Goiás consegue vitória no fim sobre o Tupi e deixa a zona de rebaixamento

Equipe esmeraldina vencia até os 40 minutos do segundo tempo, quando viu os mineiros chegarem ao empate; aos 45, conseguiu a virada e encerrou um jejum de mais de um mês sem vencer

Goiás consegue vitória no fim sobre o Tupi e deixa a zona de rebaixamento
Foto: Benedito Braga/O Popular
Goiás
2 1
Tupi
Goiás: Ivan, Léo Sena (min. 69, David), Alex Alves, Wesley Matos, Jefferson, Adriano, Patrick, Léo Lima, Daniel Carvalho (intervalo, Ednei), Carlos Eduardo e Cléo (min. 80, Cassiano).
Tupi: Rafael Santos; Vinícius Kiss, Bruno Costa, Gabriel Santos, Luiz Paulo, Recife (min. 71, Hiroshi), Marcos Serrato (intervalo, Henrique), Felipe Alves, Octávio, Thiago Espíndula (min. 64, Pedrinho) e Giancarlo.
Placar: 1-0, min. 43, Carlos Eduardo; 1-1, min. 85, Hiroshi; 2-1, min. 90, Léo Lima.
ÁRBITRO: Vinícius Furlan (SP), auxiliado por Daniel Paulo Ziolli (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 20º rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, disputado no Estádio Serra Dourada, no dia 20 de agosto, às 21h, para um público de 1.780 torcedores.

Em confronto direto pela parte debaixo da tabela do Campeonato Brasileiro, o Goiás venceu o Tupi por 2 a 1 no Estádio Serra Dourada, nesse sábado (20), pela 20ª rodada da competição. Alcançando a virada aos 45 minutos da etapa final, a equipe esmeraldina construiu seu placar com Carlos Eduardo e Léo Lima, enquanto Hiroshi marcou para os mineiros.

Com o resultado, o Goiás sai da zona de rebaixamento e passa a ocupar a 16º posição com 23 pontos. A equipe do técnico Léo Condé não vencia há mais de um mês, tendo empatado duas vezes e perdido outra nesse período. Já o Tupi segue no Z-4 com 18 pontos, e depois do revés continua sem vencer fora de casa neste Brasileirão, tendo contabilizado nove derrotas e um empate longe de seus domínios.

Os donos da casa abriram o placar com Carlos Eduardo, mesmo vendo o Tupi se estruturar melhor em campo na etapa inicial. O segundo tempo seguiu um panorama similar ao primeiro, com mais domínio dos visitantes no início e equilíbrio no fim. A partida já caminhava para uma vitória magra da equipe esmeraldina, quando o Tupi empatou com Hiroshi aos 40 do segundo tempo. Cinco minutos depois, o Goiás voltou a ficar à frente no placar, com um gol de Léo Lima.

O dono do apito no confronto foi Vinícius Furlan, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Gustavo Rodrigues de Oliveira, todos os três do estado de São Paulo.

Goiás vê Tupi mais ousado, mas consegue abrir o placar no fim do primeiro tempo

As duas equipes entraram em campo para tentarem sair da incômoda zona de rebaixamento. Mais impetuoso, quem logo queria fazer sua parte no jogo era o Tupi, que começou mais organizado. Aos 3 minutos, Vinícius Kiss avançou bem pela direita, se livrou da marcação de Patrick e, entrando na grande área, cruzou para Thiago Espíndula, que emendou de primeira para o gol. Na primeira grande chance da partida, a bola foi para fora.

Com marcações compactas e um certo predomínio dos mineiros, as equipes seguiam travando embates no meio de campo. Até a metade do primeiro tempo, os donos da casa não tinham assustado o goleiro do Tupi em nenhum momento, sem conseguir acertar qualquer finalização. Em contrapartida, o Galo Carijó, melhor estruturado em campo, encontrava mais espaços para algumas jogadas de criação, embora também não tenha dado muito trabalho para o goleiro  Ivan.

Na segunda metade da etapa inicial, o Goiás começou a crescer no jogo, e aos 35 minutos, Léo Sena cobrou lateral nos pés de Cléo, que ajeitou para Carlos Eduardo. O atacante aproveitou para fazer um cruzamento, mas a bola passou por toda a área, à frente do gol. Na resposta dos mineiros, Octávio ajeitou a bola pela esquerda e fez um belo passe para Luiz Paulo que já entrava na área pela linha de fundo e tocou para trás. A bola passou por Giancarlo, que esperava a assistência, mas a zaga esmeraldina conseguiu afastar o perigo.

Nos minutos finais do primeiro tempo, aos 43, os donos da casa conseguiram mexer no placar. Em jogada individual, Carlos Eduardo recebeu a bola no meio de campo e avançou até a grande área de Tupi. Ao se livrar da marcação, o jogador entrou na área mineira e conseguiu marcar o gol.

Tupi empata o jogo, mas Goiás consegue gol no fim e volta a vencer na competição

Para a etapa complementar, o panorama do jogo seguia parecido com o do primeiro tempo. Aos 6 minutos, Luiz Paulo viu o goleiro Ivan um pouco adiantado e finalizou de longe. O arqueiro goiano conseguiu fazer uma boa defesa, na primeira chance de perigo do segundo tempo.

O Tupi se mantinha melhor distribuído em campo, mas sem muito poder ofensivo. Os mineiros tinham mais posse de bola, e o Goiás apostava em jogadas de velocidade, mas as duas equipes pecavam em muitos passes errados. Aos 22 minutos, Pedrinho recebeu passe de Henrique pela esquerda, entrou na área e finalizou forte nas mãos do goleiro esmeraldino. Minutos depois, o Tupi ficou com um jogador a menos na partida, quando Filipe Alves sentiu dores na coxa e precisou deixar o campo. O treinador Estevam Soares já tinha feito suas três modificações e os mineiros acabaram ficando em desvantagem numérica de seus jogadores.

Mesmo tendo crescido na reta final do segundo tempo, o Goiás viu o Tupi chegar ao empate com Hiroshi. Aos 40 minutos, Vinícius Kiss aproveitou um erro na saída de bola do time goiano, fois mais esperto em uma roubada, e tocou para Hiroshi, que finalizou para o gol. A bola desviou na zaga do Goiás e foi parar no fundo das redes, tirando qualquer ação do goleiro Ivan.

Dois minutos depois de sofrer o empate, o Goiás teve uma boa chance de virar o placar. Cassiano arrancou bem pelo meio e tocou para Carlos Eduardo, que entrava na área. O atacante protegeu bem a bola e tentou devolver para o companheiro que já estava no centro da pequena área. O passe desviou na zaga alvinegra e Rafael Santos conseguiu chegar bem para defender, quando Cassiano já se posicionava para tentar finalizar.

Tendo segurado a vitória parcial durante quase todo o segundo tempo, o Goiás se viu pressionado a tentar a virada. Aos 45 minutos, Cassiano roubou a bola e avançou bem pela direita. O atacante viu Léo Lima entrando na área do Tupi sem nenhuma marcação e cruzou na cabeça do meia, que finalizou no canto direito de Rafael Santos, fazendo 2 a 1 para os donos da casa.