Goiás estuda projeto para mandar jogos da Série B na Serrinha

A ideia inicial é reformar o estádio esmeraldino nos moldes da Ilha do Urubu, estádio do Flamengo, em cerca de cem dias

Goiás estuda projeto para mandar jogos da Série B na Serrinha
Goiás deve reformar a Serrinha para utiliza-lá na Série B. (Foto: Divulgação/Goiás E.C)

Uma ideia nova, que irá dividir opiniões, está surgindo no Goiás nos últimos dias. O clube tem um projeto novo para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro no estádio Hailé Pinheiro, mais conhecido como estádio da Serrinha, que pertence ao Verdão e tem capacidade atual para 8 mil pessoas.

O projeto foi feito e está sendo estudado pela direção do Goiás. A ideia inicial é fazer uma reforma nos moldes do estádio Ilha do Urubu, do Flamengo, que foi construída em 180 dias, e o time esmeraldino, quer reformar a Serrinha em 100 dias, colocando arquibancadas pré-moldadas no local e aumentando a capacidade para 20 mil pessoas.

O presidente do conselho deliberativo do Goiás, Hailé Pinheiro, declarou sua vontade de ver o time esmeraldino atuando na Serrinha pelo Campeonato Brasileiro: "É a primeira vez na história do Brasil que o placar eletrônico foi construído antes do estádio. Estamos com projeto enorme para o Goiás realizar os jogos da Série B aqui na Serrinha", disse o dirigente.

A única partida em que o Goiás deve realizar na Serrinha pelo Campeonato Goiano deverá ser nessa quarta-feira (24), contra o Anápolis. Após isso, o estádio deverá ser fechado para o início das obras, caso tudo corra conforme o esperado. A equipe também irá estrear o placar eletrônico com ações de marketing na partida contra o Galo da Comarca.