Apresentado, Carpegiani garante satisfação em retorno ao Flamengo: "Me sinto à vontade"

Carpegiani comandou equipe do Flamengo nas conquistas de 1981; em entrevista, treinador admitiu sondagens para cargo de coordenador técnico e falou de planejamento a longo prazo na Gávea

Apresentado, Carpegiani garante satisfação em retorno ao Flamengo: "Me sinto à vontade"
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Após Reinaldo Rueda deixar o cargo de treinador da equipe do FlamengoPaulo César Carpegiani foi rapidamente anunciado pela equipe da Gávea. Nesta terça (9), o novo comandante foi apresentado no CT Ninho do Urubu - com direito a presenças de Adílio Júlio César Uri Geller, grandes ídolos do Rubro-Negro.

Esta é a terceira passagem de Carpegiani como treinador do Flamengo. O técnico é sempre lembrado pelas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes de 1981, as duas maiores glórias da história do clube. Na sala de imprensa do CT, o gaúcho de Erechim mostrou que se sente em casa no Rubro-Negro.

"Satisfação muito grande estar retornando. Estou muito tranquilo, sei o que representa o Flamengo, me sinto muito à vontade. Há alguns dias atrás, quando fui consultado sobre a possibilidade de um planejamento, imediatamente gostei", afirmou.

+ Novo treinador do Chile, Reinaldo Rueda foi décimo estrangeiro a comandar o Flamengo

Carpegiani posa ao lado de Uri Geller e Adílio (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Carpegiani posa ao lado de Uri Geller e Adílio (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Antes de assumir o cargo de treinador, Paulo César Carpegiani foi especulado em outro cargo na Gávea: o de coordenador técnico. Presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello garantiu que o planejamento do clube é a longo prazo, com Carpegiani como comandante da equipe de futebol. Não há expectativas ou prazos para que Paulo César assuma um posto diretivo.

"A princípio ele seria nosso coordenador técnico, mas preferimos colocar o Carpegiani como treinador. Isso tudo que ele colocou aqui não tem prazo; pode acontecer dentro de algum tempo. Não é pra ninguém ficar perguntando se existe ou não treinador; o técnico hoje é o Carpegiani”, ressaltou o presidente.

O contrato de Carpegiani com o Flamengo se estende até 31 de dezembro de 2018. Além de Paulo César, chega ao Flamengo seu filho Rodrigo Carpegiani, que será seu auxiliar técnico. Rogério Maia e Maurício Barbieri também foram anunciados, assumindo os cargos de preparador de goleiros e auxiliar técnico da comissão permanente, respectivamente.

Após saída de Rueda, relembre outros treinadores que deixaram o Flamengo de forma conturbada

Presidente EBM e diretor Rodrigo Caetano também estiveram na coletiva (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Presidente EBM e diretor Rodrigo Caetano também estiveram na coletiva (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Outros trechos da coletiva:

Paulo César Carpegiani, treinador do Flamengo

Indefinição com Rueda e sondagens iniciais"Houve uma interpretação de que o Flamengo deveria tomar uma iniciativa. Na situação em que estava, com contrato em vigor, e não dependia dele a permanência do treinador ou não. O clube estava de mãos atadas. A partir do momento que teve uma definição com o Rueda, tudo aconteceu. Lá atrás houve sondagem para eu ser o coordenador."

Retorno de Adriano? "Adriano foi um grande ídolo. Era lateral esquerdo. Teve uma passagem brilhante no Flamengo. Ele é o Imperador. Agora, é uma questão de planejamento, observação, consenso. Não gostaria de alimentar muito essa possibilidade, estou preocupado com o jogo do dia 17 do que qualquer outra coisa."

Pressão da torcida e necessidade de títulos"A torcida fique tranquila, que os lemas, o hino, vencer, vencer, craque faz em casa, tudo isso terá prosseguimento. Sei disso, participei disso. Eu pediria essa torcida essa união total. Em 2016 estive aqui com o Coritiba e levamos um chocolate nos primeiros 15 minutos. A torcida não parava. Eu queria parar o jogo, parar a torcida, a gente ia tomar uns dez. Quando ela parou, conseguimos deixar esse calor, que era infernal, e sair do sufoco. Essa união que eu quero ver, mostrar em campo para ter esse apoio. Tenho recebido as mensagens, que possamos retornar a ter títulos. O Flamengo ano passado conseguiu chegar, mas o que marca são os títulos."

Possível cargo diretivo"Hoje sou o treinador do Flamengo. Existe um projeto. Sentamos e conversamos. Hoje sou o treinador, mas não está afastada a possibilidade de se encontrarmos uma pessoa e tivermos um consenso, entrar no meu lugar depois amanhã ou depois."

Rodrigo Caetano, diretor executivo de futebol

Planejamento de futebol do Flamrngo"Começamos o planejamento com Rueda no dia seguinte da Sul-Americana. Quando ele viajou, eu fiz contato diário, ele disse que a ideia dele era permanecer no Flamengo. A gente segue o planejamento dessa forma. Mas como não é um plano pessoal, seguimos a vida normalmente. Desde muito tempo quando começamos a conversar com o Carpegiani sobre o projeto, ficou claro, desde o recesso, que ele poderia ser o nome para assumir como treinador. Ele e nós o sentimos capacitado para isso. O desfecho só houve somente ontem, quando o Rueda oficializou sua saída."

Eduardo Bandeira de Mello, presidente

Flamengo "enganado" por Rueda:"Nós nunca fomos enganados ou estivemos a margem do processo esse tempo todo. O Rueda é uma pessoa contra quem não temos nada, recebeu uma proposta, o Flamengo soube que existia, e se preparou para o desfecho. O planejamento não sofreu, trabalhamos normalmente com as duas possibilidades."