Roger parabeniza equipe do Grêmio por buscar vitória: "Não aceitamos o empate"

Neste domingo (05), na Arena do Grêmio, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, em partida acirrada, o Tricolor Gaúcho venceu a Ponte Preta, pelo placar de 1 a 0

Roger parabeniza equipe do Grêmio por buscar vitória: "Não aceitamos o empate"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Após a sofrida vitória, que garantiu ao Grêmio permanecer lutando pela parte de cima da tabela do Brasileirão, o técnico Roger Machado valorizou a postura de seu plantel que não mediu esforços para chegar ao gol. 

"No primeiro tempo, a gente teve três ou quatro oportunidades claríssimas. A gente sabia que a Ponte viria numa marcação muito forte de meio, fazendo com que a gente oferecesse os lados. Depois, a partida foi um estilo diferente no segundo tempo. Foi um jogo de um time defendendo, outro tentando a bola espichada. Tinha que ter paciência, depois que a gente estava com um a mais, para circular a bola e encontrar o lado aberto. Essa paciência, a gente tem que ter, de persistir até o final, para chegar a vitória. Hoje sofremos pouco, estávamos muito atentos. Persistimos até o final. Se ganha no primeiro e pode-se ganhar no último minuto. Não aceitamos o empate", exaltou o comandante gremista.

Sobre Everton

Depois de perder três excelentes chances na etapa inicial e ser vitíma de vaias durante substituição, Roger tratou de minimizar qualquer culpa ao jovem atacante Everton: "Foi um misto de vaias e aplausos. Talvez pelas três oportunidades criadas. Confesso que não me preocupa. É uma característica do seu jogo. Pela ansiedade de definir a primeira jogada, ele pegou a bola numa altura pouco adequada, talvez pudesse deixar cair um pouco mais. No segundo lance, bola mais difícil, ele finalizou melhor, mas a trave ajudou o goleiro. Depois, jogou pelo alto. Temos que entender que o Everton tem 20 anos, vai oscilar. Mas concluiu três ou quatro vezes porque estava no jogo. A gente trabalha o refinamento e a atenção. É importante ter tranquilidade para executar o gesto"

Luan decisivo

O técnico Roger rasgou elogios ao oportunismo do atacante Luan, autor do gol salvador da partida aos 49 minutos da etapa final: "Desde sempre acho que o Luan é um jogador extremamente concentrado na partida. Não se intimida com estádio cheio, ou pressionado para jogar, ou com a nossa torcida que, às vezes, se impacienta. Tenho certeza que outros jogadores naquele momento não tentariam aquela finalização, por não terem o equilíbrio perfeito para a bola, mas ele tem muita personalidade. Ele fez o que achou que tinha que fazer naquele momento. Ele demonstra a cada jogo o seu papel de finalizador, assim como um cara de articulação e que ajuda quando é preciso"

Por ter recebido o terceiro cartão amarelo hoje, diante da Macaca, Luan será desfalque gremista contra o Fluminense na próxima rodada. O treinador lamentou o fato, em decorrência do atual momento do atacante: "Vamos acreditar que podemos suprir na posição, mas é uma pena não contar com ele. Ele tem sete gols na temporada, tento não lamentar, mas é uma perda. Quando o Bobô entra, a orientação dele é ficar entre os zagueiros, para os cruzamentos laterais. A característica do nosso jogo é a mesma. Quero alternância, ora pelo chão e ora pelo alto. Se trabalha para ajustar o Bobô à característica do nosso jogo".

Expulsão de Lincoln

Questionado sobre a expulsão de Lincoln, Roger afirmou que perder o atleta freou momentaneamente o poder ofensivo do Grêmio: "Revi o lance no vestiário, tem um pouco do braço aberto. Não dá para ver se atinge, mas foi um movimento acintoso. Era um momento importante da partida, para continuar com volume e empurrar mais a Ponte para o seu campo. A expulsão colocou o adversário novamente no jogo, mas isso vamos conversar durante a semana. Talvez a inexperiência tenha pesado contra ele".

Estreia de Wallace na defesa

De acordo com Roger, o estreante Wallace se beneficou de sua vivência para se habituar rapidamente ao padrão de jogo tricolor. O comandante parabenizou também o volante Ramiro, que voltou para sua posição de origem após suprir necessidades na lateral: "Wallace e o Ramiro foram muito bem. Optamos pelo Ramiro, que consegue transitar do meio para a frente e tem finalização de longa distância. Ele fez um jogo seguro. O Wallace usou da sua experiência, não deu para perceber que ele nunca jogou com o Geromel. Voltamos a não sofrer gols"

Na cola do Corinthians, o Grêmio é vice-líder do Campeonato Brasileiro. Ambas equipes somam 13 pontos, 10 gols feitos, 4 sofridos e saldo positivo de 6 tentos. Com a expulsão de Lincoln, a desvantagem recai para o time gremista. O próximo compromisso do Grêmio é no sábado (11), diante do Fluminense, à partir das 18h30, no Raulino de Oliveira, pela sétima rodada do torneio nacional.