Roger defende Bressan apesar dos erros e critica arbitragem no revés ante Vitória

Treinador gremista absolveu o zagueiro, mas não deixou as possíveis falhas de Sandro Meira Ricci em branco

Roger defende Bressan apesar dos erros e critica arbitragem no revés ante Vitória
Foto: Divulgação/ Grêmio

Na noite gelada de Porto Alegre, o Grêmio perdeu sua primeira partida na Arena no Campeonato Brasileiro 2016. Pela 10° rodada, o Tricolor foi surpreendido pelo Vitória e foi derrotado por 2 a 1. Jogadores e integrantes da comissão técnica gremista saíram de campo reclamando da arbitragem de Sandro Meira Ricci, referindo-se ao pênalti polêmico em Dagoberto

LEIA MAIS: Grêmio perde para o Vitória em casa no Brasileirão (1-2):

Após o jogo polêmico (mais um), Roger Machado compareceu à sala de imprensa. Além dos comentários sobre o trio de arbitragem, o técnico gremista teve de falar sobre os erros do zagueiro Bressan no jogo, fundamental nos dois gols do time baiano. 

Bressan, que substituiu Pedro Geromel já havia sido criticado outras vezes em jogos do Grêmio na temporada. Porém, assim como nas anteriores, Roger defendeu seu zagueiro e pediu para que olhassem os dois lados da situação: 

"O Bressan é um atleta nosso. Mesmo que tenha falhado, conta com a minha confiança. A gente entende que não tem que haver vaia, e o torcedor fez com que tivesse um problema dentro de campo, uma insegurança. E a gente tem que considerar o erro do árbitro, que o expulsou. Se não foi pênalti, não teria o cartão amarelo e a expulsão. Tem que contextualizar, sim.", afirmou.

Sobre a partida, onde o Tricolor teve um início ruim, mas criou o suficiente para ter virado o jogo, Roger ressaltou: "São duas preocupações: uma quando não se cria, e outra quando se cria e se desperdiça a chance. Começamos o jogo bem, criamos, e poderia ser outro jogo. Mas, na medida em que o Vitória conseguiu o seu gol, reforçou a estratégia de contra-ataque. A gente criou muito mais, e a eficiência não foi alta. O que prejudicou nosso jogo foram os eventos que ocorreram nele. Não queria falar da arbitragem, porque parece choro de perdedor. No segundo tempo, mesmo com um a menos, a gente mostrou poder de reação. Tivemos a chance com Luan, não entrou, faz parte. Deixamos três pontos em casa.", disse.

Por fim, o comandante gremista explicou as modificações após a expulsão de Bressan, ainda no primeiro tempo: "Entendi que tinha que recompor ali. Com um a menos, não dá para jogar com dois volantes. Fica muito campo para se marcar. Precisa de pelo menos três jogadores para cumprir a lateralidade do campo. Era a estratégia mais adequada e se provou certa, porque continuamos no campo do Vitória. Precisava da sustentação defensiva para tentar o empate.", concluiu.

Grêmio foi derrotado pelo Vitória na Arena (Foto: Divulgação/Grêmio)
Grêmio foi derrotado pelo Vitória na Arena (Foto: Divulgação/Grêmio)