Magno Alves evita caça às bruxas após derrota: "Não adianta apontar ninguém"

Atacante entrou no lugar de Richarlison, lesionado, ainda no primeiro tempo da partida

Magno Alves evita caça às bruxas após derrota: "Não adianta apontar ninguém"
Magno Alves evita caça às bruxas após derrota: "Não adianta apontar ninguém"

A goleada do Fluminense por 4 a 1 para o Cruzeiro, na noite deste domingo (6), pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, teve consequências maiores que o distanciamento da zona de classificação à Libertadores. O técnico Levir Culpi não resistiu à pressão e foi demitido após a partida. Já cientes disso, os jogadores concederam entrevista em clima de abatimento e lamentaram o desempenho dentro de campo. Magno Alves se manifestou para evitar uma caça às bruxas dentro do elenco.

"É algo que vem se repetindo. Não adianta apontar ninguém. Uma sequência de jogos que não conseguimos o resultado. Não podemos dar vacilos na reta final do campeonato, sabendo que os pontos são tão importantes", disse Magno Alves.

Marcos Junior foi mais duro com relação às cobranças ao time. Segundo ele, a falta de concentração tricolor foi determinante para o resultado.

"Falta de atenção, né. Estamos batendo na tecla, conversamos no vestiário. Faltou concentração. Tem que estar concentrado do começo ao fim. A equipe deu mole hoje, mas vamos continuar trabalhando", disse.

A demissão de Levir Culpi partiu do presidente Peter Siemsen e já era aguardada nas últimas rodadas, uma vez que a equipe não tem mostrado um bom futebol. Com sua saída, o ex-jogador Marcão assume o comando técnico da equipe, à princípio, até o final do ano.