Fluminense e Cruzeiro se enfrentam em Edson Passos buscando reencontrar vitória

Equipes não vencem há três rodadas. Rafael Sobis reencontra o Flu

Fluminense e Cruzeiro se enfrentam em Edson Passos buscando reencontrar vitória
Foto: Divulgação/Fluminense FC
Fluminense
Cruzeiro
Fluminense: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Marcos Junior e Maranhão; Samuel e Richarlison. Técnico: Levir Culpi.
Cruzeiro: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Edimar; Henrique, Ariel Cabral, Rafinha e Rafael Sobis; WIllian e Ábila. Técnico: Paulo Bento
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Bruno Boschilia (Fifa/GO).
INCIDENCIAS: 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, jogo a ser realizado no estádio Giulite Coutinho (Edson Passos), em Mesquita, no Rio de Janeiro (RJ).

Neste domingo (17), o Fluminense recebe o Cruzeiro no estádio Edson Passos, às 16h (de Brasília), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem vencer há três jogos, as equipes estão próximas na tabela e a vitória significaria se afastar da zona do rebaixamento e ficar com mais conforto, além de encerrar o jejum.

O jogo será o primeiro do Fluminense no Rio de Janeiro sem precisar viajar para longe da capital, como nos jogos realizados em Volta Redonda. O local escolhido pela diretoria tricolor para o clube mandar seus jogos no restante do Brasileirão foi o estádio Edson Passos, que pertence ao América. O jogo também marcará o reencontro de Rafael Sobis com o Flu, onde foi campeão carioca e brasileiro em 2012 e ajudou na luta contra o rebaixamento em 2013.

Fluminense e Cruzeiro já se enfrentaram em 2016, em jogo válido pela Copa da Primeira Liga. O jogo foi realizado no estádio do Mineirão e o Tricolor venceu por 4 a 3, com atuação de gala de Diego Souza, que hoje está no Sport. Agora, as equipes se enfrentam pelo Brasileirão.

De casa nova, Flu busca vitória para subir na tabela

Pela primeira vez neste Brasileirão, o Fluminense jogará perto da sua torcida, sem precisar viajar para longe da capital. É esperado um bom público no estádio de Edson Passos, nova casa do Flu até o retorno do Maracanã após as Olimpíadas.

Neste sábado (16), o Flu realizou treino no estádio de Edson Passos e os jogadores aprovaram o gramado, que passou por fortes cuidados até ficar em condição de receber jogos. Além do gramado, o Flu reformou vestiários, sala de imprensa e cabines, e as arquibancadas receberam retoques.

A atividade foi fechada para a imprensa. Certo é que o Flu jogará desfalcado de Gustavo Scarpa que ficou em Laranjeiras recuperando a lesão no joelho direito. Outro desfalque é Wellington Silva, que está suspenso. Os reforços Marquinho e Danilinho ainda não têm condições de jogo e ficaram aprimorando a parte física em Laranjeiras.

Rafael Sobis reencontra Flu e busca ajudar o Cruzeiro a reencontrar as vitórias

Com passagem pelo Fluminense entre 2011 e 2014, Rafael Sobis deixou o clube rumo ao futebol mexicano. Agora, de volta ao futebol brasileiro, o atacante defende o Cruzeiro e irá reencontrar o ex-clube. Versátil, Sobis terá função de "camisa 10", já que o meia Arrascaeta está suspenso.

Contra o Atlético-PR, em sua estréia, Sobis atuou mais pelas pontas, revezando nas pontas com Robinho. No entanto, com a ausência de Arrascaeta, que levou o terceiro amarelo e cumpre suspensão, ele deve ser deslocado para o meio para exercer a função do uruguaio.

No Tigres, Sobis reinventou sua maneira de jogar e teve sucesso. Foi deslocado para o meio e jogava como um armador, típico camisa 10, municiando os atacantes. Então, fazer a função de Arrascaeta não deverá ser problema para o camisa 7.

"Mudei meu estilo de jogo no México, me adaptei super bem (jogar centralizado). Tive os números mais expressivos lá, jogando assim. Atuei em todas as posições. Questão agora é de se adaptar. Do meio para frente posso atuar em todas as posições. Minha função é fazer gols e construir ataques", explicou.

Na sua partida de estreia, fez um ótimo primeiro tempo, movimentou-se muito, chamou o jogo e criou chances de gol. Na etapa complementar, a falta de condicionamento físico falou mais alto. Com uma semana cheia para trabalhar, o camisa 7 está muito melhor no que diz respeito a condição física. 

Por coincidência, o último jogo de Sobis com a camisa do tricolor carioca foi contra o Cruzeiro, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2014. A Raposa já havia se sagrado bicampeã brasileira e recebeu o Fluminense, no Mineirão, para o jogo de comemoração do título. Na ocasião, o Cruzeiro levou a melhor, vencendo por 2 a 1.