Goiás vence Aparecidense com gols de atacantes estreantes

Esmeraldino estreia bem no Goianão com uma vitória fora de casa em cheio de lances polêmicos e cartões; Lucão e Maranhão fizeram os gols

Goiás vence Aparecidense com gols de atacantes estreantes
Goiás derrota a Aparecidense e estreia com o pé direito no Goianão. (Foto: Divulgação/Goiás E.C)
Aparecidense
1 2
Goiás
Aparecidense: Busatto; Rafael Cruz, Wagner, Mirita e Klécio; Hélder, Uederson, Kao Wilker (Cristian) e Gustavo Ramos (Nonato); Washington (Gilvan) e Aleilson. Técnico: Márcio Goiano.
Goiás: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, David Duarte, Fábio Sanches e Jefferson; João Afonso, Léo Sena, Giovanni (Rezende) e Rafinha; Carlos Eduardo (Maranhão) e Lucão (Júnior Viçosa). Técnico: Hélio dos Anjos
Placar: 0x1 - Lucão (20'min - 1º tempo) 1x1 - Nonato (26'min - 2º tempo) 1x2 - Maranhão (33'min - 2º tempo)
ÁRBITRO: Eduardo Tomaz (GO) apitou a partida, auxiliado por Christian Passos (GO) e Tiago Gomes (GO).
INCIDENCIAS: 1ª rodada do Campeonato Goiano de 2018; A partida aconteceu ás 21h45, no estádio Aníbal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO)

O Goiás começou o Campeonato Goiano com o pé direito em 2018. A equipe esmeraldina derrotou a Aparecidense por 2 a 1 no estádio Aníbal Batista de Toledo com gols de estreantes na noite: Lucão e Maranhão. A vitória não foi o único destaque do jogo, mas também a arbitragem de Eduardo Tomaz, que foi polêmica.

Com a vitória, o Goiás chega aos três primeiros pontos na competição e está na liderança do Grupo A. O próximo jogo do Verdão é o clássico contra o Vila Nova, no próximo domingo (21), ás 16h, no estádio Olímpico. Vale lembrar que será de torcida única para o torcedor esmeraldino.

A Aparecidense continua com zero pontos na tabela e ocupa a 5ª colocação do Grupo B. O próximo jogo do Camaleão será no próximo domingo (21), contra o Rio Verde, no estádio Mozart Veloso do Carmo.

Lucão estreia marcando e Marcelo Rangel brilha novamente

O jogo em Aparecida de Goiânia começou muito movimentado e com o Goiás controlando as principais ações do jogo. A primeira chance apareceu com Carlos Eduardo do lado direito finalizando cruzado. A bola passou muito perto da trave de Busatto e saiu para a linha de fundo.

Aos vinte minutos do primeiro tempo, veio o primeiro gol. Giovanni cobrou falta dentro da área e a bola viajou até a cabeça do atacante Lucão. O novo camisa nove do Verdão não desperdiçou e mandou para o fundo da rede de Busatto: 1 a 0 para o Goiás.

A Aparecidense buscou a resposta, e seis minutos depois, a bola viajou na área esmeraldina e o zagueiro David Duarte subiu com os braços levantados para afastar o perigo. A bola resvalou na mão direita do jogador e o juiz marcou pênalti.

A reclamação dos jogadores e comissão técnica do Goiás foi grande, mas o pênalti estava marcado e o juiz não voltou atrás. Uederson foi para a cobrança e Marcelo Rangel fez o que o destacou pelo clube esmeraldino na temporada passada: defendeu o pênalti. A bola foi no canto direito e o goleiro alviverde espalmou.

Maranhão entra e decide o jogo para o Goiás

O segundo tempo começou com o time da casa saindo para o jogo e buscando o empate a qualquer custo. A defesa do Goiás se virava bem e conseguia neutralizar a Aparecidense, além de tentar um contra-ataque para matar o jogo.

O problema veio aos vinte e seis minutos do segundo tempo, quando Rafinha pegou a bola dentro da área para sair jogando, mas a bola resvalou no braço do jogador esmeraldino e o juiz assinalou um novo pênalti para a Aparecidense. A reclamação do banco de reservas do Goiás foi tanta que o treinador Hélio dos Anjos foi expulso.

Diferente de Uederson, Nonato foi para a cobrança do pênalti e deslocou Marcelo Rangel, empatando o jogo para e fazendo seu primeiro gol com a camisa da Aparecidense: 1 a 1. Com o placar igual, o Goiás teve que mexer na equipe e buscar o resultado a qualquer custo.

O atacante Maranhão, que teve contratação muito questionada pela falta de gols na carreira, entrou para tentar resolver o jogo para o Verdão. Após cruzamento dele para Rafinha, o meia chutou forte e o goleiro Busatto não segurou. A bola sobrou novamente para Maranhão, que fuzilou para marcar e decretar a vitória do Goiás por 2 a 1.