Roger encaminha Grêmio com Edilson e ressalta dificuldades de enfrentar América-MG

Em caso de vitória, Tricolor poderá assumir a liderança do Brasileirão se Palmeiras e Corinthians perderem

Roger encaminha Grêmio com Edilson e ressalta dificuldades de enfrentar América-MG
Foto: Divulgação/ Grêmio

No domingo (31), o Grêmio visita o América-MG, lanterna do Campeonato Brasileiro 2016. Em caso de tropeços de Palmeiras e Corinthians e vitória Tricolor, a equipe de Roger Machado poderá assumir a liderança ainda na 17° rodada.

LEIA MAIS: Rumo à Olimpíada: Luan, atacante do Grêmio

Sendo assim, o técnico comandou seu último treino em Porto Alegre, neste sábado (30), a fim de encaminhar a equipe que viaja à Minas Gerais. Everton, machucado, deverá ser a única ausência no time que enfrentou e venceu o São Paulo na última rodada, na Arena. 

Roger promoveu três atividades no CT Luiz Carvalho. A primeira, para infiltrações dos atacantes, furando a marcação. Em seguida, priorizou a bola parada, um dos pontos fracos do Grêmio durante toda a temporada. E por fim, um exercício em campo reduzido em três espaços diferentes do campo.

A equipe titular foi composta por Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Jaílson, Maicon, Negueba, Douglas e Pedro Rocha; Miller Bolaños.

Roger bateu bola com os jogadores em um momento de descontração (Foto: Divulgação/Grêmio)
Roger bateu bola com os jogadores em um momento de descontração (Foto: Divulgação/Grêmio)

O lateral-direito Edílson, que não havia treinado nos último dias, teve bom desempenho e deverá ser titular, conforme o previsto. Pedro Rocha é o escolhido para substituir Everton, lesionado; enquanto Negueba segue na condição imposta a Giuliano, já apresentado no Zenit. Os desfalques gremistas são Luan e Walace, na Selação Olimpíca; Moisés e Everton, lesionados.

Após o treinamento, Roger deu entrevista coletiva na sala de imprensa, e falou sobre a partida de domingo: "Não imaginamos que teremos facilidades em função do adversário ser o último colocado. Imaginamos fazer um jogo forte, respeitar o adversário, claro que também jogar um pouco com a instabilidade emocional, de confiança, para tentar levar alguma vantagem na partida. Facilidade, não teremos. É uma oportunidade importante, assim como outras, de fazer pontos fora de casa e se aproximar ou até mesmo tomar a dianteira da competição", disse.

O confronto será no estádio Independência, em Belo Horizonte - local onde o Grêmio já jogou neste ano, diante do Atlético-MG, com vitória por 3 a 0.