de Arte VAVEL Brasil)

Muita coisa pode acontecer em um espaço de um ano: o curso da humanidade pode ser alterado, ídolos vêm, ídolos vão, e gerações são influenciadas por novidades nos diversos cenários que fazem parte do cotidiano do ser humano. Imagine, então, um período de 16 anos.

Este é o intervalo entre a última final internacional disputada pelo Flamengo, ainda em 2001, quando perdeu a Copa Mercosul para o San Lorenzo (ARG). Nesta quarta-feira (13), o rubro-negro carioca enfrenta o também argentino Independiente, desta vez tentando o inédito título da Copa Sul-Americana.

Diante deste cenário, a VAVEL Brasil preparou este especial com uma série de acontecimentos ocorridos no ano de 2001, tanto no âmbito esportivo quanto em aspectos culturais, sociais e econômicos, sejam eles nacionais ou internacionais. Confira:

No mundo futebolístico, o Atlético-PR consagrava-se campeão brasileiro pela primeira vez, ao vencer o São Caetano na grande decisão; a Seleção Brasileira passava por um ano turbulento, onde perdeu para países como Equador, AustráliaBolívia Honduras, e tinha vaga ameaçada para a Copa do Mundo de 2002, curiosamente o ano do pentacampeonato brasileiro.

Vencendo respectivamente a Libertadores e a Champions League de 2001, Boca Juniors Bayern de Munique tornavam-se tetracampeões das competições supracitadas. Atualmente no elenco profissional do FlamengoVinicius Júnior não havia completado um ano de vida; neste ano, o atacante rubro-negro foi vendido por cerca de R$ 160 milhões de reais ao Real Madrid, mesmo aos 16 anos. Lucas Paquetá Felipe Vizeu, também no plantel principal rubro-negro, tinham apenas quatro anos.

VJr recém nascido e Paquetá com quatro anos: assim eram as atuais joias rubro-negras em 2001 | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
VJr recém nascido e Paquetá com quatro anos: assim eram as atuais joias rubro-negras em 2001 | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

No cenário musical, as rádios brasileiras eram tomadas por hits como 'Baba', de Kelly Key"Quem de nós dois?", de Ana Carolina"Acima do Sol", do Skank, "Road Trippin'", do Red Hot Chili Peppers e as boy bands N'Sync Backstreet Boys faziam sucesso em todo o planeta.

Contextualizando 2001 com o cenário da música atual, os meninos da One Direction, boy band britânica que atualmente passa por um hiato, eram apenas crianças entre 7 e 10 anos de idade, e ainda não imaginavam que se tornariam uma dos grupos musicais de mais influência no cenário da história da música mundial. 

O ano de 2001 também foi difícil para o mundo dos acordes. No Rock in Rio daquele ano, o cantor Carlinhos Brown acabou sofrendo com vaias e críticas dos presentes na Cidade do Rock, sendo atingido por diversos objetos jogados no palco pelo público. 

Herbert Viana, vocalista do Paralamas do Sucesso, sofria um acidente aéreo, perdia sua esposa e acabaria paraplégico. Cássia Eller George Harrison, aos 39 e 58 anos, respectivamente, deixavam seus fãs com suas mortes precoces, sentidas até hoje no cenário musical. 

Com o hit 'Baba', Kelly Key lançava seu primeiro álbum | Foto: Divulgação
Com o hit 'Baba', Kelly Key lançava seu primeiro álbum | Foto: Divulgação

Na política, Fernando Henrique Cardoso enfrentava forte crise em seu último ano de mandato como presidente do Brasil. Em 2001, a população brasileira precisou mudar seus hábitos por conta do risco de corte de energia elétrica em todo país, no fenômeno conhecido como apagão. No mesmo ano, era lançada a cédula de 2 reais.

Nos Estados UnidosGeorge W. Bush tomava posse como presidente norte-americano, o 43 do país. No mesmo ano, liderados por Osama Bin Laden, a Al'Qaeda executou uma série de atentados terroristas nos EUA, com o mais mortal deles acontecendo no dia 11 de setembro, quando dois aviões atingiram as Torres Gêmeas, principal centro financeiro localizado em Nova Iorque.

Mais de 3 mil pessoas morreram; um outro avião atingiu o Pentágono, enquanto um quarto, também sequestrado pela organização terrorista, estava direcionado para a Casa Branca, mas acabou caindo em um campo aberto na Pensilvânia.  

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

No mundo do entretenimento, Daniel Radcliffe estrelava pela primeira vez como Harry Potter, na estreia da lendária saga nas telas de cinema do mundo. Harry Potter e a Pedra Filosofal foi o primeiro filme de oito no total, baseados nos livros de J.K. Rowling.

Em 2001, Gladiador vencia o Oscar de melhor filme, enquanto Russell Crowe, personagem principal do longa, ganhava a estatueta de melhor ator por sua atuação. Nas telinhas brasileiras, as consagradas séries de comédia A Grande Família Os Normais estreavam na Rede Globo, fazendo sucesso por longos anos seguintes. Já no SBT, Sílvio Santos apresentava a primeira edição do reality Casa dos Artistas, vencido pela atriz e modelo Bárbara Paz.

Microsoft lançava seu Windows XP e, com Dwayne 'The Rock' Johnson como garoto-propaganda, fazia o lançamento do primeiro XBOX. Ainda chamado de Winning Eleven no Japão, o Pro Evolution Soccer (PES) era lançado pela Konami.

Dona Nenê, Agostinho Carrara, Lineu e companhia começavam a alegrar as noites da televisão brasileira | Foto: Divulgação
Dona Nenê, Agostinho Carrara, Lineu e companhia começavam a alegrar as noites da televisão brasileira | Foto: Divulgação