Fluminense e Santa Cruz empatam em jogo movimentado e arbitragem polêmica

Após primeiro tempo sem grandes chances, Grafite coloca fogo na etapa final ao marcar duas vezes, sendo uma delas em um lance polêmico. Pelo lado do Flu, Scarpa faz belo gol de falta

Fluminense e Santa Cruz empatam em jogo movimentado e arbitragem polêmica
Foto: Mailson Santana/Fluminense F.C.
Fluminense
2 2
Santa Cruz
Fluminense : Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero e Gustavo Scarpa; Osvaldo (Marcos Júnior), Richarlison (Gérson) e Fred. Técnico: Levir Culpi
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura (Everaldo), Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Wellington e Fernando Gabriel (Wallyson); Arthur, Keno (Bruno Moraes) e Grafite. Técnico: Milton Mendes.
Placar: Grafite, aos 7 e 37, Gustavo Scarpa, aos 11, e Gum, aos 14 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO: Jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão 2016, realizado no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Neste sábado (21), pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Santa Cruz ficaram no empate em 2 a 2, no estádio Raulino de Oliveira. Gum e Gustavo Scarpa marcaram para os cariocas, enquanto Grafite, duas vezes, fez a favor dos corais. Com o resultado, o Santa assume a liderança provisória do Brasileirão. Logo atrás, vem o Fluminense, em segundo, com os mesmos quatro pontos.

O empate coroa a boa fase do Santa Cruz, que permanece invicto sob o comando de Milton Mendes. Ao todo, foram 16 partidas, com nove vitórias e sete empates. Pelo lado do Flu, a noite foi especial para o zagueiro Gum. Além do gol, o jogador se tornou o recordista de jogos pela equipe no Brasileirão – 188 partidas (90 vitórias, 43 empates, 55 derrotas e 15 gols). 

O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira (25), quando enfrenta o Palmeiras, às 21h45, na Arena. No mesmo dia e horário, o Santa Cruz recebe o Cruzeiro, no Arruda.

Flu começa melhor, mas Santa assusta nos minutos finais

O jogo começou movimentado em Volta Redonda. Mesmo jogando fora de casa, o Santa Cruz não se intimidou e criou a primeira chance de gol. Aos três minutos, Pierre errou passe e deu um presente para Keno, que arrancou livre em direção ao gol, mas na hora do chute, pegou fraco na bola, sem dificuldades para Cavalieri. Depois, o Santa não conseguiu chegar mais ao ataque.

O Fluminense, por sua vez, tinha mais posse de bola, porém, encontrava dificuldades em achar espaços para finalizar. A primeira chance concreta de gol aconteceu apenas aos 23 minutos. Jonathan jogou a bola na área e, após uma dividida pelo alto, Richarlison arriscou de bicicleta, para a defesa do goleiro Tiago.

Em seguida, Scarpa tentou arremate de fora da área, mas mandou para fora. Nos últimos minutos, o Santa Cruz aproveitou o cansaço do Fluminense e foi mais para o ataque. Aos 35, Grafite recebeu na área e tocou no meio para Keno aparecer batendo forte, mas por cima do gol de Cavalieri.

Minutos depois, os corais chegaram novamente. Desta vez com Arthur, que arriscou de longe, rasteiro, para a excelente defesa do arqueiro tricolor. Aos 44, o Santa teve a chance mais clara do primeiro tempo: Arthur cruzou na área, a zaga do Fluminense afastou e Uillian Correia chutou de fora da área. No meio do caminho, Fernando Gabriel desviou a bola, que passou rente a trave de Cavalieri. 

Grafite marca, Flu vira e Santa empata em lance polêmico

Na volta para o segundo tempo, o técnico Levir Culpi promoveu a entrada do meia Gerson na vaga de Richarlison. Porém, inicialmente, a alteração não surtiu efeito, pois quem abriu o placar foi o Santa Cruz. Aos sete minutos,  Tiago Costa tabelou com Keno pela esquerda e, rapidamente, cruzou na área. Grafite antecipou à marcação de Wellington Silva e mandou para o gol.

O empate do Fluminense não demorou a sair. Aos 12, Gustavo Scarpa cobrou falta com categoria, a bola ainda tocou na trave antes de entrar, sem chances para o goleiro Tiago. A virada veio logo em seguida. Após cobrança de escanteio, Fred cabeceiou, Tiago Cardoso fez ótima defesa, mas a bola sobrou para Gum, que virou o placar para o Fluminense.

Após início intenso, com três gols, o jogo caiu de produção. O Fluminense continuava pressionando, enquanto o Santa Cruz apostava nos contra-ataques. Aos 28, os corais quase empataram em cobrança de falta de Arthur, mas a bola passou por cima do gol, perto do ângulo esquerdo de Cavalieri.

Pouco tempo depois, o Santa chegou ao empate em lance polêmico. Grafite foi à linha de fundo cruzar, mas chutou a perna de Wellington Silva e caiu. O árbitro viu e marcou a penalidade. O mesmo foi para a cobrança e deixou tudo igual. Nos minutos finais, já na base do desespero, o Fluminense pressionou o Santa Cruz em busca do terceiro gol, mas sem êxito.