Com gol de Fred, Fluminense bate América-MG em primeira vitória na história do duelo

O atacante fez o único gol da partida que deu ao tricolor a inédita vitória sobre o América. O magro resultado foi graças à brilhante atuação de João Ricardo, goleiro dos donos da casa

Com gol de Fred, Fluminense bate América-MG em primeira vitória na história do duelo
(Foto: Divulgação/Fluminense FC)
América-MG
0 1
Fluminense
América-MG: João Ricardo; Hélder, Alison, Sueliton, Danilo Barcelos; Leandro Guerreiro, Claudinei; Osman, Rafael Bastos, Tiago Luís (Borges, min.45 (Guilherme Xavier, min. 31 2T)); Victor Rangel (Sávio, min. 17 2T)
Fluminense: Cavalieri; Jonathan (Giovanni, min. 39 2T), Gum, Henrique, Wellington Silva; Edson, Cícero; Scarpa, Osvaldo (Marcos Jr, min. 23); Richarlison (Gérson, min. 14), Fred.
Placar: 0-1, min. 38, Fred.
ÁRBITRO: Thiago Duarte Peixoto
INCIDENCIAS: Partida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro que foi disputada na Arena Independência em Minas Gerais.

Neste domingo (15), o América-MG recebeu o Fluminense na Arena Independência na partida de estreia de ambos os clubes pelo Campeonato Brasileiro. Em uma partida sem cartões, o Flu demonstrou superioridade e venceu por 1-0 com gol de Fred. O destaque da partida ficou por conta do goleiro do América, João Ricardo que evitou uma vitória tricolor por mais gols. 

A vitória foi de extrema importância para o tricolor carioca, que nunca havia vencido o América-MG em 8 partidas disputadas por ambas as equipes. Na próxima rodada, o Fluminense recebe o Santa Cruz em Volta Redonda. O América, por sua vez, vai até Chapecó enfrentar os donos da casa.

Com a vitória o Fluminense ocupa a - até então - simbólica 3ª posição juntamente com Atlético-MG, Coritiba, Flamengo e São Paulo que também venceram pelo placar mínimo. Já o América, é o 14º juntamente com Botafogo, Cruzeiro, Santos e Sport que foram derrotados pelo placar de 1-0.

Flu é superior e Fred abre o placar

O primeiro tempo iniciou bem truncado, com ambas as equipes se estudando bastante e evitando conceder espaço ao oponente. O Fluminense foi o clube que mais teve oportunidades, mas, acabava parando na forte marcação imposta pelo time mineiro. Prova disso foi a posse de bola da primeira parte do jogo de 69% para o time carioca contra 31% do América.

Após os 20 minutos da partida, ambas as equipes passaram a sair mais para o jogo e com isso, concederam mais chances ao oponente o que tornou o jogo mais disputado. O Fluminense, no entanto, soube aproveitar melhor as oportunidades e levou mais perigo ao gol defendido por João Ricardo.

Mesmo com menos posse de bola durante toda a primeira etapa, o América não deixou de tentar levar perigo ao gol de Diego Cavalieri. Tiago Luís e Osman finalizaram de longa distância, entretanto, não conseguiram ser eficientes.  Com a forte marcação, Fred recuou mais, puxando a marcação para dar espaço para as entradas dos pontas Richarlison e Osvaldo que juntamente com Gustavo Scarpa, trocavam de posição constatemente, confundindo o setor defensivo dos donos da casa. 

Contudo, aos 38' após cobrança de escanteio de Scarpa, Leandro Guerreiro afastou pelo time mineiro deixando a bola com Tiago Luís. O meia, no entanto, errou ao tentar passar a bola sendo desarmado por Osvaldo que - mesmo com Scarpa livre - arriscou pro gol forçando João Ricardo a fazer uma linda defesa. Ligado, Richarlison correu para pegar o rebote e rolou para Fred, vindo de trás, balançar as redes e abrir o placar para o tricolor das Laranjeiras.

O gol foi um balde de água fria no América, que já começava a ameaçar a meta tricolor. Logo após o gol, a defesa do Mecão dormiu na jogada e Jonathan chegou ao fundo. O lateral cruzou na medida para Richarlison que pegou muito embaixo da bola, jogando-a muito longe do gol, desperdiçando a última chance do primeiro tempo.

João Ricardo salva, mas não evita a derrota

Para o início do segundo tempo, Givanildo tratou de modificar a sua equipe colocando o veterano Borges no lugar de Tiago Luís, adotando uma postura mais ofensiva. Postura essa que ficou evidente logo nos primeiros minutos, quando Osman - aproveitando uma falha da zaga tricolor - teve a oportunidade de marcar ao finalizar de dentro da grande área, mas viu a bola passar ao lado do gol.

O Fluminense, no entando, tratou de responder e três minutos depois em jogada iniciada por Scarpa, Osvaldo foi ao fundo e rolou para Fred finalizar da entrada da área. O 9 tricolor chutou rasteiro de primeira e a bola desviou na zaga do América, saindo em escanteio para os visitantes. Fred também teve oportunidade semelhante minutos depois, só que desta vez, foi desarmado antes de finalizar.

Aos 14 minutos foi a vez de Levir Culpi fazer substituições. O treinador tirou Richarlison e colocou Gérson visando um maior controle da bola. Givanildon respondeu logo em seguida, colocando Sávio no lugar de Victor Rangel, aumentando a velocidade no ataque do time mineiro. Apesar da mudança, o domínio do Fluminense continuou, só que desta vez, sendo constantemente ameaçado pelos contra-ataques do América.

Em mais uma tarde inspirada, Scarpa seguia sendo ameaça ao gol do adversário, aos 19' o meia exigiu de João Ricardo uma importante defesa após a tentativa de um gol olímpico. O América, no entanto, não demorou pra responder e aos 29', Sávio aproveitou a falha de Henrique e saiu de frente com Cavalieri. O atacante só não contava com Edson, que de carrinho evitou o que poderia ser o gol de empate.

Aos 31 minutos, Borges - que havia entrado no início da segunda etapa - sentiu uma lesão e foi obrigado a deixar o campo dando lugar a Guilherme Xavier. O mesmo aconteceu com Jonathan que por motivos de lesão, foi substituído por Giovanni. Com o fim da partida se aproximando, ambas as equipes passaram a se lançar para o ataque, mas de nada alterou no resultado da partida.