Autuori lamenta ausência de Scarpa mas garante: "É jogador do Fluminense"

Diretor de Futebol do Tricolor falou sobre expectativas do clube para a temporada e ausência do meia

Autuori lamenta ausência de Scarpa mas garante: "É jogador do Fluminense"
FOTO LUCAS MERÇON/FLUMINENSE F.C.

O Fluminense segue sua preparação para a temporada de 2018 a todo o vapor. Nesta quinta-feira (4), após o primeiro turno de treinamentos, Paulo Autuori, novo Diretor de Futebol tricolor, concedeu entrevista coletiva declarando as principais expectativas do Flu para a temporada. 

Autuori seguiu com sua postura "pés no chão", apontou as principais dificuldades do clube e garantiu precaução durante a temporada de contratações. 

"Fluminense tem um elenco jovem que superou momentos difíceis, tem um treinador de altíssimo nível. Dentro disso, não vamos iludir ninguém. Vamos cuidar do que é nosso para depois pensar em trazer jogadores. Desde que se mantenha a linha clara. O clube sempre foi exemplo de excelência. Queremos que os jogadores venham e tenham orgulho de jogar", declarou o dirigente. 

O Diretor, em entrevista, também conversou com a imprensa sobre a situação de Gustavo Scarpa. O camisa 10 do Tricolor Carioca não compareceu à reapresentação do elenco e segue incomunicável. Autuori, por sua vez segue na expectativa que o jovem se apresente em breve. 

"Temos que entender que os problemas são para serem enfrentados. Scarpa é jogador do Fluminense e esperamos que ele se apresente. Ele é inteligente, tem bom nível intelectual e sabe que gratidão é importante. Ele foi valorizado, sabe das suas qualidades, mas tudo tem mão e contramão. Infelizmente no Brasil falamos muitos de direitos e pouco de deveres. No futebol nada me surpreende. Scarpa é um jogador que pertence ao Fluminense", frisou Paulo Autuori. 

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Paulo Autuori: 

Sobre jogadores dispensados:

"Cada um faz sua história. Cravo que todos foram avisados. Cada um recebe da maneira que quer e fala como quer. O mais lindo da vida é todos poderem se expressar. Falo que minhas palavras sejam representadas por gestos, atos e atitudes. Gum é um jogador enorme e sabe como o Fluminense foi importante pra ele. Há conversas para que ele permaneça com ajustes (redução salarial). Respeitando o local, o momento e as pessoas que estão envolvidas."

Rescisão com Marquinho, que está lesionado:

"Fluminense está construindo isso de forma muito clara. Agentes estão sendo ouvidos. Forma clara, transparente e clara. Fluminense cumprirá suas obrigações"

Sobre Scarpa na Justiça:

"Fluminense não tem nada. Não há como querer inventar história de que o clube tem coisa pendente. Não temos nada porque sabemos no que estamos envolvidos e o que o clube tem que fazer"

Situação do Camisa 10 no clube: 

"Scarpa é jogador do Fluminense. Tem qualidade e por isso é cobiçado. Ele foi, é e continuará sendo. Ele sabe como a instituição Fluminense foi importante pra ele. Eu próprio tentei entrar em contato e não obtive resposta. Não tememos nada. O clube vai cumprir ainda neste mês de janeiro o que tem de pendente. Havia negócios bem encaminhados, definidos, com outras instituções e, no fim, não acabou acontecendo". 

Expectativas para o ano: 

"Fui técnico de futebol e não tem como prever nada. A gente acredita no que faz. Muitos jovens vão ter nível diferente do ano anterior, quando foram a primeira vez que foram expostos na competição. Queremos que o Abel tenha uma equipe competitiva que é seu desejo e que possamos lutar por vitórias. A experiência é fundamental. Experiência com qualidade. É um perfil que Abel quer. Estamos trabalhando de forma tranquila, acho que tudo tem estratégia"