Ceará perde pênalti e Goiás volta a vencer na estreia de Argel Fucks

Equipe alvinegra mantém campanha irregular dentro de casa e perde chance de encostar no G-4; Goianos se afastam do Z-4 em atuação de gala do goleiro Marcelo Rangel

Ceará perde pênalti e Goiás volta a vencer na estreia de Argel Fucks
Ceará
0 1
Goiás
Ceará: Éverson; Tiago Cametá, Valdo, Rafael Pereira (Tiago Alves 33'), Romário; Raul (Roberto 61'), Pio, Cafú (Magno Alves 75'), Pedro Ken; Elton, Lelê.
Goiás: Marcelo Rangel; Tony, Matheus Ferras, Alex Alves, Carlinhos; Willians (Everton Sena 74'), Elyeser, Pedro Bambu (Carlos Eduardo 45'), Andrezinho (Tiago Luis 64'); Léo Gamalho, Júnior Viçosa.
Placar: 0-1, min. 55, Alex Alves.
ÁRBITRO: Cleisson Veloso (MG), auxiliado por Marconi Helbert (MG) e Ricardo Junio (MG). Amarelos: Raul 20', Carlinhos 62', Pio 82'.
INCIDENCIAS: partida válida pela 16ª rodada da série b do campeonato brasileiro 2017, disputado na arena castelão, em fortaleza, ceará.

Na noite desta sexta-feira (21), o Ceará recebeu o Goiás pela 16ª da Série B do Campeonato Brasileiro 2017. Vindo de uma sequência de três derrotas seguidas, goianos saíram de Fortaleza com a vitória pelo placar mínimo, com gol de Alex Alves, que se encontrava irregular no lance. Os donos da casa ainda perdem pênalti na primeira etapa, com Élton, que viu defesa do goleiro Marcelo Rangel, grande nome da partida. Confronto também foi marcado pela estreia do técnico Argel Fucks no comando do Esmeraldino. 

Revés faz o alvinegro cair uma posição na tabela, permancendo nos 22 pontos na nona posição, podendo ainda ser ultrapassado por times que ainda jogam na rodada. Já o Esmeraldino consegue subir três posições na tabela e dormir longe da zona de rebaixamento, na 12ª colocação, agora com 20 pontos ganhos. 

Na próxima rodada, o Ceará viaja para enfrentar o Paysandu, na próxima sexta-feira (28), enquanto que o Goiás recebe, um dia depois, o CRB. 

Ceará domina ações ofensivas, tem pênalti perdido, mas placar fica no 0 a 0 na primeira etapa

Embora o Ceará tenha tido a bola por maior tempo até o terceiro minuto de jogo, foi o Goiás que chegou chutando de fora, com força, mas a redonda passou à direita do gol alvinegro. Os donos da casa chegaram pela primeira vez com Pio, em cobrança de falta de muito longe, aos seis minutos. O camisa 30 arriscou o chute, ignorando a distância, e a bola passou à direita da trave do time goiano. 

Nos minutos seguintes, o Ceará consseguiu fazer um jogo mais ofensivo, fazendo uma pressão no adversário, característica do time de Chamusca desde que este chegou ao clube. Contudo, a eficiência não aconteceu e como prova disso, Lelê recebeu boa bola dentro da área, mas acabou chutando errado, fazendo o esférico sair quase em lateral aos 14 minutos. 

Conforme o tempo foi passando, o Ceará foi fazendo seu papel de mandante, tendo mais a bola e buscando trabalhar a redonda no campo de ataque, mas sem chegar no terço final. O Goiás, por sua vez, foi reduzindo o tamanho do seu campo, esperando mais o adversário e tentar um contra-ataque em passes diretos, como em alguns casos tentou, mas sem sucesso. 

Quando o relógio passava dos 30 minutos, Lelê foi derrubado na área por Matheus Ferraz, ocasionando um pênalti para o time da casa cobrar. Na cobrança, Marcelo Rangel caiu certo no lado do chute de Elton e fez a defesa crucial. Aos 34, Lelê arriscou chute da entrada da área, obrigando o arqueiro adversário a fazer nova defesa importante. Um minuto depois, Tony tentou arremate de fora, mas bola saiu em linha de fundo. Persistente, o time alvinegro continuou em cima e Pedro Ken chegou chutando em cruzamento rasteiro, mas bola saiu em tiro de meta. Élton ainda tentou no fim, mas Marcelo fez nova defesa. 

Goiás consegue ser mais eficiente, marca gol em uma bola e segura resultado

Bem diferente do que foi no primeiro tempo, o Goiás começou a gostar do jogo no segundo tempo, muito dada a mudança de postura tática. O time passou a pressionar mais o adversário quando não tinha a bola e teve mais sucesso nisso. Em cobrança de falta no décimo minuto, Alex Alves, em posição irregular, saltou para cabecear para o gol em saída de Éverson, para abrir o placar no Castelão. 

A proposta ofensiva do Ceará no primeiro tempo retornou aos poucos para a etapa final, porém o time continuou sem conseguir ser eficiente. O Goiás chegou com perigo aos 21 minutos, com chute de Matheus Ferraz depois de bola sobrada, mas a redonda sai em linha de fundo. No minuto seguinte, o Ceará teve uma jogada rápida pela direita, até que a bola chegou no Pio no meio, mas o volante acabou tocando para Lelê depois de atrair a marcação. O ponta, por sua vez, não conseguiu o chute certo, mandando na zaga. 

A pressão alvinegra não rendeu resultado para o time da casa. Aos 40 minutos, Magno Alves arriscou chute da entrada da área, mas Marcelo caiu para ficar com ela. 

Goiás Esporte Clube