Roger elogia reação para vencer Figueirense: "Não vou ficar cruzando 40 bolas por jogo"

Comandante pôs Pedro Rocha e Bobô nos minutos finais; Pelo chão, ambos fizeram a jogada do gol da vitória gremista

Roger elogia reação para vencer Figueirense: "Não vou ficar cruzando 40 bolas por jogo"
Foto: Divulgação/ Grêmio

O Grêmio suou, mas venceu o Figueirense na Arena, pela 14° rodada do Campeonato Brasileiro 2016. O Tricolor Gaúcho saiu na frente com um belo gol de Walace, mas sofreu o empate após Ayrton finalizar bonito. Nos acréscimos, Bobô balançou as redes para garantir os três pontos aos comandados de Roger Machado.

LEIA MAIS:Bobô marca no fim, Grêmio vence Figueirense na Arena e mantém caça à liderança

Com o resultado, o Tricolor foi a 27 pontos na tabela, garantindo a terceira colocação. Na liderança, o Palmeiras tem 28, com um jogo a menos. 

Após a terceira vitória seguida, o técnico Roger Machado compareceu á sala de imprensa para falar sobre os jogo e as escolhas, que deram certo nesta manhã de domingo (10). 

Everton, atacante do Grêmio, vem sendo um dos jogadores de maiores destaques desde que Roger chegou ao clube. Pela terceira vez seguida, o camisa 11 foi de fundamental importância no jogo. E o comandante esbanjou elogios: "Hoje ele está fazendo o que sabe. Livre, solto, sem algumas amarras que acabam nos atrapalhando", disse.

"Não vou ficar cruzando 40 bolas por jogo. Vou criar mecânica para que o centroavante finalize com o pé" , disse Roger sobre os últimos minutos do jogo

Sobre o gol nos acréscimos e a emoção até o final, pela terceira partida neste campeonato, Roger afirmou: "Me deixa muito satisfeito porque minha equipe tem poder de reação. Pode se ganhar e pode se perder no primeiro e último minuto. Enquanto ha tempo, a postura tem que ser a mesma. Claro que eu queria que depois do nosso gol, a gente tivesse convertido chances, e então, o jogo seria mais tranquilo", argumentou o comandante após mais uma partida vencida no apagar das luzes. 

Por fim, Roger foi perguntado se o Grêmio é postulante ao título do Brasileirão, o técnico não fugiu ao questionamento, e disse: 

"Time grande, ainda mais o Grêmio, que busca um título depois de muito tempo, tem que estar sempre em busca. Não dá para dizer q está pronto. Se subiu o cume e achar que não tem para onde ir, só tem a descer. É uma construção constante. Hoje, a defesa foi segura. Só depois que eles fizeram o gol a gente se expôs um pouco mais. Thyere e Fred foram seguros, Jaílson fez um baita jogo novamente. Isso que dá segurança, porque, com ausências, a tendencia é perder a engrenagem. E a gente não perdeu. A individualidade dentro desse contexto se sobressai. Mas não sei se está pronto (o time) e não sei se em algum momento vai ficar. Sempre tem algo a evoluir", afirmou.

O Grêmio volta a campo no próximo domingo (18), para visitar o Sport Recife, pela 15° rodada do Campeonato Brasileiro. Tricolor encerra a rodada como terceiro colocado, com 27 pontos.

Grêmio bateu o Figueirense por 2 a 1, na Arena (Foto: Divulgação/Grêmio)
Grêmio bateu o Figueirense por 2 a 1, na Arena (Foto: Divulgação/Grêmio)