Gum admite renegociar salários para renovar contrato com o Flu: "Torço pelo clube"

Zagueiro garante que está por dentro da atual situação financeira da agremiação e mostra otimismo na ampliação do vínculo, que termina no fim do ano

Gum admite renegociar salários para renovar contrato com o Flu: "Torço pelo clube"
Desde 2009 no Flu, Gum é uma das referências do atual elenco do técnico Abel Braga (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

De quase rebaixado para a Série B a campeão Brasileiro: desde 2009 no Fluminense, o zagueiro Gum já viveu todas as situações, tanto de pressão, como de glórias. Agora, o zagueiro, assim como todo o elenco, lida com a crise financeira do clube. No entanto, parece que isso não será empecilho para o defensor continuar defendendo o Tricolor Carioca.

O contrato de Gum com o Fluminense termina apenas no fim do ano, mas o staff do zagueiro já iniciou conversas com a diretoria para que o vínculo seja prorrogado. O jogador já deixou claro sua vontade de permanecer no Tricolor. Prova disso é que ele aceitaria renegociar seus salários, em função da atual situação financeira do clube.

"A princípio teve uma conversa, ainda nas férias. Me passaram tudo, e também fui muito claro e sincero. Falei que, claro, dava pra sentar para conversar, por que não? Tenho prazer de jogar no Fluminense, torço pelo clube. Como não vou entender a situação do clube? É de se conversar", disse Gum em entrevista coletiva durante evento da fornecedora de material esportivo do Flu.

Gum ainda não negociou diretamente com o Fluminense. Quem esteve à frente no diálogo foi seu empresário, Jorge Moraes. O zagueiro irá esperar o retorno ao Brasil para conversar com a diretoria. Certo mesmo é o otimismo do camisa 3 em renovar. Segundo ele, o desejo de sua permanência é correspondido pelos dirigentes do Tricolor.

"Vou esperar chegar no Brasil para entender o que estão pensando. A partir daí vamos ver as possibilidades, o que passaram. Por enquanto eu realmente não sei. Houve conversa para renegociar, ver possibilidades. Mas não posso dizer se é bom ou ruim, como está, porque não sei de nada ainda. Eu sei que eles querem que eu continue, também quero continuar. Espero que isso aconteça", afirmou.

Para Gum, saída de titulares não diminui confiança do time

O Fluminense não contará com sete titulares da temporada passada em 2018, entre eles o goleiro Diego Cavalieri, o zagueiro Henrique e o meia Gustavo Scarpa. Ainda há a possibilidade de Henrique Dourado deixar o time. No entanto, nada disso tira a confiança da equipe em fazer uma temporada sólida, segundo Gum.

"Quem ficou aqui tem de acreditar no que será desenvolvido. Pensar no potencial de cada jogador, do clube e da torcida. É a hora de cada um assumir a sua responsabilidade para fazer o melhor e evitar que o Fluminense sofra. É natural que o torcedor fique com medo. Se ver luta e trabalho, vem junto. O amor ao Fluminense é maior do que tudo", concluiu.