Em recuperação no Brasileirão, Vitória recebe Fluminense que sonha com G-6

Rubro-negro demonstrou evolução com Vagner Mancini e busca se afastar da zona do rebaixamento. Tricolor terá o retorno de lesionados e reforço para tentar entrar no G-6

Em recuperação no Brasileirão, Vitória recebe Fluminense que sonha com G-6
Foto: Divulgação/Fluminense FC
Vitória
Fluminense
Vitória: Fernando Miguel; Caíque Sá, Kanu, Wallace e Juninho; Fellipe Soutto, Uillian Correia e Patric; Neilton, David e Trellez. Técnico: Vagner Mancini.
Fluminense: Júlio César; Lucas, Henrique, Renato Chaves e Marlon; Marlon Freitas, Douglas, Wendel e Gustavo Scarpa; Wellington Silva e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
INCIDENCIAS: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017, partida a ser realizada no estádio do Barradão, em Salvador, às 16h (de Brasília).

Em recuperação no Campeonato Brasileiro desde a chegada de Vagner Mancini, o Vitória recebe o Fluminense neste domingo (10), às 16h (de Brasília), no Barradão, pela 23ª rodada. O rubro-negro busca continuar o bom momento para fugir da zona do rebaixamento, enquanto o Tricolor ainda sonha com a vaga no G-6.

Na história do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Vitória já se enfrentaram 36 vezes. Foram 15 vitórias dos cariocas contra apenas nove dos baianos, além de 12 empates. No primeiro turno, o Tricolor venceu por 2 a 1, em partida realizada no Maracanã.

Mancini confirma Vitória ofensivo contra o Fluminense

O técnico Vagner Mancini não fez mistério sobre a escalação do Vitória para enfrentar o Fluminense. Sem Ramon e Yago, ambos suspensos, o treinador confirmou as entradas de Fillipe Soutto e Patric no meio-campo, para deixar a equipe mais ofensiva.

"O fato de a gente contar com Soutto e Pratic torna a equipe mais ofensiva. Ramon é zagueiro de origem, então é mais marcador, ocupa mais espaços ali no meio. Não que o Soutto não faça isso, mas é diferente. O Patric também muda um pouco as características em relação ao Yago, então acho que as duas entradas, somadas, deixam o time um pouco mais ofensivo", explicou o treinador.

Apesar de jogar em casa, Vagner Mancini afirmou que o Vitória vai manter a filosofia dos últimos jogos. Desde que o treinador chegou, a equipe começou a apostar mais nos contragolpes e conquistou quatro triunfos em seis jogos - apenas uma derrota.

"Acho que não é o momento de mudar. Aquilo que vem dando certo, você precisa manter. O time começou a fazer pontos em sequência jogando dessa forma, então não tem por que mudar. O fato de jogar dentro ou fora de casa faz com que você mude o ímpeto, o lugar onde vai marcar. Se vai ser mais baixo ou mais alto. Talvez até marcar sob pressão. Com esse time, eu consigo fazer aquilo que eu quero. Posso ser mais atuante na parte ofensiva ou mais defensivo marcando atrás", disse.

Foto: Divulgação/Vitória
Foto: Divulgação/E.C. Vitória

O treinador também aproveitou para tranquilizar os torcedores e afirmou que manter a filosofia dos últimos jogos não significa que o Vitória jogará retrancado diante do Fluminense. Mancini ainda lembrou das atuações contra Ponte Preta e Avaí, quando precisou propor o jogo.

"No jogo contra a Ponte Preta ou mesmo contra o Avaí, a gente não jogou lá atrás. Então o torcedor pode ficar tranquilo que vai ver o Vitória como sempre viu. Intenso, ofensivo, mas que vai marcar forte quando estiver sem a bola. O torcedor não vai ver um Vitória covarde sob meu comando", afirmou.

Por fim, Mancini aproveitou para fazer uma análise do Fluminense e elogiou o rival: "É um time muito difícil de se jogar contra. Eles têm juventude, força, atletas experientes. O Abel Braga [técnico do Fluminense] é especialista em montar times ofensivos, e o Fluminense não foge à regra. Espero mais um grande jogo, eles te agridem o tempo inteiro, então nós temos que ter cuidado." 

Abel terá retorno de jogadores lesionados e reforço no banco de reservas

A pausa no Brasileirão devido aos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo 2018 fez bem ao Fluminense na preparação para o restante do Brasileirão. Para o jogo contra o Vitória, o técnico Abel Braga terá o retorno de Douglas - que ficou três meses lesionado - e o atacante Robinho, contratado em agosto, relacionado pela primeira vez. Além deles, o treinador também contará com Sornoza pela segunda vez após retornar de lesão.

"O Douglas, se for escolhido, não vai sentir. Ele vem treinando bem, fazendo coletivo e jogo-treino. Cada vez sinto o Sornoza mais solto, mais próximo do que ele é. Agora, começar a partida de domingo com os dois é muito risco. O grupo se sente bem com ambos, eu também. Eles estão aptos a jogar. Um naturalmente, o outro pode chegar a 60 minutos", explicou.

Foto: Divulgação/Fluminense FC
Foto: Divulgação/Fluminense FC

Além do retorno do volante Douglas, outra novidade no Fluminense será a estreia de Robinho, contratado pelo Figueirense em agosto e registrado apenas nesta semana. O técnico Abel Braga elogiou o atacante, confirmou que ele será relacionado, mas deve deixar o reforço no banco.

"Robinho faz parte do grupo, vai com a gente. Ele tem ido bem nos treinos, é inteligente. A gente teve nesse tempo de parada, então, conseguimos conversar e treinar bem", afirmou.

Apesar de jogar fora de casa, Abel Braga afirmou que o Fluminense deve manter a postura ofensiva que sempre teve, marcando sob pressão para criar dificuldade ao adversário. O treinador revelou que fez coletivos ao longo da semana para dar ritmo aos jogadores que retornam de lesão.

"Quando pontua fora de casa, o time teve postura ofensiva. O time da casa tem de propor o jogo. O Brasileiro tem uma característica: está mudando a forma de atuar fora de casa. Os times estão marcando pressão, diminuindo espaços. Se vê que os times estão bem treinados. Temos de estar precavidos. Treinamos para poder melhorar. Fiz dois coletivos durante a semana, o treinamento mais parecido ao jogo. Não gosto, mas fiz isso para dar ritmo ao Douglas e ao Sornoza", revelou.