Goiás vence, afunda Náutico na zona de rebaixamento e ganha fôlego contra degola

Terceiro pior mandante na abertura da rodada, Verdão supera Timbu e abre distância para Z-4, enquanto alvirrubros se complicam na tabela

Goiás vence, afunda Náutico na zona de rebaixamento e ganha fôlego contra degola
Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Goiás
2 0
Náutico
Goiás: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Fábio Sanches, Alex Alves e Carlinhos; Victor Bolt (Péricles, min. 55), Elyeser (Andrezinho, min. 85) e Léo Sena; Carlos Eduardo, Júnior Viçosa e Nathan (Tiago Luís, min. 68). Técnico: Hélio dos Anjos
Náutico: Jefferson; Sueliton, Aislan, Feliphe Gabriel e Manoel (Willian Schuster, min. 74); Amaral, Diego Miranda, Dico, Giovanni e Rafinha (Gerônimo, min. 69); Gilmar (William, min. 46). Técnico: Roberto Fernandes
Placar: 1-0, min. 42, Carlos Eduardo; 2-0, min. 77, Tiago Luís
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS). Cartões amarelos: Giovanni (min. 28), Fábio Sanches (min. 45), Victor Bolt (min. 51), Manoel (min. 72) e Tiago Luís (min. 79)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, disputada no Serra Dourada, em Goiânia, em Goiás

Vivendo fase conturbada, Goiás Náutico duelaram nesta sexta-feira (6) pela 28ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017. Tendo o apoio da torcida no Serra Dourada, em Goiânia, o Esmeraldino levou a melhor ao vencer o Timbu por 2 a 0, com gols assinalados por Carlos Eduardo, ainda no primeiro tempo, e Tiago Luís.

Com a sexta vitória em 14 jogos como mandante, o Verdão abre maior vantagem para a zona de rebaixamento e chega aos 34 pontos, indo à 14ª posição. Os alvirrubros, por outro lado, seguem em momento ruim e permanecem na vice-lanterna do campeonato, estacionando nos 23 pontos ganhos e nove a menos que o Figueirense, primeiro clube fora da degola.

Os times voltam a jogar, pela 29ª rodada da Segundona, só no próximo sábado (14). Os goianos vão enfrentar o Vila Nova em clássico estadual  - como visitante - de novo no Serra Dourada, às 16h30, enquanto que os pernambucanos receberão o Guarani no Lacerdão, em Caruaru, às 19h.

Goiás é mais intenso e sai à frente no fim

Terceiro pior mandante, o Goiás recebeu o Náutico, segundo visitante menos indigesto, em confronto direto contra a zona de rebaixamento para a sequência do campeonato. Visando tirar proveito do fator casa, o Verdão teve a primeira boa chance logo com dois minutos, quando o lateral-esquerdo Carlinhos cruzou, Júnior Viçosa não alcançou e Carlos Eduardo bateu de primeira para defesa firme de Jefferson.

Permanecendo com intensidade no setor ofensivo, o Esmeraldino não abdicou de atacar e criou outro bom momento para sair em vantagem. O volante Elyeser cobrou escanteio muito fechado e o goleiro afastou o perigo, evitando gol olímpico. Logo em seguida, o Timbu reagiu com Giovanni, que chutou de longe, a bola quicou e Marcelo Rangel cortou.

Mais recuados em campo, os alvirrubros utilizaram o contra-ataque de arma principal, enquanto que os alviverdes eram mais dispostos e iam dando maiores sustos. Em um desses, Carlos Eduardo fez boa jogada e cruzou na medida para Elyeser cabecear à queima-roupa, entretanto o camisa 1 fez um milagre e interveio na abertura do placar.

Como água mole em pedra dura, tanto bate até que fura, os anfitriões saíram em vantagem na reta final do primeiro tempo. Victor Bolt abriu um longo passe para Carlos Eduardo, que fez grande lance individual e driblou Manoel com tranquilidade. Puxando para a perna esquerda, o jovem soltou a bomba e estufou a rede, levando o público ao delírio.

Goiás segue com intensidade e sai vitorioso

Para a etapa final, os técnicos decidiram não realizar substituições, no entanto Roberto Fernandes foi obrigado a mexer em sua equipe logo a um minuto. O atacante Gilmar, que sentiu dores no joelho direito, teve de ser substituído e abriu espaço para entrada do seu companheiro de posição William.

Assim como no primeiro tempo, contudo, o Goiás permaneceu intenso e criou um bom momento para ampliar a vantagem. Em uma cobrança de falta com força, o volante Elyeser quase surpreendeu Jefferson, que espalmou para escanteio afastando o perigo, após ver a bola cair mais rápido.

Tentando recuperar o fôlego no ataque e seguir determinado a buscar o resultado, Hélio dos Anjos promoveu a saída de Nathan, que pouco apareceu, e colocou Tiago Luís. Mesmo com a queda de ritmo, o clube anfitrião conseguiu marcar pela segunda vez e com a mexida surtindo o efeito esperado. Elyeser finalizou de longe e o goleiro não conseguiu encaixar. A sobra ficou para o centroavante, que só teve o trabalho de empurrar ao fundo do barbante.

Apesar do bom resultado parcial, os alviverdes não abdicaram de ir ao setor ofensivo e teve uma chance clara de marcar o terceiro tento. Em contra-ataque mortal, Carlos Eduardo disparou em velocidade, deixou a marcação para trás e ficou de frente ao camisa 1, porém o arremate saiu ruim e mandou direto para fora.

No minuto seguinte, por outro lado, o Náutico ficou muito próximo de diminuir a desvantagem, no entanto não foi efetivo. Dico levantou bem na pequena área e William subiu para dar o cabeceio, mas esbarrou na defesa de Marcelo Rangel, que botou para escanteio e evitou que fosse vazado.

Goiás Esporte Clube