Léo Gamalho marca duas vezes, Goiás vence, se afasta da zona e afunda Bragantino

Em pênalti no fim, Léo Gamalho salva Goiás do empate e afunda o Bragantino no Z-4 que ainda na rodada pode perder posição

Léo Gamalho marca duas vezes, Goiás vence, se afasta da zona e afunda Bragantino
Foto: Divulgação/Goiás
Goiás
2 1
Bragantino
Goiás: Márcio; Sueliton, Wesley Matos, Alex Alves, Juninho; Adriano, Patrick (Carlos Eduardo), Léo Sena, Léo Lima (Jhon Cley); Rossi (Marcão), Léo Gamalho.
Bragantino: Renan Rocha; André Rocha, Lucas Rocha, Ednei, Fabiano (Claudinho); Daniel Pereira, Gabriel Dias (Edson Sitta), Alan Mineiro, Bruno Pacheco, Léo Jaime; Rafael Grampola.
Placar: 1-0, min. 55, Léo Gamalho. 1-1, min 77. , Lucas Rocha. 2-1, min. 88, Léo Gamalho
ÁRBITRO: Rodrigo Alonso Ferreira (SC). Cartões Amarelos: Fabiano (Min. 15), Alex Alves (Min. 23), Lucas Rocha (Min. 41), Bruno Pacheco (Min. 46), Léo Gamalho (Min. 47), Alan Mineiro (Min. 54). Cartão Vermelho: Léo Jaime (Min. 88)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 30ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO, REALIZADA NO SERRA DOURADA, EM GOIÂNIA

Na noite desta sexta-feira (7) no Serra Dourada o Goiás se afastou de vez da zona de rebaixamento, e complicou ainda mais a situação do Bragantino na Série B do Campeonato Brasileiro 2016. Neste confronto realizado em Goiânia, válido pela 30ª rodada, o alviverde levou a melhor sobre o Massa Bruta, com dois gols de pênalti do centroavante Léo Gamalho.

Esta foi a décima vitória do Goiás, igualando todos os resultados possíveis, 10 derrotas 10 empates e agora 10 vitórias, sendo apenas a terceira por 2-1 e a quinta com um gol de diferença no placar, saltando para a 13ª posição com 40 pontos. Já o Bragantino com esse resultado chega a sexta derrota seguida e segue estacionado nos 27 pontos.

Os times voltam a campo, pela 31ª rodada da segunda divisão do campeonato brasileiro, o Bragantino na segunda-feira (10) contra o Criciúma no Nabi Abi Chedid às 20h, o Goiás enfrenta no clássico o Vila Nova, no mesmo Serra Dourada, sábado (15) às 16h.

Goiás apático e Massa Bruta sem faro de gol

O Goiás que já não tem mais tantas ambições nessa Série B, anda surpreendendo seus adversários nas últimas partidas, apresentando um futebol vistoso e condizente com o elenco que possui, (por mais que não ganhe, joga de igual para igual com qualquer um) porém, nesse primeiro tempo pairou um verdão apático sem criatividade e pouco oportunista.

Bragantino, como bom franco-atirador, apenas aguardava o time da casa vacilar para no contra-ataque quem sabe marcar, porém, como o alviverde mal atacou, o Braga ficou retraído no campo de defesa e não conseguiu se aproveitar das fragilidades adversárias.

Nas chances que teve no fim do primeiro tempo, o Bragantino não assustou Márcio e o zero permaneceu no placar. Na parte verde, o time pouco aproveitou as chances que teve.

Gamalho aparece e dá vitória ao esmeraldino

Na segunda etapa, os visitantes voltaram mais dispersos. Alan Mineiro vacilou dentro da área, empurrou Léo Gamalho e o juíz deu penalti, o mesmo Léo foi para a cobrança e colocou o verdão na frente logo aos 8 minutos do segundo tempo. 

Apesar de um começo ruim no segundo tempo, o time do Bragantino logo em seguida aproveitou a acomodação dos goianos que erravam muitos passes e pouco atacavam- em bola parada, Lucas Rocha subiu mais que todo mundo e deu uma pontinha de esperança para o visitante sair com um resultado positivo do Serra Dourada.

Diferentemente de como se esperava, o Goiás não acordou e o Bragantino continuou a pressão. Em outro escanteio, Ednei também tentou cabeçada como seu companheiro de defesa só que dessa vez Márcio fez difícil defesa salvando o esmeraldino de sofrer o segundo gol no curto espaço de nove minutos. Edson Sitta entrou no lugar de Gabriel Dias e em sua primeira oportunidade lançou Alan Mineiro que invadiu a área e bateu no canto direito do goleiro alviverde que nem precisou se mexer.

No fim do jogo, em lance isolado e polêmico do Goiás, Jhon Cley é derrubado na área por Léo Jaime, que já possuia amarelo e foi expulso. Léo Gamalho foi novamente para a cobrança e de novo não desperdiçou, salvando o mandante do tropeço diante de seus torcedores.