Aposta no primeiro semestre, zagueiro Fred sofre lesão na lombar em atuação reserva do Grêmio

Jogador foi titular durante a Copa Libertadores e perdeu espaço no elenco tricolor, que luta por nova vaga para competição em 2017

Aposta no primeiro semestre, zagueiro Fred sofre lesão na lombar em atuação reserva do Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O zagueiro Fred deixou o campo de maca na Vila Belmiro, no empate do Grêmio diante do Santos, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Uma lesão na lombar acabou sacando o defensor da partida e ele ficou em observação no ambulatório do estádio santista. As precauções seguiram para evitar qualquer agravamento da lesão causada por um choque dentro da área do Tricolor.

É provável que Fred não esteja à disposição diante do Palmeiras, pela Copa do Brasil, pelo jogo da volta das quartas de final nesta quarta-feira (19), em duelo no Allianz Parque. Será o primeiro jogo do Grêmio no novo estádio palmeirense, já que os confrontos anteriores em São Paulo, por campeonatos brasileiros, foram disputados no Pacaembu.

O técnico Renato Gaúcho optou pelo uso dos reservas diante do Santos, pensando no duelo contra o Palmeiras, na copa que ainda resguarda possibilidade de título nacional ao Grêmio em 2016. Chama a atenção o fato de Fred, jogador que deu trabalho para a diretoria trazer junto ao Goiás, que por vezes negou propostas, pintar somente agora novamente na equipe e nesta condição, na entrada dos suplentes.

O jogador foi relacionado e chegou a fazer gol diante do San Lorenzo na Copa Libertadores no primeiro semestre, quando o Grêmio caiu nas oitavas de final para o Rosario Central. Fred foi dupla de zaga de Pedro Geromel e errou na bola aérea em gols sofridos pelos tricolores durante a temporada. Após, perdeu espaço para os demais zagueiros do elenco. Pintou o jovem Rafael Thyere e as contratações de Wallace Reis, junto ao Flamengo, e Walter Kannemann, argentino que estava no Atlas, do México.

Não é a primeira vez, em temporadas, que a diretoria gremista aposta em um jogador para a Copa Libertadores e o descarta praticamente dos planos no sequencial do ano. As próprias laterais gremistas na competição sul-americana chegaram a ser escaladas com Ramiro, volante improvisado, e o mantimento de Marcelo Oliveira, jogador que também atuava como volante antes do Grêmio de Roger Machado.

O Grêmio permanece na luta pelo G-6. Caso consiga nova vaga na Libertadores, precisa ter mais convicção no time que estará levando a campo na competição continental mais importante. Os reforços não podem vir somente depois, como também foi o caso do lateral-direito Edilson, ausente no primeiro semestre e dono da titularidade depois.