Com gol nos acréscimos, Goiás vira em cima do Joinville no Olímpico

Na estréia do Verdão no estádio Olímpico, Léo Gamalho e Walter comandam a vitória esmeraldina em cima do Joinville, que segue no Z-4

Com gol nos acréscimos, Goiás vira em cima do Joinville no Olímpico
Léo Gamalho marcou duas vezes na virada esmeraldina em cima do Joinville. (Foto: Reprodução/Goiás E.C)
Goiás
3 2
Joinville
Goiás: Márcio; Suelinton (Marcão), Felipe Macedo, David Duarte e Felipe Saturnino; Adriano, Léo Sena e Walter; Carlos Eduardo (Liniker), Léo Gamalho e Rossi (Jarlan). Técnico: Gilson Kleina
Joinville: Jhonatan; Reginaldo, Danrlei, Ligger e Diego; Naldo, Kadu e Juninho; Erick Luis (Everton Silva), Fernando Viana (Rafael Donato) e Jael. Técnico: Ramon Menezes
Placar: 0-1 - Jael (3'min - 1º tempo) 0-2 - Fernando Viana (17'min - 1º tempo) 1-2 - Walter (23'min - 2º tempo) 2-2 - Léo Gamalho (32'min - 2º tempo) 3-2 - Léo Gamalho (46'min - 2º tempo)
ÁRBITRO: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) apitou a partida, auxiliado por Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Helcio Araújo Neves (PA)
INCIDENCIAS: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2016. A partida ocorreu no estádio Olímpico, em Goiânia (GO) e teve início ás 20h30.

Um resultado que ninguém esperava aconteceu após o apito final na noite dessa sexta-feira (11), no estádio Olímpico. Estreando no "nova casa" e depois de começar perdendo o jogo, o Goiás se impôs no segundo tempo e venceu o Joinville por 3 a 2 com gols de Walter e Léo Gamalho, fazendo duas vezes.

A torcida esmeraldina, que protestou muito no intervalo do jogo, pode sair satisfeita com a virada inesperada. Esse resultado não mudou em muita coisa para o Goiás, que estará na Série B do ano que vem já em definitivo. A equipe segue na 14ª colocação, agora com 47 pontos ganhos, mesmo número de pontos do Criciúma, que está uma posição à frente. O time de Gilson Kleina jogará as duas últimas partidas contra Luverdense, em Mato Grosso, e Sampaio Corrêa, em Goiânia.

Para a equipe do Joinville, o resultado foi desastroso. O time de Ramon Menezes tinha uma boa chance de escapar da zona de rebaixamento provisoriamente se vencesse, mas com a derrota, o Tricolor segue na 17ª colocação com 34 pontos, três a mais que o Oeste, primeiro time de fora do Z-4. Os dois últimos jogos do Joinville serão contra o Oeste, em Osasco, e Vila Nova, em Joinville.

Defesa goiana falha e Joinville aproveita

A partida teve início com o time visitante tomando a iniciativa do ataque, já que necessitava mais da vitória. Logo aos três minutos, Reginaldo escapou pela direita e cruzou para o atacante Jael, que estava livre de marcação e chutou de primeira. Márcio falhou na hora de segurar e não impediu o primeiro gol do Joinville.

O Goiás se assustou ao sofrer um gol tão rapidamente e tentava responder com seus atacantes. Walter foi o primeiro a finalizar após receber cruzamento rasteiro na entrada da área, mas bateu em cima do goleiro Jhonatan. Léo Sena foi o próximo a tentar o empate em cobrança de falta e novamente o goleiro do Joinville aplicou a defesa.

A equipe da casa tentava atacar mais e controlava o jogo no setor ofensivo, mas não se podia dizer o mesmo do sistema defensivo. Em contra-ataque do Joinville, Fernando Viana tabelou com Juninho e recebeu na frente do goleiro Márcio, batendo no canto esquerdo e ampliando o placar.

A torcida do Goiás começava a ficar muito impaciente, mas viu esperanças quando o árbitro expulsou o lateral Reginaldo, do Joinville. Com um jogador a mais em campo, poderia ficar mais fácil para o time reagir em campo e buscar a vitória.

O Verdão seguia tentando e pediu uma penalidade quando Rossi cruzou a bola na área e ela desviou no braço de Diego, mas o árbitro nada marcou. Mais uma vez, Rossi tentou um cruzamento e Léo Gamalho desviou de cabeça por cima do gol do Joinville. Só dava Goiás e só dava Gamalho. Novamente, o artilheiro esmeraldino cabeceou com força e Jhonatan fez milagre.

Com o fim da primeira etapa e os goianos atrás do placar, a equipe foi alvo de protestos dos torcedores esmeraldinos presentes no estádio Olímpico. Pouco se esperava para o segundo tempo, enquanto os jogadores do Joinville foram para os vestiários muito satisfeitos.

Atacantes comandam virada esmeraldina

O Goiás apertou como pode a marcação no segundo tempo para não sofrer gols. Deivid Duarte e Suelinton foram logo sendo amarelados, por faltas em cima de Jael, o principal perigo para o gol de Márcio. A equipe do Goiás chegou primeiro quando Walter cruzou, Jhonatan saiu mal e Liniker bateu em cima da defesa, quando o gol estava vazio.

Foi a vez de Léo Gamalho tentar uma finalização de canhota e obrigar Jhonatan a fazer ótima defesa. Depois, o atacante voltou a usar a cabeça, mas novamente parou em Jhonatan. Estava passando da hora de marcar, e Walter sabia disso, então resolveu tentar uma jogada individual. Ele deixou Diego no chão, e ao invés de cruzar, disparou um belo chute que passou por baixo de Jhonatan. Foi o terceiro gol de Walter na sua volta ao Goiás.

As coisas voltavam a dar certo para o Verdão, mas David Duarte recebeu o segundo amarelo e foi expulso em nova falta em cima de Jael. Os dois times estavam com um jogador a menos e venceria quem fosse mais efetivo no ataque. Léo Gamalho estava disposto a mostrar vontade de marcar e após cruzamento de Rossi, ele subiu de cabeça e colocou dentro da rede. Foi o empate heróico do Goiás.

A torcida já comemorava muito, mas teria o que comemorar mais. Nos acréscimos, Walter recebeu a bola e mandou novamente na cabeça de Léo Gamalho, que desviou para o gol de Jhonatan e garantiu uma virada memorável para os torcedores. Ao final do jogo, muita festa da torcida com os atletas, principalmente com os atacantes Rossi, Walter e Léo Gamalho.

Na próxima rodada, o Goiás visita o Luverdense no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT), na sexta-feira (18), ás 21h30. A equipe do Joinville vai enfrentar o Oeste, também na sexta-feita (18), ás 20h30, no Prefeito José Liberatti, em Osasco (SP). Em caso de uma nova derrota, o Joinville será rebaixado matematicamente para a Série C.