Em jogo equilibrado, Grêmio vacila e empata sem gols diante do Santa Cruz

Gaúchos, que buscavam a liderança, tropeçam contra os pernambucanos, mas seguem no G-4; corais se aproximam de saída da degola

Em jogo equilibrado, Grêmio vacila e empata sem gols diante do Santa Cruz
Foto: Rodrigo Rodrigues/Grêmio
Grêmio
0 0
Santa Cruz
Grêmio: Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Wallace Reis, Geromel e Marcelo Oliveira; Maicon, Jailson, Pedro Rocha (Guilherme, intervalo), Douglas (Lincoln, min. 77) e Negueba (Henrique Almeida, min. 66); Miller Bolaños. Técnico: Roger Machado
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Tiago Costa (Roberto, min. 78); Derley, Danilo Pires, Jadson (Arthur, min. 64) e João Paulo; Grafite (Fernando Gabriel, min. 83) e Keno. Técnico: Milton Mendes
ÁRBITRO: Luiz Flávio de Oliveira (SP). Cartões amarelos: Danilo Pires (min. 38), Jadson (min. 62), Roberto (min. 81) e Geromel (min. 87)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, disputada na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul

Com objetivos diferentes na noite desta quinta-feira (4) na Arena, em Porto Alegre, Grêmio Santa Cruz duelaram em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Em um jogo equilibrado e com poucas finalizações, as equipes empataram sem gols, o que fez permanecerem na mesma situação na classificação.

Mesmo com os resultados da rodada, os gremistas permanecem no G-4 e na 4ª posição, mas perdendo a chance de assumir a liderança. Já o escrete coral segue na zona de rebaixamento, com a possibilidade de deixá-la em caso de vitória na próxima partida, uma vez que ocupa a 17ª colocação e soma 18 pontos, a dois do Botafogo, que só atua daqui a duas semanas.

Os times voltam a campo pelo Brasileiro em dias distintos devido aos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Enquanto os gaúchos só jogarão pela 20ª rodada no próximo domingo (21) com o Corinthians, em Porto Alegre na Arena do Grêmio, os pernambucanos receberão o São Paulo nesse domingo (7) em Recife, às 16h15, no Arruda.

Equipes fazem jogo equilibrado e vão ao intervalo no zero

Empolgado pela torcida e necessitando do resultado após um empate ruim contra o lanterna América-MG, o Grêmio começou tomando um susto. Tiago Costa cobrou falta da intermediária e a bola passou com perigo. Minutos depois, o Imortal reagiu. Pedro Rocha recebeu passe pela esquerda, cortou dois marcadores e arrematou, mas ao lado da barra.

Possuindo maior posse de bola, o time mandante procurou espaço na defesa do visitante, que estava bem postada. Quando não conseguiu entrar na troca de passes, a equipe de Roger Machado arriscou por muitas vezes de fora da área. Em uma dessas, Maicon chutou e Tiago Cardoso defendeu sem problemas. Já na segunda tentativa, Negueba mandou pela linha de fundo.

O Santa não conseguiu assustar muito os gaúchos e se perdeu pouco na marcação, contudo não deixou que o adversário criasse nenhuma oportunidade real de gol e suportou os ataques. No primeiro contra-ataque que acertou, quase os pernambucanos abriram o placar. Keno avançou pelo meio, chegou perto da área e serviu forte para Grafite. O artilheiro coral se esforçou para pegar a bola e bateu fraco, quase dividindo com Marcelo Grohe.

O lance seguinte, o último da etapa inicial e o melhor dos dois lados, veio com a Cobra Coral, que tinha postura diferente da derrota para o Atlético-MG. Tentando pegar o camisa 1 gremista de surpresa, Jádson arrematou de fora da área e obrigou o goleiro dos anfitriões a fazer uma boa defesa.

Times voltam a pecar nas finalizações e placar não muda

No segundo tempo, Roger optou pela entrada de Guilherme no lugar de Pedro Rocha, que pouco participou ofensivamente no primeiro. Os dois primeiros minutos foram favoráveis ao jovem gremista, pois deu bom cruzamento para Negueba, porém Tiago Costa se mostrou atento ao lance e cortou o perigo.

Pouco tempo depois, o Grêmio mostrou que estava mais disposto e foi novamente ao ataque em busca do gol. Miller Bolaños cobrou falta e a bola explodiu no travessão e assustou Tiago Cardoso. O rebote ficou com Negueba, mas o meia-atacante não aproveitou e desperdiçou um bom momento.

Sentindo a necessidade de dar novo fôlego ao ataque, Milton Mendes promoveu Arthur na vaga de Jadson, mudando também o panorama de jogar. Ainda assim, o Imortal voltou a levar perigo aos visitantes e quase abriu o placar. Guilherme cruzou e Douglas cabeceou no pé da trave.

Dois minutos depois, foram os pernambucanos que resolveram dar o susto. João Paulo bateu falta colocada e também acertou a trave, com Marcelo Grohe observando a trajetória. A jogada deixou o duelo mais aberto, com os times indo atrás de evitar o zero no marcador. Mesmo com isso, o Mais Querido teve uma nova chance depois de Grafite ser servido por Keno e finalizar para boa intervenção de Grohe, fazendo com que o placar não fosse alterado.