Roger lamenta derrota contra Sport e comenta erros defensivos: "Desconcentração"

Neste domingo (17), na Ilha do Retiro, em Recife, o Tricolor Gaúcho não conseguiu ser eficiente, e foi derrotado pelo time pernambucano pelo placar de 4 a 2

Roger lamenta derrota contra Sport e comenta erros defensivos: "Desconcentração"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A bola aérea voltou a ser protagonista no cenário gremista. O velho problema, que por vezes foi amenizado, custou três pontos e a vice-liderança ao Grêmio, na noite deste domingo (17), diante do Sport, no Recife. Em lances de desatenção, o time gaúcho levou quatro gols do time pernambucano que luta para fugir da zona de rebaixamento. Por sua vez, o Grêmio conseguiu marcar duas vezes, ambas com Pedro Geromel, zagueiro. Inclusive, um dos tentos foi de cabeça. 

Para Roger Machado, a falta de atenção é o principal fator para o Grêmio repetir erros que deveriam ter sido anulados. Entretanto, o técnico gremista apontou igualdade entre os times:

"Temos que analisar o contexto como um todo. Os quatro gols não mostram superioridade do adversário. Em determinado momento, estávamos levando um ponto para casa. Uma decisão equivocada, no momento errado, permitiu que o adversário entrasse no jogo. Levamos o segundo gol na bola parada, mais uma vez, faltou concentração. A gente foca bastante, treina, mas na área tem vários eventos acontecendo. Trabalhamos bastante na véspera e, mesmo assim, entrou. No segundo tempo, tivemos a bola parada ao nosso lado, mas depois tivemos um novo período de desconcentração, e o adversário fez o terceiro gol".    

Questionado sobre qual seria a solução para a deficiência do Grêmio diante da bola aérea, Roger afirmou: "Tem que ter bastante treinamento, como a gente faz. E concentração, ficar atento desde o momento em que a bola está no chão. Procuro as soluções em vários lugares, observando equipes que têm a bola parada forte"

De acordo com o técnico do Grêmio, as mudanças no plantel, quando o tricolor precisava virar o jogo, não se deram por má atuação, e sim, para fortalecer o poder de marcação e ataque, no intuito de fazer o time adentrar mais a área do Sport: "Não vou lamentar as ausências. Nosso time veio forte para buscar um resultado importante. A entrada do Ramiro não foi por ausência de um meia, pois o Jaílson estava desgastado, e eu queria aumentar a força de retenção. A gente imaginava que o Sport ia se soltar mais. O Pedro era para ter velocidade e contra-atacar". 

Com o resultado negativo, o Grêmio permanece na terceira posição na tabela do Brasileirão, com 27 pontos. Cinco a menos que o líder Palmeiras, que comanda o campeonato com 32 pontos. O próximo compromisso gremista é domingo (24), na Arena, contra o São Paulo.