Com muitos desfalques, Grêmio recebe Ponte Preta na Arena para retomar vitórias no Brasileirão

Tricolor perdeu a ponta da tabela após derrota diante do Palmeiras, mas conta com sua força dentro de casa para superar a embalada Ponte Preta

Com muitos desfalques, Grêmio recebe Ponte Preta na Arena para retomar vitórias no Brasileirão
Foto: Lucas Uebel/ Grêmio
Grêmio
Ponte Preta
Grêmio: Bruno Grassi; Edilson, Pedro Geromel, Bressan (Wallace) e Marcelo Hermes; Ramiro, Maicon, Giuliano, Douglas e Everton; Luan
Ponte Preta: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior e Cristian; Felipe Azevedo, Clayson e Roger.
ÁRBITRO: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE), auxiliado por Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 6° rodada do Campeonato Brasileiro, a ser realizada na Arena do Grêmio, às 16h

A tarde deste domingo (5) será de muito futebol. Pelo Campeonato Brasileiro 2016, o Grêmio recebe a Ponte Preta, na Arena, em busca da liderança. O Tricolor vem de derrota para o Palmeiras, no Pacaembu, na qual tirou a ponta da tabela do time gaúcho. Já a Ponte vem de grande vitória fora de casa, sobre o América-MG.

O Tricolor Gaúcho é vice-líder da competição, com dez pontos em cinco jogos. A série invicta do time de Roger Machado acabou no grande jogo diante do Palmeiras, onde o time gaúcho até jogou bem, mas falhas defensivas resultaram no revés por 4 a 3.

Por outro lado, a Ponte de Eduardo Baptista já tem duas derrotas, mas, vem de vitória em cima do América-MG, fora de casa. Para sonhar mais alto, o time preto e branco quer voltar de Porto Alegre com pontos para que a sequência de jogos fora seja a motivação do grupo.

Em 2015, Grêmio e Ponte Preta se enfrentaram duas vezes, sendo dois empates: na estreia do Brasileirão, a equipe de Felipão empatou por 3 a 3 com os ponte-pretanos na Arena. No segundo turno, 0 a 0 no Moisés Lucarelli. 

Roger quer usar da força Arena para repetir sucesso na largada 

Após três eliminações no primeiro semestre e falhas defensivas, o técnico Roger Machado retomou a confiança nas cinco primeiras rodadas, na qual eram decisivas para o futuro do treinador. O Grêmio chegou a liderança com um ataque implacável e com uma defesa que não tomava gols há quatro rodadas. Entretanto, na última quinta-feira (2), o Tricolor retomou as falhas conhecidas no início do ano, e sucumbiu ao Palmeiras, perdendo a liderança. 

Roger reclama de desfalques, mas pede força do grupo na Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Roger reclama de desfalques, mas pede força do grupo na Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Com jogadores convocados para suas seleções, tais como Miller Bolaños, Marcelo Grohe e o volante Walace, Roger reclamou do calendário, mas pediu a força da Arena para que o time possa retornar aos caminhos vitoriosos, sem deixar a 'peteca ciar':

"Em relação ao Walace, não adianta falar de calendário. Brasil é assim. O desequilíbrio da competição é gerado por pontualidades. Tudo vai melhorar na esteira de um calendário organizado, que as principais equipes não percam os principais jogadores em uma competição importante", disse o treinador gaúcho. 

Tratando de mudanças na equipe, o zagueiro Wallace, contratado junto ao Flamengo, poderá fazer sua estreia no time titular. No treino desta manhã (4), o zagueiro, já regularizado no BID, treinou ao lado de Pedro Geromel, e poderá ser a principal mudança na equipe, que sofreu no setor defensivo na última rodada. 

O Substituto para a vaga de Walace, por sua vez, deverá ser Ramiro, visto que Moisés, outro pretendente a vaga está muchado; Ramiro também é jogador de confiança de Roger, que já jogou até de lateral-direito no início do ano. 

Os desfalques, porém, são muitos. Fred (lesionado), Marcelo Oliveira (lesionado), Henrique Almeida (lesionado), Wallace Oliveira (lesionado), Pedro Rocha (lesionado), Moisés (lesionado), Marcelo Grohe (seleção), Walace (seleção) e Miller Bolaños (seleção). Luan, Maicon e Marcelo Hermes são os pendurados do time. 

Eduardo Baptista minimiza vitória fora de casa e pede foco do time em jogo duro 

A Ponte, querendo ou não, é um time que não esbanja confiança dos seus torcedores. Na última rodada, a grande vitória diante do América-MG, na qual resultou na demissão do técnico Givanildo Oliveira, botou o time na décima posição e encerrou a sequência de duas derrotas do time de Eduardo Baptista. 

Eduardo Baptista abafa críticas, mas pede equilíbrio do time (Foto: Divulgação/Ponte Preta)
Eduardo Baptista abafa críticas, mas pede equilíbrio do time (Foto: Divulgação/Ponte Preta)

O comandante, por sua vez, pediu calma com o grupo na hora de críticas. Porém, não as omitiu:"Analisamos a performance. Vamos descansar e depois pensar no Grêmio para buscar a melhor estratégia e ganhar mais três pontos. A vitória fora de casa nos dá moral e tranquilidade, mas sabemos que o Brasileiro está equilibrado. Mas com o olho no olho as chances se igualam e é possível sair de Porto Alegre com mais um resultado positivo", disse.

Diante do Grêmio, a Ponte conta com um ataque positivo para sair de Porto Alegre com pontos na bagagem. Clayson, Roger e Felipe Azevedo são os bolas da vez: os três, juntos, têm 12 gols, e serão titulares diante do Tricolor. 

Para o confronto, Eduardo terá apenas um desfalque, Elton, lesionado, não viajou junto com o grupo. Sendo assim, a provável escalação da Ponte deverá ser: Escalação provável: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior e Cristian; Felipe Azevedo, Clayson e Roger