Peter Siemsen critica arbitragem do Fla-Flu e avisa: "Medidas vão ser tomadas"

Presidente do Fluminense criticou o árbitro Sandro Meira Ricci que tumultuou o clássico contra o Flamengo com suas decisões

Peter Siemsen critica arbitragem do Fla-Flu e avisa: "Medidas vão ser tomadas"
Coletiva Peter

Após a polêmica derrota no clássico contra o Flamengo, o presidente Peter Siemsen deu entrevista coletiva em Laranjeiras na tarde desta sexta-feira (14). O assunto não poderia ser outro: as decisões do árbitro Sandro Meira Ricci, que anulou um gol do Fluminense com possível interferência externa. 

"O que aconteceu ontem prejudica o campeonato, cria enorme segurança a todos. Porque é um árbitro antigo, com muita experiência em grandes jogos e o estado emocional e técnico dele está abaixo da crítica", disse Peter.

O presidente tricolor afirmou que o clube está estudando as possibilidades para tomar medidas contra o árbitro Sandro Meira Ricci. Não é a primeira vez que o mandatário do Fluminense critica o trabalho do árbitro. 

"Se usou ajuda externa naquela situação, onde no primeiro momento ele anulou, no segundo momento entendeu que anulou por causa de outro jogador e que Henrique estava em condições. E depois de 10 minutos de atraso tumultuando tudo, com contatos com pessoas que não tinham nada a ver com os atletas em campo, ele voltou atrás. Medidas vão ser tomadas. Contra o árbitro, contra conduta... Quanto pedir anulação, não. Segunda-feira vamos ter uma posição sólida do Fluminense", afirmou. 

Agora, o Fluminense retorna à campo na próxima segunda-feira (17), contra o São Paulo, em Edson Passos. Questionado se o clássico poderia ter mexido com o emocional dos jogadores, Peter Siemsen garantiu que o time está motivado para buscar a vaga na Libertadores. 

"Estamos mais motivados do que nunca. Fluminense tem jogado bem. Contra o Santos foi fatalidade. Ontem fez um bom jogo, faltou poder de decisão. Fluminense vem evoluindo bastante. Todo mundo está muito motivado para o jogo contra o São Paulo e obter a vaga na Libertadores neste ano tão difícil para nós", disse.