Atlético-MG sente desfalques, Grêmio aproveita e vence segunda seguida no Brasileirão

Sistema defensivo do Galo não se encontra em campo e facilita vitória do Tricolor Gaúcho, que precisou de apenas uma etapa para resolver a parida

Atlético-MG sente desfalques, Grêmio aproveita e vence segunda seguida no Brasileirão
Foto: Pedro Vilela/Getty Images
Atlético-MG
0 3
Grêmio
Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Tiago e Carlos Cesar (Min. 00, Patric, 2ºT); Rafael Carioca, Leandro Donizete e Júnior Urso (Min. 00, Capixaba, 2ºT); Carlos, Clayton e Hyuri (Min. 28, Pablo, 2ºT)
Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Fred (Min. 11, Bressan, 1ºT) e Marcelo Oliveira (Min. 36, Marcelo Hermes, 1ºT); Walace, Maicon, Douglas, Giuliano e Luan; Henrique Almeida (Min. 20, Everton, 1ºT)
Placar: 0-1, Min. 17, Marcelo Oliveira, 1ºT; 0-2, Min. 25, Luan, 1ºT; 0-3, Min. 47, Luan, 1ºT
ÁRBITRO: Raphael Claus, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Gustavo Rodrigues de Oliveira; Cartões amarelos: Pablo (Atlético-MG); Marcelo Oliveira, Marcelo Hermes, Maicon, Douglas e Luan (Grêmio)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no Estádio Independência, em Belo Horizonte/MG

O Estádio Independência se transformou em um reduto gaúcho de Belo Horizonte na noite desta quinta-feira (26). Isso porque o Grêmio se sentiu em casa e venceu o Atlético-MG, sem maiores dificuldades, por 3 a 0, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados pelo lateral-esquerdo Marcelo Oliveira e outros dois pelo atacante Luan.

O Galo sentiu os desfalques na partida disputada nesta noite, sobretudo, no sistema defensivo, já que a dupla de zaga reserva, Edcarlos e Tiago, não se encontraram em campo e facilitaram o serviço dos meias do Grêmio, que aceleravam com apenas um toque, deixando os Tricolores de frente para o gol em várias situações.

Com o resultado, o Atlético-MG se manteve na 14ª posição, com quatro pontos, enquanto o Grêmio ocupa a vice-colocação do Brasileirão, com sete pontos, tomando a posição do arquirrival Internacional. Na próxima rodada, os alvinegros enfrentam o Vitória, no domingo (29), às 16h, no Barradão. Já o Tricolor Gaúcho recebe o Coritiba, no mesmo dia, às 18h30, na Arena do Grêmio.

Mesmo com três baixas no primeiro tempo, Grêmio surpreende e faz três no Galo

Parecia que seria uma partida comum, com os mandantes dominando a partida nos primeiros instantes. O primeiro lance do jogo foi um exemplo, quando no primeiro minuto, Carlos apareceu na direita e cruzou, mas a bola acabou caindo nas mãos do goleiro Marcelo Grohe. No entanto, tudo começaria mudar aos oito minutos, quando Giuliano rolou para Luan, que de primeira, mandou nas duas traves de Victor, passando por cima da linha do gol.

No minuto seguinte, o zagueiro Fred sentiu a coxa esquerda e foi substituído por Bressan. Parecia que o Atlético iria dominar a partida, quando Marcos Rocha cruzou para Edcarlos, que estava livre dentro da área, mas acabou errando o cabeceio. Mas, aos 17 minutos, o pesadelo atleticano começaria: Giuliano, pela ponta esquerda, fez jogada com Henrique Almeida, que encontrou Marcelo Oliveira entrando na área e arrematando na saída do goleiro Victor. Era apenas o primeiro gol do Grêmio na partida.

Três minutos depois, Henrique Almeida, que havia participado do gol Tricolor, acabou saindo de campo carregado na maca e substituído por Everton. Era a segunda baixa de Roger Machado apenas na primeira etapa. Mas o Grêmio não se abateu e chegou ao segundo gol com Luan, que chutou cruzado na saída de Victor. Os atleticanos até reclamaram de falta na jogada que resultou no triunfo gremista, mas a arbitragem validou o tento.

O Atlético-MG sentia os onze desfalques e o Grêmio aproveitava do nervosismo dos mandantes. Só não contavam com a terceira lesão nos primeiros 45 minutos: a bola da vez foi Marcelo Oliveira, que sentiu a coxa direita em uma arrancada e acabou substituído por Marcelo Hermes. O Tricolor quase ampliou o placar com Luan, que passou bonito por Edcarlos, tirou Carlos César da jogada e arriscou para o gol. No entanto, a bola acabou desviada para escanteio.

O Galo respondeu com Marcos Rocha, que cruzou na cabeça de Hyuri, que mandou para fora. Na ocasião, a torcida alvinegra reclamou de um pênalti cometido por Edilson em cima do jogador do Atlético. Quando todos achavam que o primeiro tempo se encerraria, eis que surge Luan, em lançamento de Giuliano, e amplia o placar em mais um chute cruzado. 3 a 0 Grêmio apenas nos primeiros 45 minutos de partida!

Pouca criatividade e muitas faltas: panorama da segunda etapa de um duelo "resolvido"

A segunda etapa começou como a primeira, com o Atlético-MG tomando as ações. No primeiro minuto, Clayton recebeu e ganhou de Marcelo Hermes, mas, no arremate, acabou mandando para fora. A zaga do Galo não se encontrava em campo, Edcarlos e Tiago não conseguiam segurar o ataque gremista. Prova disso, foi quando Wallace recebeu livre em frente à área e bateu colocado. Victor, no entanto, estava na meta para espalmar pela linha de fundo.

O Grêmio se sentia à vontade dentro de campo e sua torcida logo percebeu, gritando "olé" durante troca de passes da equipe Tricolor. O meio-campo alvinegro pouco conseguia produzir. As raras oportunidades que apareciam para o ataque do Galo, a zaga gremista conseguia afastar. Os mandantes até criaram uma oprtunidade com Patric, que mandou uma bomba de fora da área, mas Marcelo Grohe acabou espalmando.

Quatro minutos depois, o Atlético-MG chegou bem novamente, mas dessa vez, com Clayton. O atacante girou e tentou o arremate, que saiu mascado, mas o suficiente para assustar a torcida gremista, já que a bola passou à esquerda do gol Tricolor. Mais tarde, Maicon aparecia bem para cruzar pela direita, Victor rebateu para frente, e quando Marcelo Hermes chegava para concluir à gol, Marcos Rocha apareceu para afastar o perigo.

O Grêmio continuou atacando e perdendo mais uma oportunidade com Everton, que recebeu de Luan e acabou mandando para fora. Foi a última oportunidade clara de gol da partida.