Abad diz que Fluminense não cederá à pressão da torcida por reforços

Presidente fez um post em rede social no qual reforça a política de "pés no chão" do Flu

Abad diz que Fluminense não cederá à pressão da torcida por reforços
Presidente Pedro Abad diz que Fluminense não cederá à pressão da torcida por reforços

O empate no Fla-Flu fez acender o sinal de alerta no Fluminense. Isso porque a equipe completou seu quarto jogo seguido sem vitória e atualmente ocupa o modesto nono lugar no Brasileiro. Cenário bem diferente em comparação ao início do campeonato, quando o Tricolor chegou a estar nas primeiras posições.

Com isso, a pressão da torcida por reforços ficou inevitável. Às vésperas do Fla-Flu, por exemplo, cerca de 200 torcedores protestaram contra a diretoria, na sede do clube, em Laranjeiras. Nesta segunda-feira (19), o presidente Pedro Abad fez um post em rede social no qual reforçou a política de ''pés no chão'', afirmando ainda que não tomará atitudes ''apenas com a emoção''.

''Ceder à pressão da torcida por reforços é deixar de lado o profissionalismo e tomar atitudes apenas com a emoção. E esse não é o caminho que consideramos ideal. Eu sei que você, que está decepcionado, também concorda'', escreveu em post.

O Fluminense é o nono colocado do Brasileirão, com 11 pontos.

Confira o post completo do presidente Pedro Abad:

''Fazer um time vitorioso, que dispute todos os títulos, é o meu objetivo desde que assumi a presidência do Fluminense Football Club. Eu também desejo ter um elenco altamente qualificado, encorpado e que atenda às expectativas do departamento de futebol. A torcida tem total direito de cobrar, se manifestar e mostrar a sua chateação. Eu também sou um torcedor apaixonado, sei o que isso representa. Porém, o ano é de dificuldades e não manipularei a memória coletiva. A nova diretoria adotou a política de austeridade financeira. Ou seja, pés no chão. O planejamento está traçado e seguiremos com o mesmo foco. Temos uma nova metodologia de trabalho. Um programa de formação muito mais completo que vem gerando benefícios e levará o nosso Fluminense para outro patamar. O comitê gestor está atento ao mercado e fará possíveis ajustes de forma gradual, sempre respeitando a saúde financeira da Instituição. Ceder à pressão da torcida por reforços é deixar de lado o profissionalismo e tomar atitudes apenas com a emoção. E esse não é o caminho que consideramos ideal. Eu sei que você, que está decepcionado, também concorda''.


Share on Facebook