Cavalieri entra na Justiça com pedido de rescisão imediata do contrato com Fluminense

Advogados responsáveis pelo caso do goleiro são os mesmos que conseguiram a rescisão unilateral do zagueiro Henrique

Cavalieri entra na Justiça com pedido de rescisão imediata do contrato com Fluminense
Foto: Divulgação/Fluminense FC

Além de Gustavo Scarpa e do zagueiro Henrique, Diego Cavalieri é mais um jogador a entrar com pedido de liminar requerendo a rescisão contratual imediata com o clube. O goleiro entrou com o pedido na justiça na tarde desta quinta-feira (11). 

+ Dispensado, Cavalieri promete tomar providências contra Flu: "Tem que cumprir meu contrato"

+ Henrique consegue liminar na Justiça e rescinde contrato com Fluminense

Diego Cavalieri está sendo representado pelos advogados André Ribeiro e Breno Tannuri, os mesmos que tiveram sucesso na rescisão unilateral do zagueiro Henrique. O pedido de liminar do goleiro é no mesmo modelo utilizado pelo zagueiro, baseado no artigo 31 da Lei Pelé, que determina que o clube que estiver com os vencimentos atrasados por período igual ou superior a três meses, terá o contrato de trabalho desportivo rescindido. 

O Fluminense anunciou a dispensa de Diego Cavalieri em dezembro, junto com outros sete jogadores, entre eles o zagueiro Henrique. Segundo o clube, a diretoria não tem como honrar com os compromissos com o jogador e começou uma reformulação que visa reduzir a folha salarial. Cavalieri tem contrato até 2019, recebendo cerca de R$ 350 mil mensais, sendo a maior parte referente a direitos de imagem (atrasados há quatro meses). Até o fim do vínculo, o goleiro ganharia R$ 10 milhões (sem os atrasados).