Rhodolfo faz golaço no fim, Flamengo vence Nova Iguaçu e termina em primeiro na chave

Com a vitória simples, o rubro-negro terminou a Taça Guanabara na primeira posição com 13 pontos; Nova Iguaçu está eliminado

Rhodolfo faz golaço no fim, Flamengo vence Nova Iguaçu e termina em primeiro na chave
Foto:(Reprodução/Flamengo)
Nova Iguaçu
0 1
Flamengo
Nova Iguaçu: JEFFERSON; WALLACE, RAPHAEL NEUHAUS, MURILO HENRIQUE, LUCAS; VINICIUS MATHEUS, PAULO HENRIQUE, CAIO CEZAR(DANIEL DAMIÃO); WESCLEY(VINICIUS PAQUETÁ), JONATHAN(ROBINHO), ADRIANO. TÉCNICO: EDSON SOUZA
Flamengo: CESAR; PARÁ(RODINEI), RHODOLFO, JUAN, RENÊ; CUÈLLAR, LUCAS PAQUETÁ, DIEGO(MARLOS MORENO); ÉVERTON RIBEIRO, LINCOLN(VINICIUS JUNIOR), ÉVERTON. TÉCNICO:PAULO CÉSAR CARPEGIANI.
Placar: 0-1 MIN.48, RHODOLFO.
ÁRBITRO: ALEXANDRE VARGAS TAVARES DE JESUS(RJ) AMARELADOS: WESCLEY, VINICIUS MATHEUS E ADRIANO(NIG); RHODOLFO E MARLOS EXPULSÕES: VINICIUS MATHEUS
INCIDENCIAS: 5ª RODADA DA TAÇA GUANABARA, PARTIDA REALIZADA NO MANÉ GARRINCHA, EM BRASÍLIA, NO DISTRITO FEDERAL(DF). PÚBLICO PRESENTE: 16.088

Nova Iguaçu e Flamengo se enfrentaram neste domingo(4) pela 5ª e última rodada da Taça Guanabara, no Mané Garrincha, em Brasília- a partida ocorreu na capital federal após o time da baixada carioca vender seu mando de campo. As equipes faziam um jogo um jogo onde tudo parecia que ia terminar em um empate sem gols, porém, Rhodolfo acertou belo chute no último lance e deixou a partida em 1 a 0.

Com a volta de membros da equipe principal na ultima temporada como JuanDiego e Éverton, o técnico rubro-negro fez mudanças referentes à ultima partida, contra o Vasco, no domingo passado. O 'motorzinho', inclusive, chegou a ser testado na lateral-esquerda durante a semana, porém, atuou na ponta-esquerda, como de costume. Além disso, a dupla de volantes foi trocada- Cuéllar foi recuado para primeiro-volante e Lucas Paquetá foi experimentado na função de clássico camisa 8. No ataque, com a viagem de Vizeu para acertar os últimos detalhes de sua venda para a Udinese, Lincoln assumiu o papel de centroavante.

Independente do resultado da partida, o Flamengo já tinha definido sua classificação e seu adversário para a fase das semi-finais da Taça Guanabara. O rubro-negro enfrentará seu arqui-rival, Botafogo, que empatara em 0 a 0 com o Madureira na noite do último sábado(3) e se classificou no segundo lugar do grupo C. Já o Nova Iguaçu, que já foi para a partida sem chances de avançar, acabou em 4° no Grupo B e terá de aguardar ao inicio da Taça Rio para retomar às suas atividades.  

Pará disputa bola com Jefferson. Goleiro fez boas defesas na partida.(Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)
Pará disputa bola com Jefferson. Goleiro fez boas defesas na partida.(Foto:Gilvan de Souza/Flamengo)

Primeiro tempo sem gols, com grande pressão do Flamengo e algumas brechas para contra-ataque do Nova Iguaçu

A equipe rubro-negra começou bem a partida. Contra um adversário sem mais pretensões no primeiro turno da competição, o time 'visitante' se impôs na partida e pressionou a equipe no campo de ataque. Porém, ainda com problemas de ritmo de jogo, o Flamengo não conseguiu fazer com que a pressão fosse constante, dando brechas para o contra-ataque do time do Nova Iguaçu. Logo aos 2 minutos da primeira etapa, Éverton fez boa jogada com Diego, entretanto, o camisa 11 - número usado pelo ponta-esquerda no esquema sem numeração fixa - estava impedido.

Mais tarde, aos 12', Diego deu um bom lançamento para Lincoln, mas o atacante não conseguiu alcançar a bola. O camisa 10, em baixa com parte da torcida, seguia fazendo boas distribuições de jogo e demonstrava vontade na primeira etapa. Com 23 minutos de jogo, ele abriu o jogo em Pará, na direita, o lateral achou Paquetá sem marcação, mas o meia pecou na finalização. Outro em débito com os fãs, Éverton Ribeiro fez boa jogada contra Lucas e acertou um bom chute para nova defesa do goleiro. O time seguia apresentando um bom futebol, com boa troca de passes e muita movimentação e a torcida se empolgou com a apresentação. Na troca de posições, aos 41 minutos, Éverton Ribeiro fez boa jogada pelo meio e tocou para Diego, que cruzou para Lincoln, o atacante fez boa finalização para boa defesa de Jefferson.

No Nova Iguaçu, as melhores chances se deram pelo lado esquerdo, em boas subidas do lateral-esquerdo Lucas. A equipe aproveitou os espaços dados nos contra-ataques pelo time rubro-negro e chegou a levar susto à meta de César em chute de Wéscley. Porém, a equipe seguiu muito tímida na etapa inicial.

Lincoln tenta alcançar bola lançada por Diego(Foto:Gilvan de Souza/Flamengo
Lincoln tenta alcançar bola lançada por Diego(Foto:Gilvan de Souza/Flamengo

O que parecia terminar num 0 a 0, acabou com um golaço de Rhodolfo

A equipe mandante reagiu na partida, começando com a primeira chance do segundo tempo. Adriano, aos 8 minutos, recebeu a bola livre na meia-lua, mas acabou tirando muito a bola do gol rubro-negro. O time, já eliminado, aproveitou a falta de pressão pelo resultado e continuou melhor no início do segunda parte. Aos 15, em oportunidade de falta próxima à área, Murilo Henrique se posicionou para a cobrança, mas a pelota não passou da barreira.

A partir daí, o jogo seguiu sem muitas chances de perigo por ambas as partes. O time da baixada seguiu com sua postura diferente e tentando incomodar, porém, aos 35 minutos, Vinicius Matheus levou seu segundo cartão amarelo após colocar a mão na bola em disputa com Éverton e foi expulso do jogo.

Com um jogador a menos, o Nova Iguaçu ficou mais exposto e a partida começou a levar mais emoção a partir daí. Aos 43 minutos, Vinicius Júnior cruzou rasteiro para Marlos Moreno, porém, o colombiano não conseguiu alcançar a bola. Depois, recém-chegado novamente teve oportunidade em bom lançamento de Cuéllar, mas o camisa 18 não fez um bom domínio.

Mas, a partida ainda teria uma emoção final: No último lance, quando tudo parecia ter acabado, o zagueiro Rhodolfo pegou a bola livre no campo de ataque e, de muito longe, soltou um 'canudo' em direção a meta de Jefferson. O goleiro nada pôde fazer e a partida terminou em 1 a 0 para o Flamengo.