Após fim de luta contra tumor no testículo, Ederson se reapresenta no CT do Flamengo

Diagnosticado em julho de 2017 com tumor no testículo, meia está "100% curado"; Ederson passou por duas cirurgias e sessões de quimioterapia, mas já foi liberado pelos médicos

Após fim de luta contra tumor no testículo, Ederson se reapresenta no CT do Flamengo
(Foto: Divulgação/Flamengo)

Um boa notícia tomou conta do CT Ninho do Urubu nesta quinta (8): a batalha de Ederson contra o câncer oficialmente chegou ao fim. O jogador do Flamengo foi liberado pelos médicos e se reapresentou ao centro de treinamento do clube; o meia realizou trabalhos físico-técnicos sob comando de preparador.

A informação divulgada pelo Rubro-Negro é de que o jogador já está 100% curado e apresentou uma recuperação acima da média. A partir de agora, Ederson passará por série de treinamentos para que possa reaver seu condicionamento físico e estar à disposição da comissão técnica. Willian Arão e Berrío, por outro lado, seguem no departamento médico.

Flamengo recebe argumentos de punição e tem sete dias para apresentar recurso à Conmebol

Ederson no CT Ninho do Urubu (Foto: Divulgação/Flamengo)
Ederson em um dos campos do CT Ninho do Urubu (Foto: Divulgação/Flamengo)

Ederson retornou aos gramados em maio de 2017 após dez meses de recuperação de uma lesão no joelho. Em julho do mesmo ano, entretanto, exames apontaram a existência de um tumor no testículo. De lá para cá, o jogador fez duas cirurgias (uma para retirada de massa residual) e também passou por sessões de quimioterapia.

O contrato do jogador com o Flamengo foi renovado até o dia 30 de junho de 2018. No clube desde agosto de 2015, Ederson coleciona 38 atuações com a camisa rubro-negra e quatro gols marcados.