Em casa, Fluminense apenas empata com Cruzeiro e vê G-6 mais distante

Tricolor Carioca sai atrás do placar e empata com Richarlison mas não consegue vitória importante

Em casa, Fluminense apenas empata com Cruzeiro e vê G-6 mais distante
Foto: Divulgação/Fluminense FC
Fluminense
1 1
Cruzeiro
Fluminense: JÚLIO CÉSAR; LUCAS (MATEUS NORTON, MIN. 34'/2ºT), HENRIQUE, FRAZAN E LÉO; MARLON FREITAS, OREJUELA E WENDEL; GUSTAVO SCARPA, RICHARLISON E PEDRO (MARCOS CALAZANS, MIN. 23'/2ºT). TÉCNICO: ABEL BRAGA
Cruzeiro : ábio; Lucas Romero, Léo, Murilo, Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Silva, Ariel Cabral (Rafael Marques, min. 15'/2ºT); Elber (Raniel, min. 31'/2ºT), Thiago Neves e Sassá (Bryan, min. 28'/2ºT). Técnico: Mano Menezes
Placar: 0-1, MIN. 35'/1ºT, SASSÁ. 1-1, MIN. 40'/1ºT, RICHARLISON.
INCIDENCIAS: 15ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO, JOGO REALIZADO NO ESTÁDIO GIULITE COUTINHO, NO RIO DE JANEIRO.

Fluminense e Cruzeiro se enfrentaram na noite desta quinta-feira (20), no Estádio Giulite Coutinho, em partida válida pela 15ª  rodada do Campeonato Brasileiro. Com ambas equipes visando a vitória para ingressar no G-6, a partida se tornou bastante movimentada, mas equilibrada. Sassá marcou o gol dos mineiros e Richarlison, de pênalti, empatou para os cariocas.

No reencontro de Thiago Neves com a torcida tricolor, melhor para o camisa 30 do Cruzeiro que mantém a invencibilidade jogando contra o ex-clube. Thiago nunca perdeu para o Fluminense em seis oportunidades, acumulando agora três empates e três vitórias.

Com o empate, o Fluminense subiu para a 9ª posição com 21 pontos, enquanto o Cruzeiro caiu para a 8ª posição com 22 pontos. Na próxima rodada, o Tricolor recebe o Corinthians, domingo (23), às 16h (de Brasília), no Maracanã, enquanto a Raposa visita o Avaí, na Ressacada, no mesmo dia e horário.

Em primeiro tempo movimentado, Cruzeiro abre o placar mas Flu empata com Richarlison

A primeira etapa da partida começou equilibrada. Como mandante e necessitando da vitória, o Fluminense buscava ter as primeiras oportunidades de gols da partida principalmente com chutes de longa distância e jogadas realizadas por Gustavo Scarpa, mas, em sua maioria, sem levar perigo à meta defendida por Fábio.

A equipe Celeste, por sua vez, buscava neutralizar as chances construídas pelo Tricolor Carioca com seu bom posicionamento defensivo e contra-ataques rápidos comandados por Élber e Thiago Neves. E, foi com o meia, que aos 30 minutos o Cruzeiro chegou com perigo ao gol defendido por Júlio César. Após chute de fora da área, Sassá buscou a sobra, mas sem sucesso.

A partir de então, o Cruzeiro passou a ter o domínio da partida, envolvendo a zaga tricolor. E, aos 35, novamente com a dupla Thiago Neves e Sassá, o Cruzeiro abriu o placar quando o meia tocou para o atacante, que só empurrou para o fundo das redes, colocando a Raposa em vantagem no marcador.

Entretanto, em casa e apoiado por sua torcida, o Fluminense seguiu buscando o gol. Três minutos depois, Fábio teve perigo ao defender cabeçada venenosa após boa cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa. E, aos 39, depois de enfiada de bola de Wendel para Richarlison, o camisa 70 tricolor foi derrubado na área e a arbitragem assinalou penalidade máxima, convertida com frieza pelo exímio atacante, colocando o Flu novamente no jogo: 1 a 1. 

(Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)
(Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Partida tem queda de ritmo e Flu empata com Cruzeiro em casa

Na volta do intervalo, o Flu passou a ter mais domínio da partida. Melhor em campo, a equipe comandada por Abel Braga possuía maior posse de bola e criava jogadas, no entanto, sem muito perigo a Fábio. Do outro lado, o Cruzeiro não conseguia mais ocupar espaços como na primeira etapa da partida e só levou perigo na etapa aos seis minutos após bola na trave de Thiago Neves.

Aos 22 minutos da etapa derradeira, quase o gol do Flu. Após bola cruzada pela esquerda, Gustavo Scarpa desvia e Fábio quase falha. Abel Braga então, optou em sacar Calazans do banco de reservas para ocupar o lugar do centro avante Pedro buscando maior mobilidade no ataque.

Minutos depois, novamente com o camisa 10, o Tricolor Carioca desperdiçou mais uma grande chance. Scarpa recebeu livre, mas chutou pra fora, levando os tricolores presentes no Giulite Coutinho à loucura. Com o gol perdido, o Fluminense também desperdiçou a chance da vitória e de se aproximar do G-6.

Fluminense FC