Grêmio volta a vencer Atlético-PR e Renato afirma: "Treino um grupo, não apenas uma equipe"

Pelo placar agregado de 7 a 2, Grêmio vai mais uma vez para semifinal da Copa do Brasil; Tricolor garantiu vitória na Arena da Baixada, após virar marcador sobre o Atlético Paranaense

Grêmio volta a vencer Atlético-PR e Renato afirma: "Treino um grupo, não apenas uma equipe"
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O Grêmio entrou em campo com time misto nesta quinta-feira para encarar o Atlético Paranaense pela Copa do Brasil e garantiu a classificação para a semi final da competição. O tricolor gaúcho encara o Cruzeiro e o sorteio dos mandos de campos será na próxima segunda-feira (31). Com dois gols de Pedro Rocha e outro de Everton, o Tricolor gaúcho venceu por 3 a 2. No placar agregado, 7 a 2 para a equipe gaúcha.

O técnico Renato Portaluppi surpreendeu na escolha do time misto e das suas alterações ao longo da partida. Quanto a isso, Renato lembrou novamente a importância de ter um grupo de jogadores preparados para jogar:

"Eu treino um grupo, não uma equipe apenas. Temos um grupo muito fechado e eles estão dando conta do recado, independente da posição. Não temos muito tempo para treinar, mas quando passo os vídeos eu explico tudo. O meu grupo está cometendo poucas faltas porque estamos bem postados em campo. A gente está muito bem em todas as competições, mas não conquistamos nada ainda, temos que manter os pés no chão."

Renato mais uma vez também lembrou da maturidade adquirida pelo time do Grêmio: "Independente da posição temos uma maturidade muito grande neste grupo. É um grupo muito unido e a gente tem conversado bastante, todo mundo sabe suas responsabilidades. E como viemos disputando grandes competições isso é muito importante." Afirmou o comandante.

Já na segunda etapa da partida, Renato Gaúcho comentou a substituição do volante Jailson pelo atacante Everton mesmo com a classificação encaminhada. Renato aproveitou para elogiar forma de jogo do adversário:

"Pela leitura do jogo eu senti que eles estavam vindo pra cima da gente. Começou a deixar espaços, sabia que isso ia acontecer mais cedo ou mais tarde por isso deixei o Everton para esse momento, um pouco mais fixo com Luan rodando. Senti que eles estavam colocando o Grêmio pra trás e coloquei um jogador rápido pois vi que poderíamos ganhar o jogo."

Pedro Rocha, que ainda vem sendo contestado por parte da torcida gremista, marcou 2 gols neste jogo e Renato aproveitou para lembrar a importância dele para o grupo: "O Pedro Rocha tem a minha confiança. Eu fui jogador e sei o quão importante é a confiança do técnico. Muita gente fala que ele não sabe fazer gol, ele sabe sim e está mostrando isso neste ano. Ele é um jogador rápido e inteligente." Renato também foi questionado sobre o que faltava para o Grêmio, e com o mesmo bom humor de sempre respondeu "Falta muita coisa, mas não posso falar. Só para o meu grupo", brincou Renato.

Quando questionado sobre o atual momento de futebol do Grêmio, reconhecido como "mágico" e de "futebol mais bonito do Brasil", Renato aproveitou para lembrar sua época como jogador dentro do Grêmio: "Eu vivi uma época muito boa como jogador. Jogador aqui mesmo no Grêmio, com toda a humildade. Mas esse time vive um momento especial. Tecnicamente o Grêmio tem grandes jogadores. Taticamente sabe o que deve ser feito jogando em Porto Alegre ou fora. O Grêmio tem sido mortal. Mas sempre falo pra eles, 'só marca história quem ganha'. É um grupo maravilhoso e precisamos marcar na história do Grêmio ganhando mais um título. Aproveitando pra responder a pergunta anterior, uma das coisas que falta é um título. Este grupo do Grêmio merece ficar na história", disse.

O Grêmio volta a campo novamente neste domingo (30) pelo Campeonato Brasileiro. Na Arena, encara o Santos às 19h:00. Já o Atlético-PR volta atenções quando visita o Vasco no estádio Raulino de Oliveira na segunda-feira (31), às 20h00.

Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense