Fluminense 115 anos: amor, eterna paixão

A VAVEL Brasil parabeniza o Fluminense por seus 115 anos

Fluminense 115 anos: amor, eterna paixão
Foto: Léo Cabral

21 de julho de 1902, quando Oscar Alfredo Cox fundou o Fluminense Football Club, em uma casa localizada no número 51 da Rua Marquês de Abrantes, no Flamengo, não poderia imaginar que um clube marcado pela aristocracia logo cairia no gosto popular.

O escudo mudou, o endereço também. Mas, desde os primórdios, frequentar o Fluminense já era diferente. A paixão não mudou. É loucura, fanatismo. É intenso e pioneiro. Sim. É difícil pensar na história do futebol e não falar de Fluminense. Doa a quem doer. O Tricolor foi a primeira associação fundada para a prática do futebol que prosperou no Rio de Janeiro, sendo também o decano dos grandes clubes brasileiros, inspirando a criação de vários times de futebol com o seu nome, no Brasil e no exterior. A história. E que história!

Neste mesmo 21 de julho, quando completara doze anos, lá estava o Fluminense fazendo mais história, ao emprestar seu estádio à seleção brasileira de futebol. Lá, também se tornaria pioneiro de Campeonato Estadual. Que palco! Laranjeiras, nosso legado.

Viveu anos difíceis, é verdade. As quedas de divisão do Campeonato Brasileiro nunca serão esquecidas. Superamos. Na força de um sentimento. Juntos, com o mesmo mar de gente trajando a histórica camisa tricolor. Subimos. Ascendemos. E fizemos história. Novamente.

A nuca suja de pó de arroz e os olhares perdidos daquela multidão puderam ver sua redenção. Seu renascer. Com você, estivemos nas conquistas de Cariocas, Copa do Brasil e Campeonatos Brasileiros. Mas, ser Fluminense é viver tempos calmos de seu branco, de esperança do seu verde e de vigor do seu grená. Nada é fácil para o Tricolor. 2008, a ferida que ainda não se curou. Aquele mesmo mar de gente, trajados das mesmas cores vibrantes, com mesmo pó de arroz na nuca chorou.

Ser Fluminense é isso. É renascer, transcender. É abraçar desconhecidos, é fazer novos amigos. É gritar alto em meio às bandeiras tremulantes. É sorrir, chorar, se emocionar... É se orgulhar. É ser gigante como poucos. Mesmo que digam o contrário, contrariamos os fatos. Vence o Fluminense! Parabéns, Tricolor.

Vence o Fluminense
Usando a fidalguia.
Branco é paz e harmonia.
Brilha com o sol da manhã,
Qual luz de um refletor.
Salve o tricolor!