Fluminense apenas empata com rebaixado Atlético-GO, mas garante vaga na Sul-Americana

Tricolor saiu na frente com gol de Wendel, mas cedeu empate poucos minutos depois. Resultado foi suficiente para garantir a vaga na Sul-Americana de 2018

Fluminense apenas empata com rebaixado Atlético-GO, mas garante vaga na Sul-Americana
Foto: Divulgação/Fluminense FC
Atlético-GO
1 1
Fluminense
Atlético-GO: Klever; Jonathan, Ricardo Silva, Eduardo Bauermann e Breno Lopes; André Castro, Igor (Marcão Silva, min. 45'/2ºT), Andrigo, Jorginho e Luiz Fernando (Jefferson Nem, min. 31'/2ºT); Diego Rosa (Alison, min. 36'/2ºT). Técnico: João Paulo Sanches.
Fluminense: Diego Cavalieri; Lucas, Henrique, Renato Chaves e Léo; Douglas, Wendel, Gustavo Scarpa e Sornoza (Romarinho, min. 18'/2ºT); Matheus Alessandro (Pedro, min. 40'/2ºT) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Placar: 0-1, min. 17'/1ºT, Wendel. 1-1, min. 21'/1ºT, Diego Rosa.
INCIDENCIAS: 38ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017, partida realizada no estádio Olímpico, em Goiânia.

Pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense ficou no empate por 1 a 1 com o lanterna e rebaixado, Atlético-GO, na tarde deste domingo (3), no estádio Olímpico. O Tricolor saiu na frente com gol de Wendel, mas pouco depois o Dragão arrancou o empate com Diego Rosa, aproveitando falha da defesa.

O empate foi o suficiente para o Fluminense garantir a vaga na Copa Sul-Americana 2018. O Flu terminou o Brasileirão como a equipe que mais empatou (14). Além disso, o Tricolor também teve o artilheiro da competição: Henrique Dourado, com 18 gols (empatado com Jô).

O Fluminense encerrou o Campeonato Brasileiro na 14ª posição com 47 pontos e a classificação garantida na Copa Sul-Americana 2018. Já o Atlético-GO terminou na lanterna com 36 pontos e disputará a segunda divisão no próximo ano.

Flu sai na frente, mas defesa falha e Atlético-GO arranca empate

Jogando fora de casa e precisando apenas do empate para garantir a vaga na Sul-Americana de 2018, o Fluminense começou melhor diante do lanterna e já rebaixado, o Atlético-GO. Com seis minutos, o Flu levou perigo pela primeira vez quando Wendel arriscou de fora da área. Na sequência, a bola desviou na zaga e por pouco não sobrou para Henrique Dourado.

O Atlético-GO respondeu aos 14 minutos quando quase abriu o placar. Jorginho foi lançado pela esquerda, invadiu a área e bateu cruzado, mas Diego Cavalieri conseguiu espalmar com as pontas dos dedos e salvou o Fluminense. 

Wendel foi o melhor jogador do Fluminense no primeiro tempo e aproveitou muito bem os espaços pelo meio. O volante abriu o placar aos 17 minutos, quando avançou até a entrada da área, se livrou da marcação e finalizou no canto do goleiro Klever. Um minuto antes, o árbitro Anderson Daronco ignorou um pênalti para o Flu em chute do jovem meia, que pegou no braço do zagueiro do Atlético-GO e desviou a trajetória da bola.

Wendel, que está próximo de acerto com o PSG, da França, pode ter feito seu último jogo pelo Fluminense e marcou o último gol tricolor na temporada (Foto: Divulgação/Fluminense FC)
Wendel, que está próximo de acerto com o PSG, da França, pode ter feito seu último jogo pelo Fluminense e marcou o último gol tricolor na temporada (Foto: Divulgação/Fluminense FC)

A vantagem do Fluminense não durou muito tempo. Dois minutos depois de abrir o placar, Jorginho quase empatou o jogo em chute de fora da área. Porém, aos 21 minutos a defesa tricolor falhou, Léo errou o tempo de bola no cruzamento, e Diego Rosa recebeu livre na pequena área para empatar.

Apesar de sofrer o empate, o Fluminense continuou pressionando e perdendo boas chances. Aos 25 minutos, Klever salvou o Dragão ao defender a cobrança de falta de Sornoza. O goleiro voltou a ser destaque aos 39 minutos quando defendeu bela finalização de Lucas, que tinha endereço no ângulo, garantindo o empate até o intervalo.

Alison evita gol de Henrique Dourado no fim e Atlético-GO arranca empate com o Flu

O segundo tempo foi de poucas emoções e o principal foco foi em Henrique Dourado. O camisa 9 do Fluminense precisava de apenas um gol para ser artilheiro isolado do Brasileirão, mas o goleiro Klever dificultou a vida dele e do Flu ao longo da etapa final.

O goleiro do Dragão fez grandes defesas no segundo tempo. A primeira delas foi aos 20 minutos, quando ficou de frente para Matheus Alessandro e defendeu a finalização do atacante. A primeira boa oportunidade de Henrique Dourado surgiu aos 26 minutos. Gustavo Scarpa recebeu e cruzou para a área, o camisa 9 cabeceou no chão e o goleiro Klever foi buscar para salvar o Dragão.

No último lance do jogo, Henrique Dourado teve oportunidade em cobrança de falta e bateu com precisão após muita conversa com Gustavo Scarpa e Henrique. A bola tinha endereço, mas Alison tirou de cabeça em cima da linha, evitou a artilharia isolada do camisa 9 e manteve o empate no placar.