Mauricio Souza celebra tetra do Flamengo na Copinha e exalta superação após desfalques

Flamengo bateu São Paulo e garantiu mais um título da Copa São Paulo de Futebol Júnior; na zona mista, treinador falou sobre mudanças na escalação e comprometimento da geração 2000

Mauricio Souza celebra tetra do Flamengo na Copinha e exalta superação após desfalques
Foto: Staff Images/Flamengo

O Flamengo decidiu nesta quarta-feira (25) mais uma Copa São Paulo de Futebol Júnior: em um jogo eletrizante contra o São Paulo, o time carioca venceu por 1 a 0, com gol de Wendel aos 2 minutos de jogo. Essa foi a quarta vez que o Rubro-Negro chegou à decisão, tendo vencido em todas as oportunidades (1990, 2011, 2016 e agora em 2018).

Ex-atleta de futebol e futsal, o técnico Mauricio Souza chegou a sua primeira decisão e mostrou a que veio, botou o time pra cima e conseguiu o resultado. O treinador elogiou muito a equipe do Flamengo, principalmente devido ao desgaste de boa parte do grupo.

"Cedemos jogadores no meio da competição. Já não chegamos como favoritos. Mas essa garotada de 2000 é pilhada, vai pra cima. Fecharam e conseguiram essa campanha", disse.

O comandante dos garotos do Ninho ainda comentou que vem trabalhando forte para um dia comandar uma equipe de futebol profissional. Na opinião de Mauricinho, a nova leva de treinadores está chegando para somar.

"Estou me preparando a cada dia, aprendendo, esperando o dia que tiver uma oportunidade de pegar um profissional. Faço parte de uma geração nova de treinadores, com ideias, que não é pra tomar o espaço de outros grandes que já estão há um tempo, mas chegar para acrescentar no mercado", argumentou. 

Alguns atletas estavam com o Flamengo no Campeonato Carioca, mas retornaram para a disputa da final - casos de Lucas SilvaMichaelPepê e o goleiro Hugo Souza.  Este último era esperado na meta rubro-negra, mas o treinador optou por Yago. Na zona mista do Pacaembu, Mauricio enumerou os motivos para sua escalação.

“O Hugo voltou sem jogar no profissional, Yago com ritmo. Optamos por ele, já brigavam por essa titularidade. São grandes profissionais, e o Yago fez essa campanha irretocável como todos viram”, justificou.