Henrique Dourado revela desejo de deixar Fluminense: "Minha vontade é sair"

Após derrota na estreia da Florida Cup, atacante revelou que quer deixar o clube

Henrique Dourado revela desejo de deixar Fluminense: "Minha vontade é sair"
Foto: Divulgação/Fluminense FC

Após o empate no tempo normal e a derrota nos pênaltis para o PSV, da Holanda, na estreia da Florida Cup, na noite desta sexta-feira (12), o atacante Henrique Dourado abriu o jogo durante entrevista e deixou claro o desejo de sair do Fluminense

+ Fluminense arranca empate no fim, mas é derrotado pelo PSV nos pênaltis

"Hoje, a minha vontade é sair. Porque eu estou esperando algumas situações. Já passei para quem deveria. Vocês irão saber. Agora não cabe a minha ficar apontando dedo. Espero que se resolva", disse.

Henrique Dourado afirmou que o principal motivo para querer deixar o Fluminense são problemas internos, tais como atrasos salariais e a desorganização da direção do clube. O atacante não deseja viver neste ano o que viveu em 2017. Além disso, também deixou claro que não tem interesse em colocar o Flu na Justiça para conseguir a rescisão contratual, assim como fez alguns dos ex-companheiros.

"Antes de tomar qualquer decisão, conversei e procurei primeiro o Abel, que é profissional como eu estou sendo. Já passei minha vontade, mais para frente vocês (jornalistas) vão saber o porquê. Já deixei bem claro, diretoria e Abel sabem muito bem. Não posso antecipar as coisas, tenho que deixar elas acontecerem. Não é só o ser humano, mas o lado profissional de cada um. Sei que a torcida tem um carinho especial por mim, mas acontecem algumas coisas que temos que superar durante o ano e que ninguém sabe. Foi uma conversa franca (com a diretoria). Sou um cara muito profissional e espero que se resolva. Que seja bom tanto para mim, quanto para o Fluminense", explicou.

Confira outros trechos da entrevista de Henrique Dourado:

Opção por não processar o clube

"Poderia tomar medidas que não são dos meus princípios e nem da minha índole. Optei por ser homem. Estou dando a cara, não tem coisa melhor do que ter peito e hombridade para falar a verdade, o que você sente. Cada um faz aquilo que tem direito, que acha que irá ajudá-lo. Mas eu tenho um pensamento diferente, espero que se resolva o mais rápido possível. Estou treinando porque preciso treinar, porque preciso jogar e estar em atividade. Seria muito fácil encostar e não treinar, mas quem iria perder sou eu. Sou atleta profissional, buscando meu melhor. Não sou do tipo que corre de batalhas. O que era para ser falado já falei para as pessoas responsáveis"

Problemas internos

"Não preciso ficar falando. Todos estão vendo o que aconteceu. Algumas coisas me chatearam bastante. Isso, para a pessoa que tem que falar, eu já falei. Fui bem franco. Espero que isso se resolva porque tenho um carinho muito grande pelo Fluminense. Mas preciso colocar algumas coisas na balança. Vamos ver o que a diretoria resolve"​

Relação com Abel Braga

"A relação com o Abel continua a mesma. É um cara que entende o lado profissional. Ele também me colocou algumas coisas. Levo algumas coisas em consideração do que ele me passou e espero que isso se resolva. É chato ficar falando disso. O que a gente passou ano passado é complicado, não quero passar por isso de novo"