Ponte Preta e Fluminense perdem chance de saltar na tabela e empatam sem gols

Tricolor termina o primeiro turno em 9º lugar com 26 pontos, apenas dois pontos do G-6. Macaca continua próxima da zona do rebaixamento

Ponte Preta e Fluminense perdem chance de saltar na tabela e empatam sem gols
Foto: Nelson Perez/Fluminense FC
Ponte Preta
0 0
Fluminense
Ponte Preta: Aranha; Jeferson (Nino Paraíba, min. 37'/2ºT), Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Jean Patrick, Jadson (Claudinho, min. 22'/2ºT) e Léo Arthur (Felipe Saraiva, min. 28'/2ºT); Lucca e Emerson Sheik. Técnico: Gilson Kleina.
Fluminense: Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Nogueira e Marlon; Henrique, Orejuela e Wendel; Gustavo Scarpa (Marcos Junior, min. 32'/2ºT), Wellington Silva (Matheus Alessandro, min. 35'/2ºT) e Henrique Dourado (Peu, min. 34'/2ºT). Técnico: Abel Braga.
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Carlos Berkenbrock e Helton Nunes, todos de Santa Catarina.
INCIDENCIAS: Jogo adiado válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017, realizado no estádio Moisés Lucarelli.

Em partida adiada válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, Ponte Preta e Fluminense ficaram no empate sem gols no Moisés Lucarelli. Com o resultado, o Tricolor perdeu a chance de colar no G-6 mas continua bem próximo, apenas dois pontos atrás. Já a Macaca, não conseguiu se afastar da zona do rebaixamento. 

Antes do início da partida, a Ponte Preta prestou solidariedade ao técnico Abel Braga que perdeu o filho mais novo, de 19 anos, e foi o motivo do adiamento do jogo. Os jogadores entraram em campo com uma faixa com a frase "Força Abel, estamos com você". O treinador também recebeu uma camisa com a mesma frase.

Foto: Nelson Perez/Fluminense FC
Foto: Nelson Perez/Fluminense FC

Com o empate, o Fluminense subiu para o 9º lugar com 26 pontos, apenas dois pontos atrás do G-6, e terminou o primeiro turno como o segundo melhor carioca. Já a Ponte Preta, fechou o turno em 14º lugar com 23 pontos.

A Ponte Preta volta a campo no próximo domingo (13), às 16h (de Brasília), contra o Sport, na Ilha do Retiro. Já o Fluminense visita o Santos, segunda-feira (14), às 20h, no Pacaembu.

Primeiro tempo sonolento e sem gols

O primeiro tempo não teve grandes emoções no Moisés Lucarelli. Com Henrique de volante, o Fluminense entrou em campo com uma formação mais defensiva e buscando aproveitar os contra-ataques, o que não aconteceu já que a Ponte Preta não deu espaços e pouco atacou. O goleiro Júlio César não fez nenhuma defesa nos primeiros 45 minutos.

Foram poucas chances no primeiro tempo e o Fluminense teve as melhores. A primeira surgiu apenas aos 25 minutos em cobrança de falta de Gustavo Scarpa, mas a bola passou por cima do gol de Aranha. Aos 29, a finalização de Henrique Dourado que desviou no zagueiro Luan Peres acertou o travessão. 

A Ponte Preta só assustou aos 45 minutos. Lucca cobrou escanteio e o zagueiro Henrique afastou. No rebote, o camisa 9 continuou com a bola e finalizou por cima do gol, sem muito perigo. Assim as equipes foram para o intervalo sem balançar as redes.

Ponte Preta cria mais, mas Fluminense se defende e jogo termina empatado sem gols

O segundo tempo foi diferente da etapa inicial. O jogo ficou mais aberto e a Ponte Preta foi superior, criando mais oportunidades e levando mais perigo. Logo no começo, Lucca levou perigo e obrigou Júlio César a fazer sua primeira defesa na partida. Pouco depois, aos 13, o camisa 9 cobrou escanteio fechado e o goleiro tricolor fez a única defesa difícil do jogo. 

O Fluminense, por sua vez, pouco criou no segundo tempo. A melhor chance foi ainda no começo da etapa, aos nove minutos, em chute cruzado de Wellington Silva. Gustavo Scarpa ainda tentou atrapalhar a visão de Aranha, mas o goleiro defendeu sem dar rebote. Nada, porém, que mudasse o placar da partida, que terminou sem gols.