Abel comemora 'jogo perfeito' e valoriza resultado: "Encontramos nossa força"

Fluminense virou clássico contra Botafogo logo após ter sido eliminado pelo Flamengo na Copa Sul-Americana; Tricolor também fez sua primeira virada no Campeonato Brasileiro

Abel comemora 'jogo perfeito' e valoriza resultado: "Encontramos nossa força"
(Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

A vitória do Fluminense por 2 a 1 contra o Botafogo, neste sábado (4), pelo Campeonato Brasileiro, teve gosto de alívio para os jogadores e comissão técnica. Três dias após a eliminação para o Flamengo na Copa Sul-Americana, conseguir a virada no 'clássico vovô' foi visto como superação para o elenco. É o que pensa também o técnico Abel Braga que elogiou o 'nível muito próximo do melhor' de cada um de seus atletas.

"O mais importante foi essa vitória depois de uma eliminação injusta. Hoje eu falei para nossos jogadores: “vamos jogar contra um time superior ao nosso”. No papel somos até um pouco superiores, em valores, mas no coletivo o Botafogo supera. Hoje tivemos cada jogador em um nível muito próximo do melhor. Realmente foi um grande jogo"

Para Abel, o Fluminense realizou um 'jogo perfeito' contra o Botafogo e promoveu sua primeira virada nesta edição de Campeonato Brasileiro. Segundo o treinador, o triunfo ajuda a aliviar o clima e deixar os jogadores mais leves para o próximo confronto.

"O mais importante é que foram dois clássicos em que fomos superiores. Encontramos essa força hoje. Fizemos o jogo perfeito. Saímos muito contente. Estava pesado o negócio. Com certeza vai ficar muito mais leve"

Outro destaque fica por conta do atacante Matheus Alessandro, que veio do banco para marcar o gol da virada e vitória do Fluminense. Abel Braga revelou que sua entrada seria no lugar de Gustavo Scarpa, que sofreu uma pancada no pé, mas acabou tendo que substituir o lesionado Richard. Como lateral, marcou o gol mesmo fora de posição. 

"Eu já tinha chamado o (Matheus) Alessandro. É o jogador que eu sempre falo, que tire da frente. Iria sair o Scarpa, ele tomou uma pancada no pé, não tava legal para ele. Mas perdi o primeiro volante (Richard), o Norton foi para a posição. E ele entrou, e fez o gol"

Confira outros trechos da coletiva de Abel Braga:

Wellington: "Não estou dizendo se é verdade ou mentira. Não queria que o que se passou fosse relatado por mim. Eu tiraria essa pergunta. Por que não botou? Por que botou? Essa eu passo. Eu prefiro que um médico responda essa pergunta. É um garoto muito bom, tem treinado todos os dias, mas se está no banco é porque na parte técnica não está sendo o Wellington de todos os dias".

Reação: "Hoje o legal foi que empatamos e continuamos atacando para vencer. Não empatamos e botamos a bunda lá atrás não. Contra o Flamengo botamos a bunda lá atrás sem eu mandar. Hoje foi um grande exemplo disso. Empatamos e continuamos em cima".

Elenco: "Se você anotar, foram 11 cirurgias. O Gum, por exemplo, operou duas vezes. Já problema muscular foi raríssimo. Mas 11 cirurgias foi complicado. Está sendo um ano difícil. Mas eu sem bem com quem eu lido no clube. Sem a dignidade do Pedro Abad. Apesar de ter havido divergências entre eles, sei o caráter do Pedro Antonio. Conheço esses caras todos".

Próximo confronto: "Coritiba vem de resultados muito bons. Fez aquilo que tínhamos feito anteriormente, de nove pontos ter ganho sete, joga em casa contra o Avaí. É o tipo de jogo que não podemos perder. Nós fizemos uma conta de quatro pontos nesses dois jogos. Iríamos para 43, e faltaria uma vitória. Vamos jogar com apoio muito maior do torcedor. Acho até que o presidente deveria fazer uma promoção".